Tatuiano lidera liga japonesa de beisebol

Yomiuri Giants, time de Thyago Vieira, é o primeiro colocado da Liga Central da NPB

292
Thyago Vieira passou a defender a equipe Yomiuri Giants, a partir de janeiro (foto: reprodução/Instagram)
Publicidade
Da reportagem

Na temporada de estreia no Japão, o tatuiano Thyago Vieira, atleta profissional de beisebol, está na primeira posição da competição nacional do país asiático. O Yomiuri Giants ocupa a liderança da Liga Central da NPB (Nippon Professional Baseball).

A equipe do tatuiano é a maior vencedora da Liga Central da NPB, com 46 títulos, sendo 20 vezes campeã da “Japan Series” – confronto entre os vencedores da Liga Central e do Pacífico.

A equipe do tatuiano compete na Liga Central da NPB com outros cinco adversários: Chunichi Dragons, Hanshin Tigers, Hiroshima Toyo Carp, Tokyo Yakult Swallows e Yokohama BayStars.

A Liga do Pacífico é formada pelos times: Chiba Lotte Marines, Fukuoka SoftBank Hawks, Hokkaido Nippon-Ham Fighters, Orix Buffaloes, Saitama Seibu Lions e Tohoku Rakuten Golden Eagles.

Quarto atleta nascido no Brasil a atuar na MLB (Major League Baseball), Vieira deixou a liga norte-americana da modalidade em dezembro do ano passado, quando defendia o Chicago White Sox. A apresentação na equipe japonesa aconteceu no fim de janeiro, ao som da canção infantil “Baby Shark”.

Publicidade

Desde então, o tatuiano participou somente de treinos e partidas amistosas. A temporada de 2020 começaria no dia 20 de março, mas os organizadores adiaram a abertura para 24 de abril. Contudo, o início do campeonato foi novamente suspenso e só começou em 19 de junho.

Devido ao atraso de cerca de três meses, a atual temporada regular da NPB é mais curta. No lugar dos 143 jogos ao longo do ano, cada equipe fará 119 partidas na temporada regular, até 8 de novembro.

Ao término da temporada regular, somente os líderes das ligas Central e do Pacífico se classificarão diretamente às semifinais da Japan Series. Os adversários deles serão definidos em confrontos eliminatórios entre os segundos e terceiros colocados das duas ligas.

A um mês da conclusão da temporada regular, o Yomiuri Giants disputou, na manhã de quinta-feira, 8, a 93ª partida, diante do Yokohama BayStars. A disputa terminou com vitória da equipe de Vieira por 9 a 7.

As agremiações realizaram três confrontos consecutivos. Anteriormente, na terça-feira, 6, o Yomiuri Giants venceu o Yokohama BayStars por 6 a 4. No dia seguinte, o adversário derrotou o time de Vieira por 6 a 3.

Atualmente, o time defendido pelo atleta tatuiano está na liderança da Liga Central, com 59 vitórias, 4 empares e 30 derrotas em 93 partidas, alcançando porcentagem de triunfos de 0,656%.

Neste momento, avançariam às quartas de final pela Liga Central o segundo colocado, Hanshin Tigers, com 46 vitórias, 5 empates e 43 derrotas em 94 jogos, e o terceiro colocado, Chunichi Dragons, com 44 triunfos, 5 empates e 45 reveses, também em 94 partidas.

A classificação da temporada regular da Liga Central ainda apresenta as agremiações Yokohama BayStars, Hiroshima Toyo Carp e Tokyo Yakult Swallows, na quarta, quinta e sexta colocações, respectivamente.

Na Liga do Pacífico, a primeira posição é da equipe Fukuoka SoftBank Hawks, com uma campanha de 52 vitórias, 5 empates e 38 derrotas em 95 confrontos. Contudo, apesar da liderança da liga, a campanha da equipe é inferior à do Yomiuri Giants.

Com o mesmo número de vitórias do líder da liga – dois empates e 40 reveses em 94 jogos -, o Chiba Lotte Marines aparece no segundo lugar, seguido pelo Tohoku Rakuten Golden Eagles, que, em 95 partidas, conquistou 46 triunfos, 4 empates e 45 derrotas.

A agremiação Saitama Seibu Lions figura na quarta colocação, à frente do quinto colocado, Hokkaido Nippon-Ham Fighters, e do Orix Buffaloes, que ocupa a “lanterna” da Liga do Pacífico.

Com mais 26 partidas para concluir a temporada regular, os próximos três jogos do time de Vieira serão contra o Chunichi Dragons. Os confrontos, em três dias consecutivos, começam neste sábado, 10, e seguem até segunda-feira, 12.

Publicidade