Realização da oitava edição da Feira do Doce é destacada no Legislativo

Edis parabenizaram envolvidos e garantiram que evento foi um sucesso

Parlamentares presentes na Feira do Doce
Da reportagem

Antes do início da sessão de julgamento que culminou na cassação do mandato do então vereador, Cláudio dos Santos (PSL), na noite de segunda-feira, 11, no plenário da Câmara Municipal, os edis participaram da última ordinária antes do recesso parlamentar.

Entre os assuntos debatidos, os vereadores parabenizaram, através de duas moções endereçadas ao secretário municipal do Esporte, Cultura, Turismo e Lazer, Cassiano Sinisgalli, a organização e realização da oitava Feira do Doce de Tatuí, ocorrida entre quinta-feira e domingo, 7 e 10, na Praça da Matriz.

Nos documentos aprovados, um dos autores, João Éder Alves Miguel (MDB), apontou que a secretaria municipal desenvolveu um “belíssimo trabalho”. Já a moção protocolada por Renan Cortez (MDB) indicou que o evento foi realizado com “amplo sucesso”.

Na tribuna, Alves Miguel destacou, além de Sinisgalli, os expositores, servidores municipais da pasta, secretários, músicos e profissionais de segurança que “contribuíram para que a Feira do Doce fosse um sucesso”. “Eles se desdobraram no final de semana e fizeram mais uma edição fantástica”, reforçou.

Conforme divulgado pela prefeitura, nesta semana, o evento atraiu 175.892 visitantes de mais de 50 cidades. Vieram a Tatuí, além de moradores de cidades do interior, litoral e da capital paulista, visitantes do Rio de Janeiro, Minas Gerais, Santa Catarina, Ceará e Amazonas.

“(A feira) atraiu turistas, fomentou a renda do tatuiano e ofereceu a oportunidade de destacar, cada vez mais, a forte cultura tatuiana em relação ao doce e à música”, afirmou o vereador, citando também os grupos musicais que se apresentaram no Festival Capital da Música – “Maestro Antônio Carlos Neves”.

Presidente da Casa de Leis, Antonio Marcos de Abreu (PSDB) também destacou o trabalho de todos os envolvidos na realização da atual edição. Ele também parabenizou Jorge Rizek, idealizador do evento, quando era titular da pasta. “Ele teve a iniciativa de criar a Festa do Doce, atualmente, chamada de Feira do Doce”, completou.

Ainda em relação ao evento, o parlamentar Fábio Antônio Villa Nova (PP) apresentou o requerimento 1.989/22, pedindo para que o prefeito Miguel Lopes Cardoso Júnior promova, ao menos, mais uma edição, porém, de uma forma diferente.

O vereador solicita que, “além da já tradicional e bem-sucedida edição na Praça da Matriz”, a Feira do Doce se estenda aos bairros do município. Segundo ele, a medida popularizaria e facilitaria o acesso aos moradores dos bairros mais distantes aos produtos produzidos na “Terra dos Doces Caseiros”.

Com exceção de um requerimento que foi retirado pelo autor, todos os outros 97 documentos protocolados na ordem do dia da sessão ordinária foram aprovados por unanimidade. Nesta semana, a pauta foi composta por 9 indicações, 65 requerimentos e 23 moções de aplausos e congratulações.

“Mantendo o costume”, os vereadores voltaram a protocolar requerimentos com reclamações relacionadas à UPA (unidade de pronto atendimento) “Augusto Moisés de Menezes Lanza”, à prefeitura e ao Instituto Esperança, gestora da unidade de saúde. Desta vez, foram mais nove matérias apresentadas.

Ainda em relação à área de saúde, Abreu perguntou à prefeitura, pelo requerimento 1.942/22, sobre a possibilidade de separar o local do almoxarifado da Secretaria Municipal de Saúde e utilizá-lo somente como “farmácia solidária”, para que munícipes possam retirar os medicamentos de alto custo e os judiciais.

O parlamentar Eduardo Dade Sallum (PT) protocolou matérias direcionadas à Secretaria de Cultura e Economia Criativa, do estado de São Paulo, e à organização social Sustenidos, atual gestora do Conservatório Dramático e Musical “Dr. Carlos de Campos”, de Tatuí.

Os requerimentos questionam se houve redução salarial e corte no número de horas aula dos professores do CDMCC, entre os meses de junho e julho. Caso as reduções tenham acontecido, Sallum ainda questiona sobre as áreas afetadas e se houve algum tipo de aviso prévio.

De forma individual, pelo requerimento 1.955/22, Alves Miguel solicita uma cópia do projeto executivo e pergunta se houve avanços nas tratativas para que Tatuí receba recursos para a construção de uma nova entrada na rodovia Gladys Bernardes Minhoto, a SP-129.

Juntamente de Jairo Martins (PSD), João Francisco de Lima (Cidadania) e Maurício Couto (PSDB), Alves Miguel assinou o requerimento 1.954/22, pedindo uma cópia do projeto executivo apresentado ao DER (Departamento de Estradas e Rodagens) sobre a duplicação de um trecho, de aproximadamente 1.500 metros, na rodovia Mário Batista Mori.

DEIXE UMA RESPOSTA

entre com sua mensagem
entre com seu nome