Museu Paulo Setúbal de Tatuí promove o 1º Encontro de Escritores

Evento ao Dia Municipal da Literatura expôs obras de Chiquinha Rodrigues

Encontro é marcado por lançamento de obras (Foto: Pablo Ruiz)
Da redação

Em comemoração ao Dia Municipal da Literatura, o Museu Histórico “Paulo Setúbal” promoveu no sábado da semana passada, 4, o 1º Encontro de Escritores Tatuianos. Durante esse dia, centenas de pessoas passaram pelo local para prestigiar o evento, que contou com lançamento e pré-lançamentos literários.

Os produtores culturais Donny Barros e Rogério Vianna levaram ao encontro uma exposição de obras de Chiquinha Rodrigues e autores que foram inspirados pela vida e obra de Paulo Setúbal.

A mostra foi acompanhada por um neto da escritora, Marcos Rodrigues, e a esposa dele, Joana de Paula. Durante o encontro, ele entregou, em forma de doação ao acervo do museu, um retrato da avó desenhado em giz e que fora restaurando no ano de 2019.

“Durante a organização, tivemos a grata notícia e a informação de que o neto da Chiquinha Rodrigues estaria presente”, comentou Vianna.

Ele contou que a origem do Dia Municipal de Literatura, comemorado em 4 de maio, foi em homenagem à escritora, em razão da data de nascimento dela. “Ficamos muito lisonjeados e felizes, e é justamente esse o intuito do encontro dos escritores”, salientou.

O gesto de apreço à memória da autora tatuiana foi intermediado por Regina Mantovani e Luiz Otávio Mantovani, acrescentando, segundo Vianna, “um novo capítulo à história cultural de Tatuí”.

Rodrigues se emocionou ao contemplar o acervo de obras da escritora levadas à mostra pela família Almeida Barros. A exposição apresentou os livros “Caboclo do Brasil” (1937), “O Braço Estrangeiro” (1938), “Confidências de Suzana” (1939) e “Antevisão de Jesuíta” (1940), entre outros.

Rodrigues teve a oportunidade de examinar dois dicionários com informações sobre Chiquinha Rodrigues no cenário nacional, os quais enfatizam o legado da escritora na história da arte brasileira.

Ele, além de atuar como engenheiro e Ph.D. pela University of Cambridge (Reino Unido), é também escritor, sendo autor dos livros “Choro de Homem” e “O Pai de Max Bauer”.

Vianna enfatizou que a presença de Rodrigues no evento e a contribuição dele para o acervo do “Paulo Setúbal” “destacam a importância de preservar e celebrar a memória dos artistas e intelectuais, os quais moldaram a identidade cultural de Tatuí e deixaram um legado significativo para as gerações futuras”.

Para Vianna, o encontro foi organizado de forma a “possibilitar diálogos entre os escritores, possibilitando, desta forma, uma aproximação entre eles”.

“Com base nessa troca, é possível criar políticas públicas para a literatura a partir das obras que eles estão produzindo. Desta forma, os futuros escritores poderão usufruir desses benefícios”, salientou.

Estiveram presentes os escritores: Bia Bonduki, Anne Valerry, André Kaires, Christian Pereira de Camargo, Enrique Miranda Raposo, Erasmo da Rosa, Fernnanda Kézia, Flor Priscila, Ivan Camargo, Katiusca Lorenzetti Mota, Kennedi Lazzari, Mabel Zattera, Odimar Martins, Raquel Prestes, Renato J. Mello, Sissili, Sarah Maria Vitorino, Virgínia Azevedo e Victor Lisboa.

O jornalista e escritor Christian Pereira de Camargo promoveu a pré-venda do livro “Tatuí Capital da Música”, no qual aborda as raízes históricas de Tatuí. As pesquisas foram conduzidas por ele e o pai, Renato Ferreira de Camargo (in memorian).

Outros pré-lançamentos também receberam destaques, entre eles: “Pétalas do Meu Coração”, de Sarah Maria Vitorino, e a “A Luz em Seus Olhos”, de Virgínia Azevedo.

Aconteceu, ainda, uma tarde de autógrafos do escritor Renato Mello, com o lançamento do livro “O Carnotauro do Chifre Quebrado”. Conforme a sinopse, a história “ensina valiosas lições sobre altruísmo e superação”.

O encontro ainda promoveu uma roda de bate-papo entre os escritores, a qual, segundo Vianna, “proporcionou um espaço para que cada um deles compartilhasse experiências e desafios envolvidos na produção literária, destacando os mecanismos necessários para que as obras alcancem o coração dos leitores”.

“Este encontro não apenas fortaleceu os laços entre os escritores locais, mas também enriqueceu a cena literária de Tatuí, demonstrando o vibrante talento que permeia a cidade”, acentuou Vianna.

O secretário do Esporte, Cultura, Turismo e Lazer, Douglas Dalmatti Alves Lima (Buko), realizou a premiação aos contemplados e a entrega do termo de fomento dos editais do 4º Festival de Arte e Cultura de Tatuí – “Mestre Canturião José Pinto de Moraes” e do “Publicação de Livros”.

Já no encerramento, os participantes puderam prestigiar o show “Seresta – A Poesia Cantada”, apresentado pelo grupo Seresteiros com Ternura.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui