Notas policiais

743
Publicidade
  • Homem é preso após assaltar comércio usando faca de serra

A Guarda Civil Municipal prendeu um homem de 30 anos, na tarde de sexta-feira, 2, acusado de assaltar uma mercearia no Jardim Lírio. O suspeito teria usado uma faca de serra, de cozinha, para ameaçar a comerciante e fugir com o dinheiro do caixa.

Segundo a GCM, o acusado, identificado como Alex Glauser de Andrade, entrou no estabelecimento comercial por volta das 16h. A vítima teria acionado a GCM e uma viatura foi enviada ao local.

A mulher contou à GCM que o criminoso havia ameaçado-a com a “arma branca” e acabado de fugir do comércio. O suspeito foi encontrado em uma rua do bairro e abordado.

Ainda segundo a GCM, durante a revista pessoal, nada foi localizado com o homem, contudo, a faca usada no crime foi encontrada na residência do suspeito, na rua João Batista de Almeida, também no Jardim Lírio.

Andrade foi encaminhado à Delegacia Central, onde recebeu voz de prisão e permaneceu à disposição da Justiça.

Publicidade

  • Jovem é pego com “tijolo” de maconha no Jardim Primavera

Um jovem de 25 anos foi preso, na noite de sexta-feira, 2, acusado de tráfico de drogas no Jardim Primavera. Com ele, a Polícia Militar apreendeu um “tijolo” com mais de meio quilo de maconha, além de R$ 198 em dinheiro e um celular.

De acordo com a PM, uma equipe fazia patrulhamento pelo bairro quando suspeitou do rapaz. Ele teria jogado uma mochila no chão e fugido em uma motocicleta, ao perceber a aproximação da viatura.

Os policiais acompanharam o motociclista e abordaram-no na rua Antonio Antunes Correa. Durante a revista, o jovem estaria carregando R$ 198 em dinheiro e o celular.

Segundo os policias, na mochila jogada anteriormente, foi encontrada uma sacola com uma porção de maconha de 690 gramas. Questionado, o jovem teria confessado que estava com a droga e contado que iria vendê-la na vila Angélica.

O acusado, Cleverson Francisco Ramos, foi encaminhado à Delegacia Central, onde prestou depoimento e recebeu voz de prisão por tráfico de drogas, permanecendo à disposição da Justiça.


  • Homem furta chinelos e diz que venderia para comprar drogas

Um servente de pedreiro de 47 anos foi preso, na noite de sexta-feira, 2, acusado de furtar um par de chinelos em um supermercado na vila Paulina. Na delegacia, o suspeito teria confessado o crime e alegado que venderia o produto para comprar drogas.

Conforme o boletim de ocorrência, um funcionário do estabelecimento comercial foi acionado pelo setor de monitoramento de segurança, o qual informara que dois homens teriam furtado o supermercado.

Segundo o representante do comércio, ele saiu em busca dos suspeitos e encontrou um deles a, aproximadamente, 300 metros do local. O homem estaria carregando um par de Havaianas. Já o outro acusado não foi localizado.

Questionado, o acusado teria confessado o crime. Ainda teria alegado ser usuário de drogas e que furtara o produto para comprar entorpecentes.

Um primo do acusado acionou a Guarda Civil Municipal, que compareceu no local e, em seguida, encaminhou o suspeito à Central de Flagrantes da Delegacia Central, onde foi elaborada a ocorrência de furto.

O chinelo – de aproximadamente R$ 55 – foi devolvido para o representante do supermercado e o acusado, liberado após prestar depoimento.


  • Itens de pesca são levados de chácara no bairro dos Fragas

Um comerciante de 54 anos procurou a Delegacia Central, na segunda-feira, 5, para registrar uma ocorrência de furto. A vítima informa que teve diversos itens de pesca levados da chácara dele, no bairro dos Fragas. O crime teria ocorrido às 13h30 de domingo, 4.

Conforme relatado, o proprietário constatou que o alambrado estava com a tela cortada e que, ao redor do lago da propriedade, estavam vários bancos caídos. Na sequência, a vítima percebeu que alguém havia pegado vários objetos de pesca.

A vítima relatou que levaram um saco com uma rede de pesca, três varas com carretilha, uma caixa com vários utensílios de pesca, um molinete, um alicate de bico, um alicate de corte, um canivete, um estojo com dez iscas artificiais, dois estojos com miçangas e anzóis e um pote de chumbada.

Ainda, foram levados: uma caixa azul com três alicates, uma faca artesanal, uma lanterna de cabeça, quatro rolos de linha, dois estojos com anzóis, duas caixas plásticas com giradores, dois rolos de arame de aço, boias para pesca, um pote com sal, três potinhos com chumbadas de diversos tamanhos, uma lima, uma minitesoura, 200 borrachinhas para trava de chumbada, 12 iscas artificiais e 400 anzóis.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

entre com sua mensagem
entre com seu nome