PSC formaliza as candidaturas de Guiga Peixoto e Luis D. Vaz Júnior

Projetos de campanha ressalta melhorias no setor de saúde pública

Guiga Peixoto e Luis Donizetti Vaz Júnior (foto: Luis Donizetti Vaz Júnior)
Da reportagem

O diretório do PSC (Partido Social Cristão), em São Paulo, realizou no sábado, 30 de julho, convenção estadual na Casa de Portugal, no centro da capital paulista.

O evento reuniu filiados e contou com a participação de uma caravana de tatuianos. Conforme divulgado em material à imprensa, “o partido, considerado conservador, pelos correligionários, defendeu valores em defesa da vida, da mulher, da família, da liberdade econômica e da segurança”.

O deputado federal Gilberto Nascimento, presidente estadual da sigla, disse que “essa foi a maior convenção do partido no estado paulista”. Ainda segundo ele, serão quase 155 nomes a serem lançados como candidatos a deputados pelo partido.

O deputado federal Guiga Peixoto será candidato à reeleição e ressaltou o trabalho para zerar as filas na saúde pública e se disse “confiante na democracia no estado de São Paulo”.

O ex-vereador tatuiano Luiz Donizetti Vaz Júnior concorrerá a uma vaga na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp). “Estou feliz e orgulhoso, porque, junto com o deputado Peixoto, me coloco à disposição para continuar ajudando nossa gente”, disse Vaz.

Segundo Vaz, a decisão de se candidatar novamente a deputado estadual veio em razão de considerar que “Tatuí precisa de um nome na Alesp para defender pautas de interesse da cidade e região”.

“Caso eleito, quero trabalhar para que mais empresas venham se instalar no município e, com isso, gerar mais empregos, que é um aspecto que carece no município”, sustentou.

Outro projeto que Vaz afirma querer dar andamento é o “Zera Fila”, o qual, segundo ele, já está sendo efetivado em parceria com Guiga. Ele citou o exemplo ocorrido no Hospital “Adib Jatene”, em Sorocaba, que também atende pacientes de Tatuí.

Foi detectado que, na fila para a implantação do marcapasso, havia pessoas esperando por mais de três anos. A equipe de Guiga, segundo Júnior Vaz, questionou o hospital sobre como a espera poderia diminuir.

Ainda de acordo com ele, a instituição da saúde afirmou que era necessário um investimento de R$ 900 mil. “A verba foi destinada e, conforme dito pelo hospital, a projeção é de que, até novembro deste ano, a fila seja zerada”, assegurou Vaz.

Segundo ele, Tatuí não realiza cirurgias de alta complexidade. Com isso, os pacientes da cidade precisam ir para outros municípios, como Sorocaba, onde há o Departamento Regional de Saúde (DRS), que atende pessoas da região.

“É essencial que as filas sejam zeradas. Desta forma, os pacientes conseguirão realizar procedimentos a tempo e o sistema de saúde não ficará sobrecarregado”, enfatizou.

De acordo com Vaz, se eleito juntamente com Guiga, eles farão uma “parceria para desenvolver mais projetos juntos à questão da saúde pública”.

Outra área observada por Vaz é a assistência social. O candidato afirmou que produzirá projetos referentes ao tema, focando nas pessoas vítimas do uso de drogas.

“Desenvolver propostas que contribuam para que essas pessoas tenham a chance de se integrarem novamente à família e à sociedade. Elas precisam de ajuda. Muitas não têm mais o discernimento”, acrescentou o ex-vereador. Vaz é casado com a vereadora Micheli Cristina Vaz (PP), que é assistente social.

Ele também frisou que “manterá um diálogo amistoso com o governador, seja qual candidato for eleito”. “Este é um fator importante para que o estado de São Paulo se desenvolva, para que a região do sudoeste cresça e a população veja os projetos serem efetivados”, pontuou.

Vaz salientou que o “braço político é limitado e não adiantar abraçar todas as causas de uma vez”. “Porém, se o deputado trabalhar focado e com seriedade, o resultado aparece”, completou.

DEIXE UMA RESPOSTA

entre com sua mensagem
entre com seu nome