Notas policiais

5
  • Homem é flagrado tentando furtar cabos elétricos de motel

Um desempregado de 40 anos acabou detido, na noite de quinta-feira da semana passada, 2, suspeito de tentar furtar cabos e fios elétricos de um motel na vila São Cristóvão. O acusado foi flagrado e impedido por populares de deixar o local antes da chegada da Polícia Militar.

Segundo relato do dono do estabelecimento, ele foi avisado de que havia caído uma fase de energia do local. Posteriormente, o empresário verificou que o relógio-padrão estava danificado e que cabos e fios elétricos haviam sido subtraídos.

Ele contatou a Elektro e, ao retornar ao estabelecimento, teria sido avisado de que toda a energia elétrica do local havia acabado. Ao sair do motel, o proprietário teria avistado um indivíduo mexendo no relógio-padrão, gritado “pega ladrão” e populares, então, ajudaram-no a segurar o homem.

Conforme a corporação, após a PM ser acionada, o suspeito, que possui passagens por crimes de tráfico de drogas e furto, foi apresentado na Central de Flagrantes. Lá, alegou ter tentado furtar o motel para vender os fios e poder comprar alimentos e drogas. Ele recebeu voz de prisão e permaneceu à disposição da Justiça.


  • Tentativa de furto de peças de picanha gera fiança de R$ 2 mil

A Polícia Militar deteve um motorista de 59 anos suspeito de tentar furtar peças de picanha de um supermercado na avenida Vice-Prefeito Pompeo Reali. O caso aconteceu na manhã de sábado, 4, por volta das 11h30.

Conforme relatado, funcionários do estabelecimento observaram, por câmeras de segurança, o motorista entrando no local com uma cestinha e caminhando até o setor de carnes. Lá, pegou quatro peças de picanha, colocou-as na cestinha e foi ao setor de hortifruti.

Nesse setor, o suspeito teria retirado as carnes e colocado em sacolas plásticas que já estavam com ele. Na sequência, o motorista deixou o supermercado, sem pagar, e acabou abordado por funcionários. Após se confirmar que as carnes estavam nas sacolas, foi exigida a apresentação da nota fiscal dos produtos, a qual ele não possuía.

Os funcionários acionaram a PM e os agentes levaram o acusado à Delegacia Central. No local, o motorista recebeu voz de prisão, com possibilidade de fiança de R$ 2.000, mas o valor não havia sido pago até o término do registro da ocorrência.


  • Trio armado rouba veículos e itens de família no Congonhal

Uma família teve a propriedade rural, localizada no bairro Congonhal de Baixo, invadida e roubada na madrugada de quarta-feira, 8. Os criminosos estavam armados e levaram dois carros, maquinários e eletrodomésticos.

De acordo com o dono da propriedade, por volta das 3h, ele se deparou com três indivíduos dentro do imóvel, utilizando máscaras e touca, sendo que um deles estava com uma arma de fogo e um outro, com uma faca.

De imediato, os criminosos teriam anunciado o assalto, pedindo dinheiro e a chaves dos veículos. Na sequência, os bandidos apontaram a arma na direção da cabeça do filho do morador, exigindo a entrega do que pediam.

Os ladrões teriam “revirado” o imóvel e deixado o local somente às 5h, com os dois carros, modelos Saveiro e Novo Voyage, e uma carretinha, utilizada para levarem um micro-ondas, uma televisão LED de 40 polegadas, um computador, 40 metros de cabos, dois tratores de cortar grama, máquinas para corte de grama e de pisos, duas motosserras, um soprador, um pulverizador, um relógio e quatro celulares.


  • 24 janelas são furtadas de obra de construtora na madrugada

Mais de duas dezenas de janelas foram subtraídas da obra de uma construtora no bairro Vale da Lua. O crime aconteceu na madrugada de quarta-feira, 8, por volta das 5h20, e um engenheiro civil da empresa registrou o boletim de ocorrência pela manhã.

Segundo o documento, o vigia da obra notou uma movimentação diferente no local e, pouco depois, percebeu que havia duas janelas do lado de fora do depósito. Ao conferir, constatou a falta de 24 janelas, gerando prejuízo de R$ 10.213.

O engenheiro civil disse à PC que o vigia avistara o suspeito do furto, mas, enquanto uma viatura policial era acionada, o indivíduo desconhecido conseguiu fugir do local.


  • Senhor de 77 ‘perde’ R$ 2.500 após aceitar auxílio em banco

Um homem de 77 anos, residente na área central, foi vítima de estelionato ao aceitar ajuda de um homem desconhecido dentro de uma agência bancária. O caso aconteceu no sábado, 4, mas a vítima só registrou o boletim de ocorrência na manhã de quinta-feira, 9.

De acordo com o documento, por volta das 12h, o idoso estava em um banco, situado na rua 15 de Novembro, quando um indivíduo lhe ofereceu ajuda. A vítima entregou o cartão bancário ao homem, que foi ao caixa eletrônico e realizou algumas transações.

Ainda segundo o boletim, nesse momento, o idoso não percebeu que havia sido vítima de estelionato e deixou o local. Posteriormente, descobriu que o sujeito havia transferido cerca de R$ 2.500 da conta bancária dele.