Religiosos “seguem” cerimônias na Matriz através de fotografias

938
Ideia de colar fotos surgiu através de redes sociais de outras igrejas (foto: Adriana Almeida)
Publicidade
Da redação

Uma campanha social entre o Santuário Nossa Senhora da Conceição e o grupo EJC (Encontro de Jovens com Cristo) possibilitou que os fiéis voltassem a frequentar as missas mesmo durante a pandemia de Covid-19.

Conforme decreto diocesano assinado pelo bispo dom Gorgônio Alves da Encarnação Neto, todas as atividades e celebrações com participação de fiéis estão suspensas até o fim de maio. No entanto, eles continuam “presentes” nas missas realizadas aos domingos, às 9h.

Organizadores de campanhas de arrecadações anteriores e a própria paróquia, desde o dia 14 deste mês, recebem doações de alimentos, produtos de higiene pessoal e limpeza e financeiras para serem repassadas às instituições beneficentes e pessoas carentes.

De acordo com Aline Bastos Netto, dirigente do EJC, diante da atual situação provocada pelo coronavírus, a equipe do grupo e o pároco e reitor da Igreja Matriz, padre Élcio Roberto de Góes, decidiram promover uma nova ação social.

“Sabemos que muitos estão necessitados neste momento e uma das intenções do EJC é promover ações para ajudar as pessoas”, acentuou a integrante da equipe dirigente.

Publicidade

A ideia de colar fotos dos fiéis surgiu através de redes sociais de outras igrejas brasileiras e de fora do país. Inicialmente, as pessoas que contribuíram com a campanha podiam levar as fotos delas com os familiares à secretaria da paróquia ou enviá-las por redes sociais.

Entretanto, na prática, todos os fiéis, mesmo que não tivessem condições para realizar doações, puderam “comparecer” às celebrações religiosas, enviando as fotografias.

“Muitas pessoas não podem doar neste momento difícil, mas também estão nos enviando fotos delas, pois queremos que todos continuem em oração”, reforçou Aline.

Todos os domingos, membros do EJC vão à paróquia para colar as imagens dos fiéis nos bancos. Esta ação acontece antes das 9h, quando tem início as missas transmitidas na página do Facebook e no canal do YouTube da Igreja Matriz.

Para o padre Góes, a iniciativa trouxe saudades das pessoas que frequentam a igreja, porém, também manifestou a unidade que existe entre os fiéis. “Estamos separados fisicamente, mas unidos espiritualmente através da oração em comum”, sustenta.

Desde o dia 20 de março, as missas são transmitidas diariamente pelas redes sociais da Igreja Matriz. Os padres das 11 paróquias do município estão se revezando na presidência das celebrações, de segunda-feira a sexta-feira, às 18h. Aos domingos, as missas são transmitidas a partir das 9h, com a presença dos 11 sacerdotes.

De acordo com o sacerdote, rezar sem a presença física dos fiéis tem sido uma experiência muito diferente e não agradável. “Nós, padres, não nos alegramos com essa realidade. Estamos nos adequando a ela e procurando, através das transmissões das missas, estarmos mais próximos do povo, mostrando que estamos unidos em oração, sobretudo nestes tempos difíceis”, afirmou Góes.

(foto: Adriana Almeida)

Após o início da quarentena, dia 24 de março, a diocese de Itapetininga passou a permitir, desde a Páscoa – celebrada no domingo, 12 – que os santuários, paróquias e comunidades de cinco regiões abrissem as portas para que religiosos pudessem fazer orações individuais.

Além dessa possibilidade, está permitido o atendimento paroquial, seguindo as recomendações da OMS (Organização Mundial da Saúde). Desta forma, cristãos podem ofertar o dízimo ou realizar doações para pessoas necessitadas.

A campanha social seria encerrada na quinta-feira, 30, no entanto, “devido à necessidade da população”, a equipe dirigente do EJC optou por prorrogá-la.

Na tarde desta quarta-feira, 29, o grupo deve se reunir para contabilizar os alimentos e produtos arrecadados, além de utilizar o dinheiro recebido para comprar cestas básicas.

Aos interessados em contribuir, os alimentos e produtos de higiene e limpeza podem ser entregues na secretaria da Igreja Matriz, das 8h às 11, e das 14h às 17h.

As doações financeiras serão destinadas à diocese de Itapetininga, sendo depositadas na Caixa Econômica Federal, agência 0359-9, conta-corrente 264-7. O comprovante bancário deve ser enviado por WhatsApp, pelo telefone: (15) 99791-5917.

(foto: Adriana Almeida)
Publicidade