Relançamento do guia turístico de Tatuí acontecerá na Feira do Doce

Após interrupção, 5ª edição terá imagens atualizadas e novos atrativos

Praça Ayrton Senna, um dos atrativos destacados no guia (foto: AI Prefeitura / Pablo Ruiz)
Da reportagem

A quinta edição do Guia Turístico e Gastronômico “Tatuí Cidade Ternura” será lançado na 8ª Feira do Doce, que acontecerá de 7 a 10 de julho, na Praça da Matriz.

Nele, o leitor terá informações sobre restaurantes, hotéis e estabelecimentos que prestam serviços voltados à orientação de visitantes. O material ainda apresentará imagens atualizadas dos pontos turísticos locais, clicadas por Giorge de Santi e Pablo Ruiz – este a partir da assessoria de comunicação da prefeitura.

De acordo com o secretário municipal do Esporte, Cultura, Turismo e Lazer, Cassiano Sinisgalli, o guia é um dos materiais mais utilizados para divulgar os atrativos do município.

“Serve de referência para apresentar tudo o que visitante precisa saber”, disse o secretário. Para ele, a versão impressa é importante, pois auxilia os turistas a conhecerem além dos pontos mais famosos da cidade. “Há estâncias turísticas, por exemplo, que não têm um material desta relevância”, destacou.

Encontro com 60 expositores

No dia 23 de maio, no auditório do Centro Cultural Municipal, ocorreu a primeira reunião com os 60 participantes da 8ª Feira do Doce de Tatuí. O encontro foi promovido pela prefeitura.

No evento, estiveram presentes os secretários municipais de Esporte, Cultura, Turismo e Lazer, Cassiano Sinisgalli, e da Fazenda, Finanças, Planejamento e Trabalho, Aniz Eduardo Boneder Amadei, o presidente da Aprodoce (Associação dos Produtores de Doces de Tatuí), Marcelo Leite de Almeida, o gerente regional do Sebrae Sorocaba (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas), Alexandre Martins, e os turismólogos da prefeitura, Jean Vinicios Sebastião e Rafael Halcsik Coutinho.

“Após dois anos sem a feira e com a retomada das atividades, nossa expectativa é a mais positiva possível, já que é o evento turístico mais esperado da cidade e a maior feira do segmento do interior paulista”, disse Sinisgalli.

“Estamos acompanhando o mercado de eventos e vemos que o número de visitantes está aumentando em razão da maior segurança, por conta da vacinação”, acrescentou.

Outro ponto ressaltado por ele é o resultado obtido pela feira na última edição anterior, que ocorreu em 2019, quando cerca de 500 empregos diretos e indiretos foram gerados, resultando em mais de R$ 840 mil movimentados em negócios. “A edição deste ano tende a ser a maior de todas”, prevê o secretário.

Sinisgalli enfatizou também o papel desempenhado pelos produtores de doces da cidade e a importância das oficinas de qualificação e das reuniões preparatórias.

“A feira é capaz de promover o turismo cultural e gastronômico, além de impulsionar a economia criativa, com o objetivo de fomentar e valorizar os produtores de doce de nossa cidade”, comentou.

Para Sinisgalli, a reunião mostrou que o retorno da Feira do Doce animou os produtores, que estão ansiosos para mostrar novos produtores e fazer contatos. “Sem os produtores, não haveria o evento”, comentou.

“Há cidades, por exemplo, que nos visitam e querem implantar lá algo parecido com a nossa. Porém, não há tantos produtores como aqui. Somos referência. A feira vem para potencializar os produtores e toda uma cadeia de produção”, argumentou.

Segundo Sinisgalli, para a edição deste ano, a feira terá 30% a mais de produtores locais em relação à edição anterior. A seleção foi feita através de um edital, no qual os interessados se inscreveram. O Fusstat (Fundo Social de Solidariedade de Tatuí) também marcará presença. “No espaço do evento, será montado um estande da Secretaria de Turismo, onde o público poderá se informar sobre todos os assuntos da feira e também sobre os atrativos turísticos de Tatuí, os meios de hospedagem e os bares e restaurantes”.

“Os turismólogos aproveitarão a oportunidade para realizar uma pesquisa de demanda com os turistas, que é muito importante para analisarmos futuramente”, antecipou.

Para o presidente da Aprodoce, a 8ª Feira do Doce firma Tatuí como polo turístico, gastronômico e cultural. “As pessoas gostam deste tipo de festividade. Estamos nos preparando da melhor forma para atender à demanda”, disse ele.

Almeida ressaltou que “os desafios são diários”. “O desejo é unir cada vez mais os associados e fazer com que entendam e compartilhem a importância do associativismo. Juntos são mais fortes”, argumentou.

“A intenção é, no momento certo, levar a feira para outras cidades, criar o selo de qualidade ‘Tatuí, Terra dos Doces Caseiros’, para que os produtos ganhem o devido reconhecimento nacional por sua excelência”, projeta.

No encontro, foi anunciado que os expositores da feira, de acordo com o gerente regional do Sebrae, Alexandre Martins, serão contemplados em um programa de qualificação especial, que lhes ensinará técnicas de formação de preço de venda, planejamento estratégico, técnicas de vendas no varejo e “design de experiências turísticas”.

DEIXE UMA RESPOSTA

entre com sua mensagem
entre com seu nome