Saúde inaugura serviço na vila Sta. Luzia que atenderá até 8.000/mês

2457
Publicidade

A Secretaria Municipal da Saúde inaugura, na tarde de amanhã, quinta-feira, 14, a ESF (Estratégia Saúde da Família) da vila Santa Luzia. A unidade deve atender a um universo de, aproximadamente, 8.000 pessoas por mês, conforme estimativas divulgadas pelo Executivo quando do anúncio da construção.

O evento de abertura acontece às 17h, com presença do secretário da pasta, enfermeiro Jerônimo Fernando Dias Simão, da prefeita Maria José Vieira de Camargo e do vice-prefeito Luiz Paulo Ribeiro da Silva. A ESF fica na rua Moreira da Silva, 215, e, conforme Maria José, é fruto de demanda da comunidade.

“Era uma necessidade. As pessoas que encontravam comigo pediam para que nós implantássemos uma ESF no bairro. Até então, eles tinham que descer para o Rosa Garcia, ou para a vila Dr. Laurindo, para um atendimento mais especializado. A partir da inauguração, não mais”, enfatizou.

Idealizada em princípio como um posto de saúde, a unidade passou por modificação do conceito. Para garantir atendimento diferenciado, por meio de médicos, enfermeiros e demais profissionais, o Executivo optou por transformá-la em ESF.

“A equipe vai ficar ali, para prestar todo o serviço especializado e funcionar em um espaço projetado para essa finalidade”, declarou Maria José.

Publicidade

O projeto original previa a construção de uma unidade de 325 metros quadrados, com 24 salas. A Prefeitura estimava investir, em março de 2016, R$ 512 mil, recurso proveniente de emenda proposta pelo deputado Roberto Santiago (PSD).

A ESF contará com sala de espera, recepção, banheiros adaptados, sala de pré e pós-consulta, quatro consultórios e salas de vacina e de inalação, consultório odontológico, sala de atividades coletivas, de procedimentos curativos, administrativa, copa, sala de esterilização e de expurgo, depósito de resíduos contaminados e de resíduos recicláveis, além de almoxarifado.

O projeto inclui uma farmácia para disponibilização de medicamentos aos pacientes. A ideia com a ESF é, além de desafogar as equipes das duas unidades básicas de saúde, oferecer atendimento diferenciado aos moradores da Santa Luzia e entorno.

A ESF contemplará a população do São Conrado, Jardim América, Jardim Primavera, Residencial Guedes e Vale da Lua. A nova equipe será formada por médico, enfermeiros, técnicos e auxiliares em enfermagem. Também integram a ESF, auxiliares de saúde bucal e agentes comunitários.

Os profissionais serão responsáveis pela promoção da saúde, prevenção, recuperação, reabilitação de doenças, com visitas aos pacientes acamados nas residências.

Publicidade