Notas Policiais

776
  • Mulher é flagrada dirigindo na contramão e sem a CNH

Uma mulher de 50 anos foi encaminhada à Delegacia Central, na tarde de quinta-feira, 12, após ser flagrada cometendo diversas infrações de trânsito, em frente à Delegacia Central, no Jardim São Paulo.

De acordo com o boletim de ocorrência, um policial militar estava entrando na delegacia, por volta das 14h, quando flagrou a mulher passando pela rua, conduzindo uma motocicleta pela contramão.

Segundo o policial, após realizar a manobra proibida, a condutora estacionou o veículo na vaga de 45 graus, reservada a viaturas policiais, onde acabou sendo abordada.

Durante a abordagem, a mulher informou não ter carteira nacional de habilitação e, em pesquisa realizada acerca do veículo, os policiais verificaram que a moto se encontrava com o licenciamento vencido e com bloqueio por óbito, junto ao INSS.

“Como a conduta da motociclista não gerou perigo de dano”, conforme informado no boletim de ocorrência, ela foi ouvida e liberada. Já o veículo acabou apreendido.


  • Procurado pela Justiça vai ao Poupatempo e acaba detido

Um homem de 38 anos, tido como procurado pela Justiça, acabou detido na manhã de quinta-feira, 11, ao procurar a unidade do Poupatempo em Tatuí para atualização de documentos.

Conforme a Guarda Civil Municipal, uma funcionária da instituição acionou a GCM ao constatar, pelo sistema Prodesp (Companhia de Processamento de Dados do Estado de São Paulo), que o homem era procurado.

Segundo a Polícia Civil, o mandado de prisão havia sido expedido pela primeira Vara Cível de Tatuí, por problemas com pensão alimentícia, e um boletim de ocorrência por captura de procurado foi registrado.

Após cumprir o mandado judicial e se dar ciência à primeira Vara Cível, o homem recebeu orientações sobre medidas que deverá cumprir e foi liberado. As ações não foram divulgadas porque o processo corre em segredo de Justiça.


  • Caixa eletrônico 24h ‘prende’ cartão e mulher acaba furtada

Uma estudante de 30 anos esteve na Delegacia Central, na tarde de quarta-feira, 10, denunciando ter sido vítima de furto por meio de um caixa eletrônico 24 horas. O caso teria ocorrido na terça-feira, 9, em um estabelecimento comercial no Jardim Rosa Garcia.

Conforme relatado, a mulher tentou utilizar o terminal para sacar um benefício social de R$ 1.045 e mais um resto de dinheiro (sem valor especificado) que estava na conta desde o mês passado, quando o cartão ficou preso na máquina.

Sem conseguir retirar o dispositivo do terminal eletrônico, a vítima conseguiu acessar o saldo da conta, constatando que o montante estava quase zerado. Segundo a vítima, a quantia havia baixado para R$ 6.

A mulher apontou como suspeito um rapaz que estaria ao lado dela quando ela via a conta quase zerada. Ela vítima anotou a placa do carro do rapaz e passou os números para a Polícia Civil, que investiga o caso.


  • Pessoa engatinha para furtar celular em estabelecimento

Um homem de 33 anos teve o celular furtado, na noite de terça-feira, 9, no local de trabalho, um estabelecimento comercial localizado na rua 11 de Agosto. A pessoa suspeita de cometer o crime teria entrado no local “engatinhando”, para não ser vista.

Conforme relatado, o homem tinha o costume de deixar o celular carregando em uma bancada, próxima da entrada lateral do estabelecimento. Após o término do horário de jantar, às 22h15, ele notou que o celular não estava na bancada, porém, pensou ser uma brincadeira dos colegas de trabalho.

Após um tempo, o funcionário teria dito aos colegas que precisava do aparelho para ver uma mensagem urgente. Nesse momento, a proprietária do estabelecimento pediu para que a pessoa que teria escondido o celular o devolvesse, porém, todos negaram tê-lo pegado.

A vítima disse à PC que, ao verificar as imagens do sistema de monitoramento do estabelecimento, foi possível observar que não se tratava de brincadeira, mas de furto, visto que uma pessoa entrara no local engatinhando, para que ninguém a visse.