Tatuí soma quase 650 consultas ao longo do “Novembro Azul”

14
Atendimentos aconteceram em todas as UBSs de Tatuí (foto: AI Prefeitura)
Publicidade
Da redação

Durante todo o mês de novembro, especialmente nos dias 20, 25, 26 e 27 – em que aconteceram a ação “Dia D” -, a prefeitura de Tatuí, por meio da Secretaria de Saúde, promoveu a campanha “Novembro Azul”, de combate ao câncer de próstata, em diversas unidades de saúde.

Ao todo, 643 atendimentos foram realizados, compreendendo atendimentos médicos e multiprofissionais, solicitações e coletas do exame antígeno prostático específico (PSA), além de coleta de testes rápidos de HIV, sífilis e hepatites B e C.  Também aconteceram palestras e rodas de conversa, realizadas nas unidades.

Na primeira semana do “Dia D”, 338 atendimentos foram realizados na UBS Santa Cruz; na UBS Central “Dr. Aniz Boneder” (CS1/Postão); na UBS “Dr. Almiro dos Reis”, na vila Dr. Laurindo; e nas ESF’s do Jardim Santa Rita de Cássia;do Jardim Tóquio; “Dr. Medardo Costa Neves”, do Jardim Rosa Garcia; “Othoniel Cerqueira Luz”, do CDHU; e “André Batista”, da vila Santa Luzia.

Outros 305 atendimentos aconteceram na semana de encerramento do “Novembro Azul”, na UBS “Enfermeiro Antônio Rodrigues”, na vila Esperança, e nas ESFs do Jardim Gonzaga; “Adriana Mesquita Tibellio Mota”, no bairro Jardins de Tatuí; “Dr. Alceu Machado Filho”, na vila São Cristóvão; e “Dr. Simeão Orsi”, na vila Angélica.

Mais ações

Publicidade

Na Emef “Prof. Mauro Antônio Mendes Fiusa”, no Residencial Astória, a equipe da ESF do Jardim Tóquio realizou, na manhã do sábado passado, 27 de novembro, a campanha Novembro Azul com atendimentos de aferição de pressão arterial e glicemia capilar; atendimentos odontológicos e de planejamento familiar; testes rápidos de HIV, sífilis e hepatites B e C; e vacinação.

Além disso, foi realizada uma palestra sobre câncer de próstata e feitas solicitações para coletas do exame antígeno prostático específico.

De acordo com a Secretaria de Saúde, as ações nesse bairro tendem a ser realizadas mensalmente, em virtude da distância do local para o centro da cidade, “facilitando, assim, a realização desses serviços à população”, segundo a assessoria de comunicação da prefeitura.

Publicidade