Dicas de como abrir o próprio negócio

365
Publicidade





Abrir um negócio exige um conjunto de conhecimentos e habilidades. É necessário saber qual é o mercado que você deseja atuar, qual o tipo de público que se quer atingir e que tipo de serviço será prestado ou oferecido para que você possa fazer um bom planejamento.

Para você obter sucesso, é necessário uma gestão com estratégias de marketing, com controle e fluxo de caixa, ter criatividade e buscar, de tempos em tempos, inovação. O primordial para atingir sucesso é descobrir se você tem características de empreendedor. Depois, é preciso que você colete informações para a criação da empresa.

Seguem abaixo algumas dicas essenciais para o planejamento de uma empresa:

– Construa seu plano de empresa, defina estratégias para lançar corretamente a empreitada no mercado e pesquise se o negócio que deseja abrir lhe trará retorno financeiro.

Publicidade

– Esteja seguro dos gastos e controle de suas despesas e custos. Tenha domínio, pois, sem controle financeiro, não se gerencia nada. Considere sempre possíveis gastos adicionais com adequação do espaço de trabalho.

– Cuidado com a escolha do sócio, pois ele é um complemento de conhecimento e de atitudes que você tem. Ele não é igual a você, mas é uma nova visão. Os dois têm que enxergar juntos na mesma direção, com os mesmos objetivos.

– Avalie a diferenciação de seu negócio em relação à concorrência e aos cenários e trabalhe com pessoas que conheçam o ramo escolhido tanto quanto ou mais que você.

– Todo começo é incerto. Cuide bem dos investimentos e do capital de giro, olhe bem para ver quanto de capital precisará antes de pedir emprestado.

– Procure um contabilista competente para abrir sua empresa e assessorá-lo com impostos, tributações e taxas no dia a dia.

– Lucro é a única forma de garantir o retorno dos investimentos, atenção com ele! Negócio foi feito para gerar lucro. Parte do lucro é o que consegue manter o seu capital de giro dentro da necessidade.

A outra parte será responsável pelos investimentos para gerar alavancagem. No começo, não dá para ter todo lucro gerado de volta para você.

Optar pelo setor de franquias é uma das formas mais promissórias para quem deseja entrar no mundo empresarial. Em nosso país, possuímos uma lei específica para este tipo de empreendimento: no 8955 de 15 de dezembro de 1994, que regulamenta a relação entre franqueador e franqueado, com direitos e deveres das partes. De acordo com a Associação Brasileira de Franchising (ABF), o índice de mortalidade de uma unidade franqueada é de 1% comparado aos 22% vivenciados por empresas unitárias, que fecham suas portas antes de completar o segundo ano de atividades.

* Autora: Maria Zeli é estilista, consultora de moda e franqueadora da marca Maison Maria Zeli.


Publicidade