Notas policiais

  • Vítima perde investimentos e aluga automóvel furtado

Um engenheiro descobriu que perdera um investimento de mais de R$ 200 mil e que o carro que havia alugado possuía registro de furto.

Os contratos de investimentos e de locação foram firmados com uma empresa de Hortolândia (SP). O caso foi informado no plantão policial na tarde de segunda-feira, 25 de abril.

Conforme relatado, em junho de 2021, o engenheiro foi pela segunda vez até uma locadora de veículos dessa cidade, localizada a cem quilômetros de Tatuí, para alugar o veículo

O acordo foi fechado em um “investimento” de R$ 60 mil, que seria restituído em 15 meses, sendo pagas duas taxas mensais, totalizando R$ 1.200.

Segundo relatado, os funcionários informaram que a empresa realizava contratos de investimentos com porcentagens de ganho conforme o valor investido.

Com rendimento mensal de 8%, posteriormente, o engenheiro fechou três contratos: de R$ 56 mil, em julho; de R$ 69 mil, em setembro; e de R$ 100 mil, em outubro.

De acordo com o boletim de ocorrência, o tatuiano recebeu os rendimentos mensais, através de conta digital, normalmente até fevereiro. Por conta de um suposto problema no sistema, os rendimentos de março seriam depositados no fim do mês, o que não aconteceu.

O engenheiro disse à PC que, neste mês, recebeu a informação de que todos os funcionários foram demitidos e a empresa de Hortolândia teria encerrado as atividades.

Posteriormente, um policial esteve na casa da vítima, informando que o carro possuía registro de furto e pertencia a empresa com sede em Boituva.


  • Suspeito é surpreendido pela GCM após roubo na São Bento

Um jovem de 19 anos acabou detido pela Guarda Civil Municipal, na noite de terça-feira, 26, acusado de furtar um estabelecimento comercial na área central. Com ele, a corporação conseguiu recuperar todo o dinheiro que havia sido levado.

De acordo com a GCM, às 21h35, os agentes foram abordados por um motoboy informando que acabara de ocorrer um roubo em um estabelecimento próximo. O motoboy ainda indicou que o suspeito estava correndo pela rua São Bento.

Conforme a corporação, a viatura havia acabado de entrar na via, e, pouco depois, os guardas avistaram o acusado correndo. O jovem foi abordado alguns quarteirões à frente e teria confessado o roubo ao estabelecimento e entregado R$ 352.

Com ele, segundo a GCM, nenhuma arma de fogo foi encontrada, porém, o indivíduo confirmou que roubara o local, fazendo menção de estar armado. Na sequência, ele recebeu voz de prisão em flagrante.

Segundo o boletim de ocorrência, o suspeito, identificado como Gabriel Fernandes Gonçalves, foi encaminhado ao Pronto-Socorro Municipal “Erasmo Peixoto” e, posteriormente, à Central de Flagrantes. Lá, ele permaneceu detido, à disposição da Justiça. O dinheiro foi devolvido a uma representante do estabelecimento.


  • Menor de 14 é recolhido pela quarta vez em cerca de 1 ano

Dois adolescentes, de 14 e 15 anos, foram apreendidos, na tarde de terça-feira, 26 de abril, acusados de ato infracional e associação por tráfico de drogas, na vila Esperança. Durante a ação, a Guarda Civil Municipal recolheu papelotes de crack, dinheiro e um celular.

Por volta das 16h50, segundo a GCM, uma viatura fazia patrulhamento pela rua Antônio Henrique da Silva quando os agentes observaram três menores sentados em frente a um estabelecimento comercial fechado.

Ao notar que seria abordado, um dos adolescentes saiu correndo, dispensando sete porções de crack, e conseguiu fugir do local.

Durante a abordagem, conforme a GCM, os guardas encontraram, com o menor de 14 anos, 14 papelotes da mesma droga e R$ 10, e com o de 15 anos, mais 12 porções de crack e a mesma quantia. Questionados, somente o menor de 15 anos teria confessado a comercialização dos entorpecentes.

Os guardas deram voz de apreensão aos dois adolescentes. Eles foram encaminhados ao Pronto-Socorro Municipal “Erasmo Peixoto” para exames de praxe e, depois, ao plantão policial da Delegacia Central.

Na DC, os agentes verificaram que o adolescente mais novo havia sido recolhido outras três vezes por ato infracional de tráfico de drogas, em março do ano passado e duas vezes neste ano, em 19 de fevereiro e 4 de abril – a última, juntamente com o menor de 15 anos.


  • Golpista leva todo dinheiro de vítima se passando por filha

Uma mulher de 66 anosfoi vítima de estelionato ao acreditar estar ajudando financeiramente uma filha dela. O golpista pediu duas transferências, com valores superiores ao que a vítima tinha à disposição, e “aceitou” receber um valor menor ao solicitado.

O caso aconteceu na tarde de segunda-feira, 26 de abril, e a idosa compareceu à Delegacia Central para registrar boletim de ocorrência no dia seguinte.

Conforme o documento, às 14h15, a mulher recebeu uma mensagem, via WhatsApp, de um número desconhecido, porém, identificado com o nome e foto da filha dela.

Na mensagem, a suposta filha dizia ter “estourado” o limite do banco e que precisava de R$ 2.959, alegando que os devolveria no mesmo dia.

O valor foi transferido, via Pix, para a conta de “Brenda Yasmin Cavalcante Ferreira”.Logo depois, segundo o boletim, a suposta filha disse que precisaria de mais R$ 2.080, porém, a vítima alegou que só tinha mais R$ 1.500.

Conforme o boletim de ocorrência, o golpista respondeu que o valor poderia ser enviado, pois devolveria tudo no dia seguinte. A quantia foi transferida, dessa vez em benefício de “Johnatan Alves da Silva”.

Entretanto, de acordo com o BO, a vítima encontrou a filha pessoalmente no período da noite. A filha garantiu que não havia a contatado, tampouco pedido dinheiro emprestado e, nesse momento, a vítima percebeu que perdera R$ 4.459 em um golpe.

DEIXE UMA RESPOSTA

entre com sua mensagem
entre com seu nome