Notas policiais

  • Bandidos rendem vítima que saia de casa pela madrugada

Um morador de 58 anos sofreu tentativa de roubo, na madrugada de segunda-feira, 4, quando deixava a residência dele, no Jardim Rosa Garcia. Os bandidos chegaram a agredir a vítima, mas deixaram o local sem levar nenhum pertence. O homem informou o caso no plantão policial somente na tarde do dia seguinte.

Às 4h15, segundo relatado, o homem estava saindo da casa para ir trabalhar. Após sentar-se na motocicleta, dois sujeitos desconhecidos o fizeram retornar para dentro do imóvel e anunciaram o assalto.

Conforme relatado, um dos ladrões estava com uma arma de fogo e o outro, com uma faca e uma coberta, a qual jogou por cima da vítima, antes de agredi-la. No entanto, o homem conseguiu resistir e evitar que os criminosos o fizessem de refém.

A vítima disse à PC que, nesse momento, o portão da casa abriu e os indivíduos saíram do local sem furtar nenhum objeto. Eles fugiram em um carro não identificado pela vítima, que estava parado a cerca de 150 metros da residência.


  • Em tentativa de fuga, menor causa dano em viatura da PM

Um adolescente de 16 anos acabou recolhido pela Polícia Militar, no início da noite de quarta-feira, 8, por volta das 18h40, acusado de ato infracional de tráfico de drogas, no Jardim Thomaz Guedes. Durante a ação, o suspeito chegou a colidir e danificar o capô da viatura da corporação.

De acordo com a PM, uma equipe fazia patrulhamento pela rua Antônio Carlos da Silva quando os agentes avistaram o sujeito, “já conhecido dos meios policiais”, entregando algo a um motoqueiro.

O rapaz de moto conseguiu escapar, enquanto o menor tentou fugir de bicicleta, segurando algo em uma das mãos, de “maneira suspeita”.

Durante a tentativa de fuga, conforme a PM, o adolescente colidiu com a guarnição e dispensou algo no chão e R$ 200. Após a interceptação, com o suspeito, os policiais encontraram um celular. Ao verificarem o que havia sido jogado, além do dinheiro, os agentes localizaram 12 porções de crack e 14 de cocaína.

Segundo o boletim de ocorrência, o adolescente confessou o crime, confirmando que o dinheiro era oriundo da venda dos entorpecentes. Ele foi conduzido ao Pronto-Socorro Municipal “Erasmo Peixoto” e, depois, à Central de Flagrantes, onde permaneceu à disposição da Justiça.


  • Suspeitos de tráfico escondem drogas na boca e em cueca

Um homem de 28 anos foi preso e um adolescente de 13, apreendido, na tarde de quarta-feira, 8, por volta das 14h, suspeitos de tráfico de drogas na vila Angélica. Durante a ação, a Polícia Militar recolheu dezenas de porções de crack.

Conforme a corporação, uma guarnição estava fazendo patrulhamento pelo bairro quando os agentes receberam denúncia anônima informando que dois sujeitos estariam vendendo entorpecentes em frente a um bar, na rua Pedro Domingues Menk.

De acordo com a PM, os policiais encontraram os dois denunciados, os quais confessaram a venda das drogas. Em busca pessoal, o adulto estava com seis pinos de cocaína, tipo Aricanduva, dentro da boca e o adolescente, com duas porções da mesma droga, na cueca.

Ainda segundo a corporação, o menor afirmou aos policiais que havia mais entorpecentes na residência dele. No imóvel, com autorização da mãe do suspeito, os agentes localizaram mais 32 porções de cocaína.

Conforme o boletim de ocorrência, os suspeitos (o adulto identificado como Claudinei Paes da Cruz) foram conduzidos ao Pronto-Socorro Municipal e, posteriormente, à Central de Flagrantes. Lá, Cruz recebeu voz de prisão em flagrante, enquanto o adolescente recebeu voz de apreensão.


  • Falsa central de segurança de banco aplica golpe em idosa

Uma tatuiana de 74 anos caiu em golpe após receber mensagem de texto no celular alertando que ela estaria sendo vítima de estelionato. O caso aconteceu na manhã de terça-feira, 7, e um boletim de ocorrência foi registrado pela vítima na Delegacia Central na tarde do dia seguinte.

Por volta das 10h30, conforme o documento, a idosa recebeu um SMS sobre um suposto empréstimo em nome dela, no valor de R$ 5.372. De imediato, ela ligou ao “0800” seria da central de segurança do banco e foi atendida pelos golpistas, fingindo ser funcionários do banco.

Os falsos funcionários, segundo o boletim, sugeriram uma simulação de transferência de empréstimo de R$ 4.000 com retorno do valor, para que os criminosos fossem identificados e entregues às polícias “Civil e Federal”.

De acordo com o BO, na sequência, o celular dela “travou” e o “verdadeiro” serviço de segurança do banco contatou a idosa, relatando a suspeita de golpe e o bloqueio da conta. Contudo, ainda houve uma transferência de R$ 5.000. A vítima teve um prejuízo total de pouco mais de R$ 10 mil.

DEIXE UMA RESPOSTA

entre com sua mensagem
entre com seu nome