Saúde da Família na vila Angélica em Tatuí passa a atender até meia-noite

Serviço propõe desafogar a UPA e servir também a bairros adjacentes

(ESF) “Dr. Simeão Orsi”, na vila Angélica (Foto: AI Prefeitura)
Da reportagem

Na tarde de terça-feira, 2, a prefeitura, por meio da Secretaria de Saúde, lançou o serviço de atendimento estendido junto à Estratégia Saúde da Família (ESF) “Dr. Simeão Orsi”, na vila Angélica. O local passou a funcionar todos os dias das 7h à meia-noite, não mais das 7h às 17h.

O objetivo dessa iniciativa é melhorar o fluxo de atendimento na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e oferecer mais comodidade para o público local, sem a necessidade de deslocamentos para o centro da cidade e outras áreas.

Esse modelo de atendimento já foi aplicado e testado, há cerca de um mês, no ESF “Roseli de Oliveira Camargo”, no Jardim Santa Rita de Cássia. Lá, o funcionamento é 24 horas durante a semana e das 19h às 7h, nos feriados e pontos facultativos.

Conforme o secretário municipal da Saúde, Nicolau Rodrigues dos Santos Neto Júnior, o horário estendido do Jardim Santa Rita, já nos primeiros 17 dias de funcionamento, ultrapassou a marca de mil pacientes atendidos, entre eles, crianças, idosos e acidentados.

Depois de apresentar os números, o secretário enfatizou a “satisfação e felicidade com os resultados obtidos”. “É isso que nos motiva a cada dia procurar fazer o melhor e poder entregar algo de qualidade para a população”, declarou.

Na ocasião, o vice-presidente da Câmara Municipal, Antônio Marcos de Abreu reiterou os benefícios alcançados no bairro Santa Rita e as expectativas com relação à vila Angélica.

“Quero parabenizar o Nicolau junto com o prefeito, que viram com carinho esse bairro, que vai beneficiar também os bairros vizinhos, como Jardins e Jardim Gonzaga, onde não existe esse tipo de atendimento no período da noite”, observou.

Por último, o prefeito Miguel Lopes Cardoso Júnior fez uma reflexão sobre a necessidade de analisar a dimensão das demandas da cidade, sem focar em “situações fragmentadas”.

“Precisamos entender que nós estamos cuidando, hoje, não é do agora: nós estamos cuidando de uma próxima geração, estamos cuidando de uma saúde que, por muito tempo, ficou fragilizada”, sustentou.

Sobre se há planos de replicar o serviço de horário estendido em outros bairros, o prefeito explicou que depende dos números da Diretoria Regional de Saúde (DRS).

“No Santa Rita, por exemplo, que é um bairro muito volumoso, nós achamos melhor estender por 24 horas. Aqui (vila Angélica), apesar de ser bastante volumoso também, ainda é um pouco menor. Então, deixamos até às 0h, e, para os demais, tem o atendimento na UPA, por enquanto”, antecipou Cardoso Júnior.

O prefeito também comentou sobre as expectativas da nova ação. “Queremos atender essa comunidade com excelência. Aqui, existe um grande número de pessoas e bairros adjacentes. Hoje, quando precisam de um horário um pouco mais tarde, eles usam a UPA. Mas, agora, vão ter mais comodidade, vindo para cá e, consequentemente, também desafogando a UPA. Vimos isso acontecer no Santa Rita”, ressaltou.

O ato solene contou, entre outros, com a presença do prefeito; da primeira-dama e presidente do Fundo Social de Solidariedade de Tatuí (Fusstat), Regiane de Oliveira Rosa Cardoso; e do secretário da Saúde; do vice-presidente da Câmara Municipal.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui