Novos testes positivos de dengue continuam em queda ‘significativa’

VE indica mais 768 casos; número representa redução de 38,66% em 7 dias

228
Prefeitura segue com a operação cata-treco visando o combate ao mosquito Aeds aegypti
Publicidade
Da redação

Enquanto o número de novos casos positivos de Covid-19 voltou a crescer no município, a curva de infecções de moradores com dengue continuou apresentando redução, nestes sete dias recentes, entre sábado e sexta-feira, 1º e 7, pela quarta semana consecutiva.

O relatório da Vigilância Epidemiológica, pertencente à Secretaria Municipal de Saúde, divulgado na manhã de sexta-feira, 7, com dados referentes a quinta-feira, 6, indicou aumento de 768 casos da doença em uma semana, atingindo, de forma acumulativa, 19.230 tatuianos somente em 2021.

Conforme dados do órgão municipal, até sexta-feira da semana passada, 30 de abril, a cidade havia registrado 18.462 casos da doença. Este número demonstra crescimento de 4,16% nos casos totais em sete dias. Nos sete dias mais recentes, a média diária foi de 109,71 confirmações, número equivalente a 4,57 novos casos de dengue a cada hora.

Por outro lado, em comparativo com a semana passada, quando foram contabilizados 1.252 exames positivos, a queda de novos casos confirmados neste período é de 38,66%, com 484 confirmações a menos.

Com dados referentes aos respectivos dias anteriores, a VE notificou no atual período: 108 novos casos no sábado, 1º; 34 infecções no domingo, 2; outros 56 exames positivos na segunda-feira, 3; 181 na terça-feira, 4; 185 na quarta-feira, 5; 115 na quinta-feira, 6; e mais 89 nesta sexta-feira, 7.

Publicidade

Na semana anterior, o órgão havia notificado: 294 infecções no sábado, 24 de abril; 52 contaminações no domingo, 25; 54 no dia seguinte; 336 na terça-feira, 27; 261 na quarta-feira, 28; 138 no dia seguinte; e 117 na sexta-feira, 30.

O alto índice de casos no município soma todos os pacientes que receberam atendimento na UPA (unidade de pronto atendimento), no hospital da Unimed e nas UBS (unidades básicas de saúde).

Conforme a VE, a maioria dos casos é autóctone (contraída no município). Até fevereiro, os contágios ocorriam de maneira concentrada na região do Jardim Santa Rita de Cássia. Contudo, o setor informa que os casos positivos não estão mais concentrados no bairro, com registros em toda a cidade.

Novamente, em caráter excepcional, a UBS “Dr. Aniz Boneder” permanece aberta neste final de semana, funcionando como unidade de atendimento à dengue. A unidade realiza atendimentos neste sábado, 7, das 8h às 17h, e domingo, 8, das 8h às 12h.

Nebulização

Na semana em que o município ultrapassou a marca de 19 mil casos positivos de dengue em pouco mais de quatro meses, a prefeitura informou que os trabalhos de “nebulização pesada” (fumacê) e eliminação dos criadouros do mosquito Aedes aegypti continuam sendo feitos.

Conforme divulgado pela assessoria de comunicação da prefeitura, de segunda-feira a quarta-feira, 3 e 5, o trabalho foi realizado nas vilas Cesp e Angélica e nos Jardins de Tatuí, Juliana, Aeroporto e Gonzaga. As vilas São Cristóvão e Esperança receberam a nebulização na quinta-feira, 6.

Cata-treco

Para contribuir com a eliminação de criadouros do mosquito Aedes aegypti, a prefeitura, por meio das secretarias municipais da Saúde, Agricultura e Meio Ambiente e de Obras e Infraestrutura, juntamente com o Fusstat (Fundo Social de Solidariedade de Tatuí) e a Defesa Civil, volta a promover a “Operação Limpeza Cata-Treco”, na manhã deste sábado, 8.

De acordo com o departamento de comunicação, das 7h às 14h, o trabalho é feito nas vilas Doutor Laurindo, Palmira e Jurema e nos Parques Santa Maria e Três Marias, além do Jardim Manoel de Abreu.

As vilas Esperança e Angélica receberam a edição anterior da ação, que ainda contou com apoio de empresas do município e do Lions Clube, no sábado, 24 de abril. Conforme o departamento de comunicação, foram removidas mais de dez toneladas de entulhos, móveis e materiais diversos.

A Operação Limpeza Cata-Treco não foi promovida no final de semana anterior, em virtude do feriado do Dia do Trabalho, celebrado no sábado da semana passada.

Publicidade