PM Tatuí aponta salto de 29% nas ocorrências de furto no 1º semestre

Corporação informa estar reforçando o patrulhamento na região central

19
Operação do Baep em Tatuí (foto: AI Prefeitura)
Da reportagem

Os registros de crimes contra o patrimônio em Tatuí cresceram no primeiro semestre deste ano, comparados aos casos em igual período do ano passado. Levantamento divulgado pela 2ª Companhia da Polícia Militar de Tatuí aponta aumento de 29% nas ocorrências de furtos.

A companhia não divulgou o número de ocorrências por ano, contudo, de acordo com o capitão Júlio César da Costa, comandante da companhia tatuiana, o principal aumento ocorreu nos casos de furtos de veículo nos meses de maio e junho.

Conforme Costa, o aumento dos furtos de veículos pode ter acontecido por causa de uma quadrilha especializada, de outro município, que tem atuado em Tatuí. Segundo ele, um integrante do grupo já foi preso e a PM intensificou o policiamento preventivo nos últimos dias.

O capitão salienta que as equipes estão fazendo diversas operações para reduzir o número de furtos e “aumentar a sensação de segurança” da população. Segundo ele, 25% dos veículos furtados na cidade foram recuperados.

“Fizemos um mapeamento criminal, identificamos que a área central é onde estão ocorrendo esses furtos e, juntamente com a Guarda Municipal e Polícia Civil, direcionamos o policiamento para essas áreas, para prevenir esses delitos”, explica o comandante.

Uma das ações mais recentes ocorreu na tarde de quarta-feira, 7. Com apoio do 3º Pelotão de Ações Especiais do 14º BAEP (Batalhão de Ações Especiais de Polícia) foram realizadas abordagens e vistorias em transeuntes, veículos e estabelecimentos comerciais.

Conforme a companhia, uma equipe esteve em Tatuí efetuando patrulhamento tático com o intuito de coibir e combater os crimes de alta complexidade, criminalidade ultraviolenta, crimes relacionados ao patrimônio e contra a vida.

O secretário municipal da Segurança Pública e Mobilidade Urbana, coronel Miguel Ângelo de Campos, ressalta que o 14º Baep atua em 78 municípios da região do Comando de Policiamento do Interior-7 (CPI-7), com missões específicas.

“Agradecemos e parabenizamos todo o efetivo policial que, na pessoa do tenente-coronel PM Kleber Vieira Pinto, comandante-geral da 2ª Cia. do 22º BPM-I, não mede esforços para garantir a segurança do povo tatuiano”, declarou o secretário.

Já os dados disponíveis no site da SSP-SP (Secretaria da Segurança Pública de São Paulo), com relatórios até o mês de maio, apontam que o índice de criminalidade tatuiano fechou os primeiros cinco meses de 2021 em queda.

De acordo com o mais recente levantamento, a cidade teve menos ocorrências em seis indicadores, em comparação ao mesmo período de 2020. Na somatória dos cinco primeiros meses, os casos de furtos de veículos apresentam saldo positivo. O indicador baixou 7,89% neste ano, passando de 38 para 35 no período.

Os casos de roubos envolvendo automóveis baixaram de nove, entre janeiro e maio de 2020, para quatro, nos cinco meses deste ano, o que representa queda de 55,55%. Já os casos de roubo a banco permaneceram zerados nos dois anos.

As estatísticas de homicídio doloso e de vítimas de homicídio doloso baixaram de três para um nos cinco meses. Já os indicadores de homicídio culposo, lesão corporal seguida de morte, latrocínio e vítimas de latrocínio permaneceram zerados entre janeiro e maio nos dois anos.

Outro indicador em queda nos primeiros cinco meses é o de lesão corporal dolosa, com redução de 23,68%, caindo de 114 para 87 casos.

No índice de lesões corporais culposas por acidente de trânsito (quando não há intenção), a queda foi de 9,09%, passando de 11 para dez nos cinco primeiros meses.

Ainda com relação ao trânsito, os indicadores da SSP mostram que o homicídio doloso por acidente e de vítimas de homicídio doloso por acidente permaneceram zerados nos cinco meses de 2020 e 2021.

Os roubos em geral apresentaram equivalência, com 24 ocorrências nos primeiros cinco meses de 2020 e 24 entre janeiro e maio de 2021. Já os roubos de carga subiram de um para três no mesmo período.

Ainda na lista de quedas, aparecem os estupros. No ano passado, cinco vítimas registraram ocorrência nesta categoria de crime durante os cinco primeiros meses; já em 2021, três pessoas foram vítimas no período – queda de 40%.

Em contrapartida, as ocorrências de estupro envolvendo pessoas consideradas vulneráveis (menores de 14 anos e com deficiência) subiram 29,41%, passando de 17 para 22, entre janeiro e maio de 2021.

Nos cinco meses, os indicadores de furtos em geral subiram 43,06%. Em 2020, houve 202 registros e, neste ano, a Secretaria de Segurança mostra 289 casos de crime contra o patrimônio, sem violência.

Entre os registros de homicídio culposo por acidente, a SSP mostra aumento de 133,33% no período, passando de três, em 2020, para sete, nos primeiros cinco meses deste ano.

Outros índices em alta nos cinco primeiros meses foram: lesão corporal culposa, com aumento de zero para três casos; e tentativa de homicídio, com crescimento de três para quatro.

Os números referentes ao mês de junho e, consequentemente, os do primeiro semestre, devem ser divulgados pela SSP no final do mês de julho.