Ligações clandestinas de água e luz são flagradas em bairro

513
Da redação

Uma mulher de 32 anos acabou presa, suspeita de furto, na manhã de quinta-feira, 1º, em uma residência no Jardim Gonzaga. Ela e o marido – que conseguiu fugir – foram flagrados com “gatos” nas redes água e de energia elétrica.

De acordo com a Polícia Civil, um representante da Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) solicitou apoio policial para averiguar se os moradores da casa, localizada na rua Almiro Aparecido de Campos, teriam fraudado o hidrômetro para subtrair água.

Os agentes, segundo a PC, estiveram no imóvel e, ao se identificarem, notaram que um homem estava buscando fugir pelos fundos. Eles tentaram acompanhá-lo, porém, não conseguiram capturar o sujeito.

De acordo com a PC, ao retornarem à residência, abordaram um rapaz, o qual informou estar no local somente prestando serviços ao morador, “Danilo”, conhecido como “TX”.

Conforme o boletim de ocorrência, os representantes da Sabesp constataram a existência de uma ligação clandestina na rede de água, assim como um “gato” na rede elétrica, gerando prejuízos à Elektro.

Segundo o boletim, a proprietária do imóvel chegou ao local e os policiais solicitaram que ela os acompanhassem ao plantão policial. Lá, ela recebeu voz de prisão e permaneceu detida, enquanto o marido, que fugira, foi indiciado de forma indireta.