Novembro Azul inicia com ação para membros da Guarda Civil

691
Subinspetor Carlos, o primeiro a fazer a coleta de sangue (foto: Francis Jonas Limberger)
Publicidade

Ação realizada no quartel da Guarda Civil Municipal na manhã de quarta-feira, 1o, marcou o início das atividades da Secretaria Municipal de Saúde para o “Novembro Azul”, mês voltado à prevenção da saúde dos homens.

O evento reuniu autoridades da Prefeitura, vereadores e boa parte dos 148 guardas municipais. Eles foram os primeiros a fazer a coleta de sangue que pode diagnosticar o câncer de próstata, o grande alvo da campanha.

O secretário da Saúde, Jerônimo Fernando Dias Simão, explicou as ações que acontecerão durante o mês. Os postos de saúde terão atividades específicas e atenção especial ao PSA, exame de sangue que detecta anomalias na próstata. Ele é recomendado para homens com pelo mesmo 45 anos ou que têm casos do câncer na família.

Conforme o secretário, a retirada de sangue é feita mediante requisição médica e o resultado fica pronto em até cinco dias. “Se aparecer alguma alteração, é feito o ultrassom da próstata. Se este segundo exame apontar algum problema, aí sim o paciente é encaminhado para um urologista. Tudo isso é gratuito”.

A prefeita Maria José Vieira de Camargo participou do evento e destacou a importância da prevenção, principalmente entre os homens. “Neste mundo contemporâneo, onde as informações são fáceis de conseguir, não vão os senhores arriscar a vida por descuido ou vaidade. Lembrem-se que vocês são muito importantes para suas famílias”, acentuou.

Publicidade

Exemplo
O primeiro guarda a fazer a coleta de sangue foi o subinspetor Carlos, de 51 anos. Ele já fez o procedimento várias vezes e destacou que a GCM sempre orienta os integrantes a fazerem os exames de rotina. “Na volta das férias, os guardas são submetidos a todos os tipos de exame”, comentou.

Segundo o subinspetor, que também é técnico de enfermagem, durante o mês de novembro, as viaturas da Guarda terão uma fita azul e as pessoas que utilizarem os serviços da corporação serão orientadas sobre a prevenção.

“É importantíssimo esse programa de prevenção do Novembro Azul, pois tudo é oferecido gratuitamente, e sabemos que muitos deixam de fazer os exames por medo, preguiça ou preconceito”, comentou.

Considerado exemplo por estar com os exames em dia, Carlos salienta que, entre os guardas, também há aqueles mais resistentes à prevenção. “É um estigma que existe em todos os lugares”.

Sem preconceito
Um dos principais obstáculos enfrentados pelas ações voltadas à saúde masculina, o preconceito com relação ao exame do toque retal não faz parte do procedimento padrão do Novembro Azul.

Conforme o secretário da Saúde, o toque retal é realizado apenas em último caso, quando há anomalias apontadas no exame de sangue e no ultrassom. “É um procedimento que fica a critério do urologista”.

Simão lembrou que o câncer de próstata é a segunda maior patologia que atinge os homens, mas que existem boas opções de tratamento, se detectada de modo precoce. “Pode ser cirurgia, quimioterapia ou radioterapia”.

Feira de saúde
Assim como aconteceu no Outubro Rosa, uma feira de saúde será realizada na Praça da Matriz. Ela acontecerá no dia 18 de novembro, um sábado, e será voltada à saúde masculina.

Os homens poderão fazer a coleta de sangue para o PSA e outros exames importantes. “É feito num sábado porque nesse dia temos uma grande circulação de pessoas na área central”, explicou o secretário da Saúde.

Além da feira, ao longo do mês, cada unidade de saúde terá programação própria para promover o Novembro Azul.

Publicidade