Fundo Social adia para dezembro a entrega do projeto ‘Boneco de Meia’

319
Entrega dos bonecos realizada em 2019 (foto: divulgação Fusstat)
Publicidade
Da reportagem

O Fusstat (Fundo Social de Solidariedade) anunciou nesta sexta-feira, 2, ter adiado para dezembro a entrega das doações do projeto “Boneco de Meia”, prevista para a semana de 5 a 9 de outubro, em comemoração ao Dia das Crianças – celebrado em 12 de outubro.

Conforme a presidente do Fusstat, Sônia Maria Ribeiro da Silva, a decisão segue determinações previstas na legislação eleitoral, que proíbe doações em algumas situações durante o período de campanha.

“Já estamos com os bonecos prontos, mas, por decisão da Justiça Eleitoral, infelizmente, não vamos mais entregá-los no Dia das Crianças. Nossa intenção agora é fazer a entrega como um presente de Natal para as crianças carentes”, antecipou a presidente.

Conforme Sônia, voluntárias e professoras da entidade finalizaram, na última semana de setembro, a confecção de 3.035 bonecos. As peças estavam sendo embaladas e higienizadas para a entrega, que começaria na segunda-feira, 5.

A intenção é doar os brinquedos aos alunos matriculados na rede municipal de ensino infantil, cadastrados no programa de distribuição de merenda das unidades escolares. As escolas receberão as peças e farão a entrega.

Publicidade

Este é o terceiro ano do projeto. A iniciativa começou em 2017 e atendeu mais de 3.000 alunos, de zero a cinco anos, das creches pertencentes à Secretaria Municipal de Educação, com bonecos feitos artesanalmente a partir de meias doadas à entidade.

Conforme levantamento do Fusstat, no primeiro ano, a iniciativa conseguiu atender 844 crianças carentes com os bonecos, a partir de meias doadas à instituição. Em 2018, foram 1.345 peças e, no passado, mais de 1.650 bonecos foram distribuídos.

Neste ano, a iniciativa ocorreu em novo formato. Devido à pandemia do novo coronavírus, professores, funcionários e voluntários da entidade produziram a maioria dos bonecos em “home office”.

Alguns centros de capacitação também abriram e funcionaram como locais de apoio na distribuição dos materiais para a confecção dos bonecos e no recebimento das peças já produzidas.

Nesse “esquema”, o grupo, formado por professoras e funcionários, entregou 1.622 bonecos e o outro, com aproximadamente 35 voluntárias, produziu 1.413 peças, totalizando 3.035 unidades.

A meta do projeto era de 2.500 bonecos para atender às crianças que se inscreveram para receber a merenda neste tempo de recesso escolar. Segundo Sônia, as peças excedentes devem ser entregues aos próprios alunos. “Alguns têm irmãos na casa e pedem para levar, então, é bom ter de sobra”, concluiu a presidente.

Publicidade