Notas policiais

  • Condutor de moto envolve-se em acidente e sai sem socorrer

O condutor de uma motocicleta (de modelo, ano, cor e placas não identificadas) fugiu depois de envolver-se em acidente com outro veículo de mesmo tipo.

A batida ocorreu rua Teófilo Andrade Gama, na tarde de 29 de abril, sendo registrada no plantão da Polícia Civil na manhã do dia 5 deste mês, pela vítima.

O motorista que conduzia o outro veículo, uma Honda CB 500F, laranja, ano 2018, com placa de Tatuí, procurou a polícia para informar que trafegava no sentido bairro-centro no momento da batida. A colisão ocorreu a metros de rotatória que dá acesso a um loteamento.

Em depoimento, a vítima, um monitor de 21 anos, disse que reduzira a velocidade para passar por uma lombada que antecede a rotatória. Nesse momento, outro motociclista – que andava no mesmo sentido – teria tocado na parte frontal da Honda.

O monitor, então, perdeu o controle e bateu contra um cercado de arame, ficando ferido. O responsável pelo acidente teria, na sequência, fugido sem prestar socorro.

A vítima não conseguiu visualizar os detalhes do veículo e precisou ser transferida pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) a hospital particular. Depois de examinado, o monitor foi medicado e liberado.

No boletim, o jovem diz que não há câmeras de vigilância pelo local. Também não soube indicar se havia ou não testemunhas. A PC expediu duas requisições, uma para a constatação de lesão corporal e outra para danos na motocicleta.

O caso está sendo apurado como lesão corporal culposa na direção de veículo automotor, fuga de local de acidente e omissão de socorro, com penas de detenção de seis meses a dois anos; seis meses a um ano; e de um a seis meses, respectivamente. Nos dois últimos casos, há substituição por multa.


  • GCM apreende menor com 19 pedras de crack para comércio

A Guarda Civil Municipal apreendeu, na tarde de quarta-feira, 4, um adolescente de 16 anos, surpreendido por uma guarnição que realizava patrulhamento de rotina pela rua Teófilo Andrade Gama, na altura do Boqueirão.

De acordo com o boletim de ocorrência, o adolescente teria fechado uma das mãos ao notar a presença da viatura. No momento em que foi abordado, ele estava na companhia de um primo, de 17 anos, que acabou sendo liberado após revista.

Com o primo do menor, os guardas encontraram um “soco inglês” e, com o adolescente de 16, quatro pedras de crack. Durante a revista, o menor flagrado teria confessado que a droga seria disponibilizada para venda.

E acrescentou que mantinha mais quantidades do material em uma residência na vila Ezequiel, onde supostamente dividia a morada com o primo.

No imóvel, a equipe encontrou mais 15 pedras de crack, apresentadas no plantão da Polícia Civil e incluídas como prova. Na delegacia, o menor flagrado com a droga teria admitido o tráfico, mas negado a existência de mais pedras no imóvel. Já o primo dele declarou que não sabia nada sobre o crack.

Conforme boletim de ocorrência, os adolescentes teriam modificado por uma terceira vez a versão. Na presença da mãe do menor apreendido, uma mulher de 36 anos, ele e o primo teriam confessado o tráfico, mas negado a posse das drogas na residência.

Após o registro, o adolescente de 16 permaneceu à disposição da Vara da Infância e da Juventude.


  • Desempregado é detido com crack na boca perto de escola

Um jovem desempregado, de 20 anos, recebeu voz de prisão em flagrante de guardas civis municipais por tráfico. Segundo boletim de ocorrência, Allisson Paes de Brito estaria vendendo crack em frente a uma escola da vila São Cristóvão.

O flagrante ocorreu às 11h50 de quarta-feira, 4, na praça Deocacir de Oliveira e Silva. A GCM relatou que conseguiu deter o suspeito ao realizar campana.

A equipe circulava pelo local em uma viatura descaracterizada, perto da Emef (Escola Municipal de Ensino Fundamental) “Accácio Vieira de Camargo”.

Segundo os guardas, Brito seria conhecido dos meios policiais. Ao vê-lo transitando apressadamente pelo local, a equipe resolveu aguardar para analisar o movimento. A suspeita era de que o jovem pudesse estar vendendo drogas.

Passado um tempo, Brito teria saído da casa que faz frente à unidade escolar. A equipe notou que ele andava “de maneira suspeita e esquiva”. Segundo o BO, ao abordá-lo, os guardas encontraram, na boca dele, 11 pedras de crack. Já no bolso da bermuda, localizaram a quantia de R$ 169 em notas e um celular Samsung.

Questionado, o jovem teria admitido o tráfico e confirmado haver mais pedras da droga no imóvel, considerado abandonado. O restante do entorpecente – oito pedras – estava dentro de um tênis, encontrado em um corredor.


  • PM recaptura condenado a 41 anos de reclusão em SP

Na manhã de 30 de abril, a Polícia Militar recapturou um foragido da Justiça ao receber informação de mandado de prisão. Roberto Carlos de Arruda, de 54 anos, foi detido em um trecho da rodovia Gladys Bernardes Minhoto, a SP-129, na altura do quilômetro 45, no trecho que vai de Tatuí a Itapetininga.

Conforme boletim de ocorrência, os policiais deslocaram-se para o endereço indicado após serem chamados. Lá, realizaram duas pesquisas eletrônicas para confirmar os dados. Na consulta à Prodesp (Companhia de Processamento de Dados do Estado de São Paulo), não obtiveram resultados.

Já junto ao portal e-SAJ, que disponibiliza acesso às informações relativas à situação e tramitação dos processos de primeiro e segundo graus, constataram condenação a 41 anos de prisão, em regime fechado, pela 2ª Vara Criminal de Tatuí. O mandado é válido até 2040.

Na sequência, os militares encaminharam o homem ao plantão judiciário em Itapetininga.

DEIXE UMA RESPOSTA

entre com sua mensagem
entre com seu nome