Contaminações por Covid-19 sobem menos de 1% na cidade em 96 horas

Curva de infecções cai 35,55% em comparação ao início da semana passada

183
Publicidade
Da reportagem

O índice de moradores contaminados pelo novo coronavírus manteve-se estável nas últimas 96 horas. Entre sexta-feira, 23, e terça-feira, 27, o município registrou 29 novos casos positivos da doença – o que representa aumento de 0,93% no período.

O número indica média de 7,25 moradores infectados a cada 24 horas – 35,55% a menos que na semana passada. Entre sexta-feira, 16, e terça-feira, 19, foram confirmados 45 novos casos, com média de 11,5 contaminações por dia.

Nos quatro dias recentes, a Vigilância Epidemiológica registrou 305 notificações, descartou 239 casos suspeitos e registrou um óbito pela doença, chegando a 77 vítimas fatais – o que representa taxa de letalidade de 2,45%.

A morte foi notificada na segunda-feira, 27, referente a um homem de 39 anos. O paciente estava internado na unidade de terapia intensiva da Santa Casa de Misericórdia.

Até ontem, os homens representavam 49% do total de mortes, com 38 vidas perdidas para a doença, sendo 30 acima dos 60 anos e oito entre 39 e 59 anos. Já as mulheres somavam 51% dos óbitos, com 31 na faixa dos 60 anos e oito entre 39 e 59 anos.

Publicidade

Conforme os relatórios da VE, até sexta-feira, 23 (data de fechamento da edição anterior de O Progresso), a cidade somava 13.985 notificações da doença, sendo 125 casos suspeitos aguardando resultado dos testes, 10.991 descartados e 3.137 positivos, com as 76 mortes.

De acordo com o relatório mais recente da VE, atualizado às 11h30 de terça-feira, a cidade havia atingido 14.290 notificações da doença, das quais 10.991 estavam descartadas e 3.137, confirmadas. Outros 162 casos aguardavam resultado dos testes.

Dos confirmados, 3.031 pacientes estavam recuperados (96,6%), 77 morreram e 29 ainda estavam em tratamento: oito em hospitais e 21 em tratamento domiciliar. Dos casos suspeitos, 162 seguiam em tratamento, nove em hospitais e 153 em casa.

Ainda segundo o relatório, a ocupação de leitos clínicos de internados por Covid-19 ou suspeitos na Santa Casa de Misericórdia era de 45% e a ocupação da unidade de terapia intensiva, por pacientes com Covid-19 ou casos suspeitos, de 35%.

Estavam internados, na Santa Casa, 15 pacientes, sendo cinco na UTI (quatro positivos e um suspeito), com quadros que inspiravam cuidados, e dez no isolamento (três positivos e sete suspeitos), com quadros estáveis.

No hospital particular, estavam internados dois pacientes em ala de isolamento (um positivo e um suspeito, aguardando resultado do teste), com quadros estáveis. Não havia pacientes na UTI da unidade privada.

Publicidade