Mesma região tem 4 prisões por tráfico em menos de 30h

7027
Cães da PM ajudam na localização de 45 pinos de cocaína (foto: Polícia Militar)

Entre a tarde de segunda-feira, 18, e a noite de terça, 19, equipes da Guarda Civil Municipal e da Polícia Militar realizaram quatro prisões por tráfico de drogas na mesma região da cidade. Os flagrantes aconteceram na área que envolve os bairros Residencial Alvorada, vila São Paulo, vila Brasil e Nova Tatuí.

A primeira prisão, às 17h40 de segunda-feira, aconteceu na rua José Ferraz, no bairro Nova Tatuí. A GCM flagrou o estudante Luiz Felipe Pinto com um pino de cocaína e R$ 120 em dinheiro. Na casa dele, foram encontradas mais nove porções da mesma droga, segundo registrado em boletim de ocorrência.

O estudante alegou que a droga era para uso próprio. Mesmo assim, Pinto recebeu voz de prisão por tráfico e ficou detido. Um adolescente que estava com ele no momento do flagrante foi liberado.

Na terça-feira, às 9h, policiais deram voz de prisão ao ajudante Carlos Henrique Grupp, 34. Ele estava na rua Palmira Vanni, na vila São Paulo, e foi flagrado pela PM com 16 porções de crack, sendo que uma estava no bolso dele e as outras 15, dentro da boca.

De acordo com o boletim de ocorrência, Grupp confessou o tráfico, alegando ser “noia” e dizendo aos policiais que “era isso ou roubar”. Ele também ficou detido.

Mais tarde, às 19h14, guardas municipais flagraram o ajudante Luiz Fernando Cassemiro de Arruda, 29, com 55 porções de crack. A prisão aconteceu na rua Maria Benedita Miranda, perto do ribeirão do Manduca.

Conforme os guardas, ao ver a viatura, Arruda jogou a sacola com as drogas na vegetação que fica ao lado do ribeirão. Com o acusado, a equipe ainda achou R$ 80. O delegado de plantão também confirmou a prisão em flagrante.

A quarta prisão aconteceu na terça-feira, às 20h25, novamente na rua Palmira Vanni. Um mecânico eletricista de 32 anos foi abordado pela Polícia Militar e flagrado com dez pinos de cocaína. Segundo o BO, ele alegou ser viciado em droga e que teria comprado as porções de Maikon Hessel Miranda, 25.

Os policiais localizaram Miranda e, com ele, R$ 142. Em um lugar apontado pelo mecânico, com a ajuda de cães, a equipe achou mais 45 pinos de cocaína.

O delegado de plantão determinou a prisão de Miranda e concedeu liberdade ao mecânico, que se comprometeu com futura apresentação em juízo.