Notas policiais

1053
Publicidade
  • Homem é assaltado na saída de bar na av. Pompeo Reali

Um homem de 56 anos foi assaltado, na noite de segunda-feira da semana passada, 28, no momento em que saia de um bar na avenida Pompeo Reali. A vítima informou o crime à PC na manhã de sexta-feira, 1º.

Conforme relatado, o homem havia entrado no estabelecimento para comprar cigarros e entrava no veículo, para ir embora, no momento em que foi abordado por duas pessoas desconhecidas.

Os criminosos teriam agredido a vítima, exigido os pertences e fugido levando um celular, uma jaqueta de couro preta e documentos pessoais da vítima. O homem não apontou suspeitos e, segundo o BO, não conseguiu ver os criminosos, pois eles saíram correndo e sumiram.


  • Jovem é flagrado empinando moto e acaba detido pela PM

Um jovem de 22 anos foi preso, na manhã de sábado, 2, após ser flagrado empinando uma motocicleta no Parque Marajoara. Ele teria tentado fugir ao perceber a viatura e desobedecido aos sinais de trânsito, causando riscos aos pedestres.

De acordo com o boletim, uma equipe fazia patrulhamento pela rua Brasília Camargo Barros quando avistou o rapaz empinando a moto. Os agentes deram ordem de parada, contudo, o jovem teria desobedecido.

Publicidade

A fuga teria se estendido por, aproximadamente, dois quilômetros, até que os policiais o alcançaram. Durante a abordagem, os militares verificaram que o jovem não possuía antecedentes criminais, entretanto, o licenciamento da moto estava atrasado desde o ano de 2008.

O rapaz foi encaminhado à Delegacia Central, onde recebeu ordem de prisão com possibilidade de fiança e foi liberado após o pagamento de R$ 340. O veículo permaneceu apreendido, assim como a Carteira Nacional de Habilitação do acusado.


  • Auxiliar que iria comprar carro pela internet é vítima de golpe

Um auxiliar de produção de 21 anos, morador do Morro Grande, foi vítima de golpe ao tentar comprar um carro pela internet. A negociação aconteceu na manhã de sexta-feira, 1º, contudo, o rapaz registrou o boletim na noite de sábado, 2.

Segundo a vítima, o suposto vendedor havia anunciado um Gol G4 1.6 Power, por meio de uma rede social. O auxiliar teria se interessado pelo veículo e entrado em contato com o anunciante, que, por sua vez, vendeu o carro e disse que o veículo viria de Brasília (DF).

Após a negociação, o comprador realizou dois depósitos para o anunciante, um no valor de R$ 3.000, referente à entrada do financiamento, e um de R$ 300, que seria pelo frete do veículo.

A vítima disse à PC que manteve contato com o vendedor por meio de um aplicativo de mensagens, porém, logo após realizar os depósitos, não conseguiu mais falar com o suposto vendedor.


  • Trio é flagrado furtando peças de veículos no Europark dia 3

Três pessoas foram detidas, na madrugada de domingo, 3, acusadas de furtar peças de veículos em um estacionamento no residencial Europark. A GCM apresentou os suspeitos à PC por volta das 5h.

De acordo com a GCM, uma equipe realizava patrulhamento de rotina quando recebeu informação, via rádio, de que duas pessoas estariam mexendo e furtando objetos de veículos estacionados em frente a uma casa noturna do bairro.

Os agentes teriam encontrado Dailson de Jesus da Silva, 28, Daniel Nunes de Oliveira Junior, 25, e Ana Carolina dos Reis, 24, dentro de um Chevrolet Marajó com placas de Sorocaba. O trio estaria carregando diversos objetos subtraídos de um Ford Courier com placas de Tatuí.

Um cortador de cabelo, uma macaco hidráulico, uma lâmpada fluorescente, duas baterias automotivas, um kit de rodas com pneu, uma camiseta e uma bermuda jeans foram apreendidas com os suspeitos.

Na sequência, os guardas foram até a casa noturna e pediram para que o estabelecimento anunciasse o caso pelo sistema de som para a localização do proprietário do veículo e dos objetos furtados.

A vítima saiu da boate e reconheceu os objetos encontrados com os acusados. Os três receberam voz de prisão e foram encaminhados à Delegacia Central, onde permaneceram à disposição da Justiça.

Eles devem responder por furto e associação criminosa. Ainda segundo o boletim, durante a elaboração da ocorrência, a PC descobriu que mulher era procurada pela Justiça, por roubo.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

entre com sua mensagem
entre com seu nome