Espetáculo de stand-up tem “maior público da história”

Para organizador, evento insere Tatuí de vez na rota do humor

1917
O humorista Cleber Rosa (foto: divulgação)
Publicidade
Antuerpia
Fabio Villa Nova

“Nói que é Pobre” é o nome do espetáculo de stand-up com o “maior público da história” da cidade. O organizador do evento, o humorista Paulo Santiago, estima que mais de mil pessoas acompanharão, na noite deste sábado, 12, a apresentação de Cleber Rosa, o intérprete do personagem “Chico da Tiana”.

Ao todo, serão realizadas duas sessões, uma a mais que o previsto originalmente. De acordo com o produtor, esta é a primeira vez que os ingressos tiveram as vendas esgotadas antecipadamente. “Organizo eventos em Tatuí faz quase três anos. Mas este, com certeza, é o de maior repercussão”, avaliou.

Santiago promove espetáculos de humor em vários espaços e, em Tatuí, organizou mais de cem, somente no CEU (Centro de Esportes Unificados) “Fotógrafo Victor Hugo da Costa Pires”. “Apresentações em espaços fechados e desse porte eu fiz umas seis. Entretanto, esta bateu as expectativas”, conta.

Os números explicam o entusiasmo do organizador. Para a primeira sessão, 450 ingressos foram vendidos antecipadamente. Desse total, 120 para pessoas que residem fora de Tatuí.

O volume de venda é o maior já registrado pelo produtor. Até então, o show com maior quantidade de ingressos vendidos antecipadamente havia sido realizado no Conservatório.

Publicidade
Antuerpia
Fabio Villa Nova

O teatro tem capacidade para 429 lugares e, na ocasião, a organização havia comercializado um total de 70 entradas antes da data da realização. “Tatuí é a cidade que mais tem o costume de comprar na hora. Por isso, abrimos uma sessão às 22h. Estão sendo vendidos mais 450 ingressos”, antecipou Santiago.

Somando as cortesias, o número de espectadores deve ultrapassar a marca de mil. Isso porque o espaço do evento comporta entre 500 e 600 pessoas. As sessões serão realizadas no Clube Renascer da Terceira Idade. O endereço é a avenida Senador Laurindo Minhoto, 280, na vila Dr. Laurindo.

Para o humorista, a procura do público é explicada pela popularidade do personagem. A página “Reclamação do Dia”, mantida por Rosa no Facebook, tem quase 1,2 milhão de curtidas. “Ele fez, recentemente, um vídeo de ano novo que, em cinco horas, atingiu milhões de visualizações”, observou Santiago.

A vinda do humorista mineiro a Tatuí resulta de um “intercâmbio” feito pelo tatuiano. Santiago explica que, durante as apresentações que fez fora da cidade, conheceu o produtor de Rosa. “O Fábio Júnior é de Minas Gerais e só produz com humoristas, o mesmo que atua com o Tubinho e Nany People”, conta.

Santiago estreitou contato com o produtor durante espetáculo em Tatuí. “Foi através de um show aqui com o Tubinho e o Dedé Santana”, acrescenta.

Segundo o tatuiano, com o evento, a cidade passa a fazer, definitivamente, parte do circuito do humor. Santiago avalia que o cenário tem melhorado muito.

“Há quatro anos, quando eu falava que ia fazer stand-up, quase ninguém sabia o que era. Com a repercussão da internet, o estilo ficou conhecido. E isso acabou facilitando muito as coisas, tanto que, sem dúvida nenhuma, o show de comédia do Cleber Rosa é o de maior público até agora”, argumenta.

Prova disso é que o show com o maior número de espectadores havia sido o do Maurício Meirelles, no Conservatório. Na ocasião, 380 pessoas viram o espetáculo.

Em função da limitação do “Procópio Ferreira”, o produtor diz que precisou buscar outras locações. Encontrou o Clube Renascer. “O local é ótimo, tem palco e serviço de bar, boas condições para a pessoa assistir. Sem falar que comporta um público muito maior, de até 600 pessoas”, ressalta.

As sessões têm duração de uma hora e meia e, durante elas, o público pode interagir com o humorista. Rosa fará dois personagens: ele mesmo – pelo qual faz reclamações a um imaginário SAC (serviço de atendimento ao consumidor) – e o famigerado Chico da Tiana, um caipira que se notabilizou por meio da internet ao comentar temas de abrangência nacional.

“Cada personagem ocupará o palco por um tempo de 45 minutos, em média”, explicou Santiago. Durante o intervalo, que Rosa utilizará para a troca do figurino, o público será “comandado” pelo produtor. Santiago subirá ao palco para uma apresentação de 15 minutos, na qual fala sobre temas cotidianos.

O tatuiano abordará desde a cirurgia de redução de estômago que fez recentemente até os problemas do dia a dia. “Falarei como é a vida de um ‘ex-gordo’ e de outros assuntos que vivenciamos. Tudo com textos autorais”, cita.

Além de divertir, o “Nói que é Pobre” deve contribuir com o setor do turismo. Isso porque uma boa parcela do público é de pessoas de fora da cidade. “Isso é bom para a economia de Tatuí, porque o público, mesmo consumindo no local, pode ir para outros espaços após o espetáculo”, acentua Santiago.

Quem quiser assistir ao show ainda pode comprar ingressos antecipados na Fábrica de Óculos SR Tatuí, à rua 11 de Agosto, 42, no centro, ou no site megabilheteria.com.

Publicidade
Antuerpia
Fabio Villa Nova