Notas policiais

384

Carro estacionado na frente de casa tem as 2 placas furtadas

As placas do veículo de um operador de máquinas de 24 anos foram furtadas na sexta-feira, 9, na vila Primavera. A vítima compareceu à Delegacia Central para informar o ocorrido no início da noite do mesmo dia.

Segundo relatado, logo que o operador chegou na residência dele, percebeu a falta das duas placas do carro prata, um Ford Ka.

O operador de máquinas disse à PC que o veículo sempre fica estacionado em frente ao imóvel, pois está em “processo de regularização de documentos”.


Casal é detido com maconha, cocaína e mais de R$ 2.000

Um casal de namorados acabou preso, na noite de sábado, 20, acusado de tráfico de entorpecentes na vila Angélica. Durante a ação, a Guarda Civil Municipal apreendeu porções de maconha e cocaína, um celular e mais de R$ 2.000.

Segundo a corporação, por volta das 19h20, uma guarnição fazia patrulhamento pelo bairro quando os agentes avistaram o casal em um bar, na rua Isaltino Campos Vieira. O sujeito, de 23 anos, tentou sair do bar “em atitude suspeita”, descartando algo no chão. Na abordagem, os guardas constataram tratar-se de quatro porções de cocaína tipo “Aricanduva”.

Enquanto isso, conforme a GCM, a mulher, de 33 anos, tentou se misturar entre os outros clientes do estabelecimento. A abordagem foi efetuada por uma agente do sexo feminino, a qual encontrou, em revista pessoal, 12 pinos de cocaína e 15 porções da mesma droga nos seios da acusada, além de R$ 887.

Posteriormente, de acordo com a GCM, na residência do indivíduo, os guardas localizaram mais 11 porções de cocaína e R$ 1.210 em notas fracionadas, no quarto dele, além de 12 porções de maconha no banheiro. O casal confessou aos agentes a comercialização das drogas, ainda de acordo com o BO.

O casal, identificado como Marcelo Vieira Pedro e Gislaine Aparecida Duarte da Silva, foi conduzido ao Pronto-Socorro Municipal “Erasmo Peixoto” e, depois, à Central de Flagrantes. Lá, eles receberam voz de prisão e permaneceram à disposição da Justiça.


Suspeito acerta soco em PM tentando fugir de abordagem

Um estudante de 18 anos foi detido, no bairro do Junqueira, acusado de ter furtado um veículo. Ao tentar escapar da abordagem, o acusado acertou um suco em um policial militar. O caso aconteceu na manhã de domingo, 21.

De acordo com a corporação, por volta das 6h30, uma equipe foi acionada, via rádio, para averiguar uma tentativa de furto a um carro na avenida Vice-Prefeito Pompeo Reali. No entanto, os policiais não avistaram nenhum veículo no local indicado.

Na sequência, conforme a PM, na rua João Batista Corrêa Campos, os agentes encontraram um veículo branco com uma das portas abertas. Nesse momento, conforme o boletim de ocorrência, um “transexual” saiu correndo do veículo, porém, acabou abordado cerca de 50 metros depois, e nada de ilícito foi encontrado com ele.

Segundo a PM, ao retornar no local onde o carro estava parado, os policiais disseram para o estudante se levantar, uma vez que estava deitado, mexendo em componentes elétricos.

O sujeito levantou-se, acertou um suco e empurrou um dos policiais antes de sair correndo, ainda segundo o BO. Enquanto o estudante foi perseguido e capturado, o transexual conseguiu fugir do local.

De acordo com o boletim de ocorrência, o estudante danificou o painel do carro, deixando a fiação elétrica exposta. Com ele, foram apreendidas uma chave “tiktak” e uma de fenda, além da carteira com documentos pessoais e R$ 88. Posteriormente, o proprietário confirmou que o carro havia sido furtado, pois o estacionara em outro local.

O acusado, identificado como Nicolas José Ancelmo, recebeu voz de prisão, sendo conduzido ao Pronto-Socorro Municipal “Erasmo Peixoto” e, na sequência, à Central de Flagrantes, onde permaneceu detido.


‘Mecânico’ cobra R$ 4.800 de idosa para trocar ‘uma’ peça

Uma aposentada de 76 anos, moradora da vila Doutor Laurindo, acusa um suposto mecânico de estelionato. Através da máquina de cartão, o sujeito cobrou R$ 4.800 para trocar uma única peça do carro da idosa. O caso ocorreu no início do mês, mas só foi informado no plantão policial na tarde de segunda-feira, 22.

Conforme relatado, em 3 de novembro, a aposentada havia estacionado na avenida Salles Gomes e, quando deixou o local, cerca de 15 minutos depois, percebeu que estava saindo fumaça do carro. Ela dirigiu até a via Prefeito Alberto dos Santos e parou para ver o que estava acontecendo.

Após estacionar, segundo relatado, um homem desconhecido aproximou-se, dizendo à idosa que ligaria para um mecânico da “Bosch” para ajudá-la. Esse homem foi embora logo que o suposto mecânico, trajado um macacão azul, chegou no local.

O “mecânico” teria mexido no veículo, dando a entender que havia trocado uma peça. A idosa, então, entregou um cartão dela para pagar pelo serviço.

O homem teria passado o cartão duas vezes, pois não teria dado certo na primeira tentativa. No entanto, em ambas, a maquininha não exibia o valor que estava sendo cobrado.

A aposentada disse à PC que havia achado estranho o aplicativo do banco, instalado no celular, não notificar nenhum pagamento. Posteriormente, ela esteve em uma agência bancária e constatou que o sujeito cobrara, ao todo, R$ 4.800.

DEIXE UMA RESPOSTA

entre com sua mensagem
entre com seu nome