Notas policiais

  • Vítima toma prejuízo de mais de R$ 30 mil em 2 minutos

Um operador de produção de 36 anos foi vítima de estelionato na semana passada. Um golpista teve acesso à conta poupança dele e provocou prejuízo de mais de R$ 30 mil em poucos minutos. O crime foi informado na Delegacia Central no início da tarde de quinta-feira, 28 de abril.

Conforme relatado, por volta das 12h30, o operador esteve em uma agência da Caixa Econômica Federal, na região central, e, ao verificar o saldo, constatou que alguém realizara operações sem a autorização dele.

O operador, segundo relatado, contatou a gerência do banco e, através do extrato da conta, descobriu que, no dia anterior, fora efetuada uma operação de débito, às 12h33, no valor de R$ 29.750, e às 12h35, realizado um saque de R$ 5.000.

A vítima disse à PC que a gerência da agência garantiu que a CEF tomaria as devidas providências, tendo em vista que ele não realizou as operações, assim como não emprestou o cartão bancário e tampouco informou a senha. A vítima ainda garantiu que, no momento das operações, estava em um curso de especialização profissional.


  • Criminosos armados roubam mercado ao fim do expediente

Um supermercado localizado na rua 11 de Agosto, na área central, foi roubado na noite de quinta-feira, 28 de abril. Dois criminosos armados renderam os funcionários quando o estabelecimento estava sendo fechado, levando alguns produtos e dinheiro.

Segundo o boletim de ocorrência, os bandidos renderam os funcionários, por volta das 21h30, e ordenaram a abertura dos cofres do supermercado, sob “grave ameaça”.

Nesse momento, um dos cofres estava aberto, pois o fechamento ainda era realizado, mas o outro cofre poderia ser aberto somente pela transportadora de valores.

Um dos ladrões, conforme o boletim, continuou ameaçando, exigindo a abertura do segundo cofre e, diante da impossibilidade, irritou-se, acertando um soco em um dos funcionários e colocando ambos de joelhos, no chão.

Ainda de acordo com o BO, os criminosos levaram 20 maços de cigarros (que estavam ao lado do cofre), o celular de uma das vítimas e R$ 2.190,95. Os funcionários foram trancados no escritório antes de os ladrões fugirem, mas, como possuíam a chave, aguardaram dez minutos para comunicar a gerência do supermercado e acionar a Polícia Militar.


  • Quadrilha leva diversos itens de loja em carro das vítimas

Um homem de 38 anos e a mulher dele, de 31, tiveram o estabelecimento comercial invadido e roubado na tarde de sexta-feira, 29 de abril, no Jardim Gonzaga.

Quatro bandidos (um deles, armado) roubaram diversos itens e produtos, levando-os no veículo das vítimas. O crime foi comunicado ao plantão policial horas depois.

Por volta das 14h30, segundo relatado, três homens e uma mulher chegaram ao estabelecimento e anunciaram o assalto. Um dos criminosos exibiu um revólver, e, na sequência, os comerciantes tiveram as mãos amarradas.

Conforme relatado, a quadrilha permaneceu no local por 30 minutos e fugiu com o carro das vítimas, levando: duas maletas com objetos de manicure; seis pinças de manicure; cinco alicates; uma máquina de esterilizar; 50 esmaltes; duas TVs, de 50 e 32 polegadas; seis aparelhos de TV; dois notebooks, 15 videogames e dez controles; um celular; e R$ 2.100.


  • Sujeito é esfaqueado ao negar pagar R$ 500 por programa

Um homem de 26 anos foi esfaqueado e teve o celular levado, no sábado, 30 de abril, no Jardim Rosa Garcia, após negar-se pagar mais caro por um “programa”.

Os acusados são uma transexual e um sujeito desconhecido. Um boletim de ocorrência de tentativa de homicídio e roubo foi registrado na Delegacia Central pela Polícia Militar.

Conforme a corporação, por volta das 13h20, os agentes foram acionados, via rádio, e encontraram a vítima aguardando a chegada de uma ambulância do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência).

Ela relatou que havia marcado um programa com uma transexual, “de forma gratuita”, mas, ao chegar no local, a pessoa queria cobrar-lhe R$ 100.

Como só estava com R$ 50, de acordo com o boletim, a transsexual aceitou e levou o sujeito para um cômodo, no fundo do imóvel. Contudo, no trajeto, um outro homem, “visivelmente sob efeito de drogas” e portando uma faca, aproximou-se e juntamente com a acusada, passou a exigir o pagamento de R$ 500.

Com a negativa, segundo o BO, a dupla roubou a carteira, o celular e a chave da moto do homem e, quando ele tentou fugir, a transexual segurou-o e o companheiro dela lhe desferiu um golpe de faca nas costas.

A vítima ainda cortou a mão direita, teve escoriações nas pernas e luxação em um dos tornozelos ao tentar defender-se e fugiu, pulando o telhado.

Posteriormente, ainda conforme o documento, os policiais estiveram no local e um senhor informou que aluga a casa para a transexual. Lá, os agentes encontraram alguns pingos de sangue no chão, uma jaqueta suja de sangue, a chave da moto da vítima e uma faca. A vítima foi socorrida e estabilizada na UPA, mas os suspeitos não foram localizados.

DEIXE UMA RESPOSTA

entre com sua mensagem
entre com seu nome