Guiga Peixoto indica R$ 2 mi a ‘rota alternativa’ em Tatuí

Vereadores anunciam verba para nova ponte ao anel viário

Júnior Vaz, Micheli Vaz, Guiga Peixoto e Villa Nova em reunião nesta semana
Da reportagem

Durante a sessão ordinária da noite de segunda-feira, 2, na Câmara Municipal, os vereadores Fábio Antônio Villa Nova e Micheli Cristina Tosta Gibin Vaz, ambos do PP, anunciaram R$ 2 milhões para a construção de uma nova ponte para dar acesso ao anel viário. O recurso é fruto de indicação do deputado federa Guiga Peixoto (PSL).

A intenção é que a nova ponte possibilite uma rota alternativa aos veículos pesados (acima de 23 toneladas) que estão impedidos de trafegar pela ponte que dá acesso ao Jardim Lírio, condomínios Ypês e à estrada municipal Moisés Martins há cerca de três semanas.

O impedimento teve início a partir de comunicado da prefeitura, informando que o dispositivo possuía capacidade de comportar passagem de veículos de até 23 toneladas. A medida já havia repercutido na Casa de Leis na sessão retrasada.

Na ocasião, Micheli protocolou o requerimento 1.096/22, pedindo ao Executivo um trajeto alternativo aos motoristas que trafegam com peso superior a 23 toneladas quando o destino deles não for a capital paulista.

No comunicado, a prefeitura afirma que, através da Secretaria Municipal de Segurança Pública e Mobilidade Urbana, está há meses monitorando a ponte, indicando que caminhões com cerca de cem toneladas, bitrens e treminhões, que estavam transitando pelo local, poderiam causar prejuízos futuros.

Ainda conforme o comunicado, quando os veículos estão com peso excessivo, acima da capacidade da ponte e trafegando com destino a São Paulo, os motoristas estão sendo orientados a seguir o trajeto através da rodovia Raposo Tavares (SP-270).

Autora do requerimento, Micheli disse ter sido procurada por motoristas, afirmando que eles não têm outra opção de rota na cidade e estão tendo de trafegar por Iperó ou Itapetininga, “sendo obrigados a fazer estes percursos para não receber multa dos guardas civis municipais que estão de prontidão próximos à ponte”.

Micheli e Villa Nova anunciaram que Guiga já havia indicado, em 20 de abril, uma emenda de R$ 2 milhões, através do Ministério do Desenvolvimento Regional, para a rota alternativa. Segundo eles, o recurso estará em breve nos cofres da administração municipal.

Villa Nova informou que, em recente reunião, no Paço Municipal “Maria José Gonzaga”, a prefeitura confirmou aos produtores rurais que a ponte não suporta a passagem de veículos com peso superior a 23 toneladas.

No entanto, havia a alternativa de se concluir o anel viário, porém, faltavam recursos para a conclusão da ponte que leva até a Ceagesp (Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo). “O recurso será utilizado para a finalização do anel viário”, reforçou o vereador.

De acordo com Micheli, além do recurso à nova ponte, Guiga realizou a indicação de R$ 200 mil para custeio junto a oito entidades tatuianas e para um projeto de “zerar” as filas de cirurgias e exames em Tatuí.

DEIXE UMA RESPOSTA

entre com sua mensagem
entre com seu nome