Infecções de Covid caem pela metade no início da semana

293
Publicidade
Da redação

Entre sábado, 28 de novembro, e esta terça-feira, 1º, Tatuí somou 42 novos casos de Covid-19, representando redução de metade do número de moradores infectados em comparação ao mesmo período da semana anterior (de 21 a 24 de novembro).

A queda na curva de contaminações pelo novo coronavírus é demonstrada em levantamento feito com base nos relatórios da Secretaria Municipal de Saúde, os quais indicam 42 exames positivos a menos nestes quatro dias da semana, em relação ao mesmo período da anterior. Na ocasião, foram 84 casos positivos.

Neste período, uma mulher de 45 anos faleceu com suspeita da doença. A morte foi informada pela Vigilância Epidemiológica na manhã de sábado, 28 de novembro. A vítima falecera no dia anterior, enquanto estava internada em leito clínico da Santa Casa de Misericórdia.

Entretanto, em boletim publicado no início da tarde desta terça-feira, 1º, o órgão municipal comunicou que o exame da mulher tivera resultado negativo para Covid-19.

No período anterior, entre os dias 21 e 24, a pasta registrou uma morte de paciente infectado. A vítima foi um homem de 64 anos que havia dado entrada no hospital pelo “gripário”, sendo já encaminhado ao Pronto-Socorro “Erasmo Peixoto”, onde faleceu no mesmo dia 21.

Publicidade

Além disso, na quinta-feira, 26 de novembro, a secretaria municipal ainda informou ter notificado uma morte com suspeita de Covid-19 em Tatuí. Trata-se de uma mulher de 55 anos, que estava internada na UTI da Santa Casa (o resultado do exame ainda não foi divulgado).

Com o exame negativo da vítima, Tatuí somava, até ontem, 86 vítimas fatais do novo coronavírus, sendo 43 mulheres (32 na faixa acima dos 60 anos e 11 entre 39 e 59 anos) e 43 homens (35 acima dos 60 anos e oito entre 39 e 59 anos).

Até a manhã desta terça-feira, os números representavam taxa de 2,20% de letalidade – índice calculado pelo número de óbitos em comparação à quantidade total de casos confirmados de infecção.

A média de diagnósticos nestes quatro dias, entre 28 de novembro e 1º de dezembro, era de 10,5 infectados a cada 24 horas, equivalente a 1,75 novo caso confirmado a cada 60 minutos. No período, o município acumulou 401 notificações de Covid-19, confirmou 42 e descartou 268.

Até sexta-feira da semana passada, 27 de novembro, a cidade apresentava 17.969 notificações da doença, sendo 305 suspeitas aguardando resultado dos testes, 13.790 descartadas e 3.874 positivas, com 86 óbitos pela doença.

Na tarde de sábado, além do óbito suspeito, o órgão municipal informou ter notificado nove novos positivos (seis homens e três mulheres), 158 casos suspeitos (76 homens e 82 mulheres) e 97 descartados (40 homens e 57 mulheres).

No domingo pela manhã, a VE afirmou ter registrado 14 casos positivos (oito homens e seis mulheres), 66 suspeitos (28 homens e 36 mulheres) e 37 descartados (13 homens e 24 mulheres).

Na manhã de segunda-feira, o órgão da pasta de Saúde notificou dez casos positivos (quatro homens e seis mulheres), 78 suspeitos (41 homens e 37 mulheres) e 72 descartados (39 homens e 33 mulheres).

Já na tarde de terça-feira, conforme a secretaria, foram confirmados nove casos positivos de coronavírus (sete homens e duas mulheres), 99 suspeitos (42 homens e 57 mulheres) e 62 descartados (29 homens e 33 mulheres).

De acordo com o relatório epidemiológico mais recente, divulgado por volta das 12h de terça-feira, Tatuí possuía 18.370 notificações da doença, sendo 396 casos suspeitos aguardando resultado dos testes (2,15%), 14.058 descartados (76,52%) e 3.916 positivos (21,31%).

Dos confirmados, 3.798 já estavam recuperados (96,9%), 86 morreram e 32 seguiam em tratamento: 13 em hospitais e 19 em isolamento domiciliar. Entre os casos suspeitos, havia um óbito e 395 estavam em tratamento: nove em hospitais e 389 em casa.

De acordo com a VE, a ocupação de leitos clínicos de internados por Covid-19 ou suspeitos na Santa Casa era de 50% e a da unidade de terapia intensiva, por pacientes com Covid-19 ou suspeitos, de 57%.

Estavam internados, na Santa Casa, 19 pacientes, sendo oito na UTI (cinco positivos e três suspeitos), com quadros que inspiravam cuidados, e 11 no isolamento (seis positivos e cinco suspeitos), com quadros estáveis.

No hospital particular, estavam três pacientes, sendo dois casos positivos na UTI, com quadro que inspirava cuidados, e um com suspeita da doença na ala de isolamento, com quadro de saúde estável, aguardando resultado de teste.

Plano SP

Em coletiva de imprensa na tarde de segunda-feira, 30 de novembro, o governador João Doria anunciou que todo o estado estava retornando à fase amarela do Plano SP. Desta forma, seis regiões, entre elas a de Sorocaba, que inclui Tatuí, regrediram a uma etapa mais restritiva do plano de flexibilização.

Com a mudança da fase verde para a amarela, o governo estadual passa a proibir eventos com público em pé. A ocupação máxima de shopping centers, galerias, comércio, serviços, bares ou restaurantes, salões e barbearias, eventos, convenções e atividades passa de 60% para 40% da capacidade – exceto em academias esportivas e centros de ginástica, que vão de 60% para 30%.

A fase amarela altera o horário de funcionamento. Shopping centers, galerias, comércio e serviços têm horário reduzido de 12 horas para 10 horas diárias, assim como salões e barbearias. Em restaurantes ou bares para consumo local, o funcionamento, além de ser restrito a 10 horas por dia, é permitido até às 22h.

Eventos, convenções e atividades têm controle de acesso obrigatório, assim como hora e assentos marcados. Cinemas, teatros e museus ainda podem permanecer abertos. As academias esportivas de todas as modalidades e centros de ginástica, além da capacidade reduzida, passam a ter aulas e práticas em grupo suspensas.

A previsão do governo estadual é de que o decreto que coloca as regiões na fase amarela fosse publicado nesta terça-feira, 1º, e as medidas começassem a valer a partir de hoje.

No entanto, os municípios têm autonomia para decidir o que e quando deve reabrir. Em Tatuí, até ontem, a prefeitura ainda não havia se pronunciado a respeito.

Publicidade