Notas policiais

  • Rapaz diz que doença do pai o motivou a vender drogas

A Guarda Civil Municipal deteve, na noite de sábado, 16, um jovem de 18 anos suspeito de tráfico de entorpecentes na vila Ezequiel. Durante a operação, a corporação apreendeu porções de maconha, crack e cocaína, além de dinheiro.

Às 20h10, segundo a GCM, uma equipe fazia patrulhamento pelo bairro e, ao entrar na rua Antônio Moroni, avistou um sujeito entregando algo a outra pessoa, dentro de um carro. Ao notar a aproximação da viatura, os dois indivíduos “saíram em disparada”, em tentativa de fuga.

Conforme a GCM, o condutor do veículo conseguiu fugir, porém, um agente desceu da guarnição e passou a acompanhá-lo, correndo. Ao entrar na avenida Teófilo de Andrade Gama, o rapaz dispensou um “saquinho” plástico, que continha 14 papelotes de maconha e 11 de crack, além de R$ 10., conforme o boletim de ocorrência

Ainda segundo a corporação, o restante da equipe continuou a perseguição até efetuar a abordagem do acusado. Em busca pessoal, ainda foram localizadas 11 pedras de crack. Ele teria confessado a comercialização das drogas, alegando que precisava de dinheiro para ajudar o pai, que está doente.

De acordo com o boletim de ocorrência, o suspeito, identificado como Moisés Joabe Camargo, recebeu voz de prisão. Posteriormente, o jovem foi conduzido ao Pronto-Socorro Municipal “Erasmo Peixoto” e, depois, à Central de Flagrantes, onde permaneceu detido à disposição da Justiça.


  • Mais um carro é atingido por disparos dentro de garagem

Menos de uma semana após o registro de um boletim de ocorrência, no qual foi constado que um carro havia sido atingido por um disparo de arma de fogo na área central, a Delegacia Central atendeu a outra situação semelhante. Desta vez, o veículo, de um homem de 59 anos, foi atingido por dois disparos.

Conforme a Polícia Militar, na manhã de sábado, 16, por volta das 9h, uma equipe foi acionada, via Copom (Central de Operações da Polícia Militar), para atender a uma ocorrência de disparo de arma de fogo na rua Valter Santaleghe, no Jardim Rosa Garcia.

No local, segundo a PM, o morador informou que fora avisado, mais cedo, quando o neto estava saindo da residência para ir trabalhar, de que tanto o portão de entrada quanto o veículo que estava estacionado na garagem haviam sido atingidos por tiros.

Segundo relatado, por volta das 2h, o neto escutou um barulho muito forte no portão, mas, ao sair na sacada para verificar o que havia ocorrido, não avistou “nada diferente”.

Pela manhã, através das imagens da câmera de segurança de uma casa vizinha, o neto observou que um Ford Focus havia parado na frente do imóvel e, em seguida, acelerou e deixou o local.

De acordo com a PM, o neto da vítima afirmou aos agentes que, dois dias antes, havia avistado o mesmo modelo de carro, de cor prata, passando devagar em frente à residência. Ele ainda garantiu que, após acionar a corporação, o mesmo carro passou novamente em frente ao imóvel.

Durante o registro do boletim de ocorrência, o delegado plantonista solicitou a realização de perícia no portão do imóvel e no veículo. No entanto, os dois projéteis ainda não haviam sido apreendidos, pois ficaram alojados no para-choques traseiro do carro, devendo ser apresentados pela vítima no plantão policial.


  • Suspeito morre em troca de tiros com a PM no Bela Vista

Ryan Carlos Leite, de 20 anos, morreu durante uma ocorrência registrada como homicídio “decorrente de oposição à intervenção policial”, na madrugada de domingo, 17, no Jardim Bela Vista.

Na mesma ocorrência, a Polícia Militar ainda prendeu um homem de 26 anos e duas mulheres, de 19 e 22 anos, acusados de tentativa de roubo.

De acordo com a corporação, por volta das 3h, uma guarnição patrulhava o bairro Colina Verde quando um popular informou que havia indivíduos em “atitude suspeita” no bairro ao lado. Os agentes foram ao local e, ao se aproximarem do lago, avistaram quatro sujeitos indo na direção deles.

Os policiais deram ordem de parada, contudo, segundo a PM, um deles correu, enquanto os outros três se renderam. Em perseguição, o sujeito teria feito disparos contra dois agentes, sendo que um deles revidou, efetuando dois disparos de fuzil, e o atingiu.

Ainda segundo o boletim de ocorrência, o acusado caiu, ainda com vida, às margens do lago e, ao lado dele, foi localizada uma pistola Imbel, calibre 380, com numeração suprimida e municiada com sete projéteis.

Conforme a PM, quando os agentes questionaram os três detidos, um suspeito afirmou que eles haviam sido deixados no local, por um carro branco, e que Leite iria roubar uma propriedade. Na sequência, ele entregou aos policiais um simulacro de arma de fogo que estaria escondido em uma bananeira, dentro da chácara que seria roubada. Já as mulheres responderam que fariam um programa sexual com os indivíduos.

Ainda de acordo com a PM, o resgate do Corpo de Bombeiros foi acionado para socorrer Leite, no entanto, ele faleceu no Pronto-Socorro Municipal “Erasmo Peixoto”. Os outros três suspeitos detidos também foram levados ao PS antes de serem apresentados na Central de Flagrantes.

Segundo o boletim de ocorrência, os acusados, identificados como Kainã Henrique Pinto (26), Aline Aparecida da Cruz (22) e Joyce Monteiro da Silva (19), receberam voz de prisão, permanecendo à disposição da Justiça. O fuzil do PM, a pistola de Leite e o simulacro foram apreendidos para serem periciados pelo IC (Instituto de Criminalística).

DEIXE UMA RESPOSTA

entre com sua mensagem
entre com seu nome