Força Tática recupera R$ 3 mil em joias levadas de comércio

781
Joias foram encontradas com uma mulher e adolescentes na vila São Paulo (foto: Divulgação PM)
Da redação

Uma estudante de 21 anos foi presa, na tarde de terça-feira, 24, na vila São Paulo, suspeita de receptação. Durante a ação, a Polícia Militar recuperou cerca de R$ 3.000 em correntes de prata e folhadas a ouro e anéis, além de apreender celulares.

De acordo com o boletim de ocorrência, por volta das 7h30, uma equipe da Guarda Civil Municipal foi acionada devido ao fato de que diversas joias estavam em uma construção ao lado de uma joalheria, localizada na região central.

No local, a GCM encontrou sete mostruários com várias joias, posteriormente reconhecidas pelo proprietário da joalheria. Através do sistema de monitoramento, os guardas verificaram a ação de alguns indivíduos, sendo que dois danificaram o telhado e o teto de gesso para entrar na loja.

Conforme o boletim, às 15h10, uma equipe da Força Tática recebeu a denúncia anônima, e, no local indicado, um adolescente de 17 anos foi encontrado com dois anéis e duas correntes de prata, além de quatro correntes douradas, confessando ter cometido o crime na noite anterior.

Segundo a PM, o adolescente indicou que os produtos furtados estavam em uma residência na rua Emílio Haddad. Na casa, a equipe encontrou uma estudante de 21 anos e outros três adolescentes, sendo dois garotos, de 13 e 15 anos, e uma menina, de 14.

De acordo com o boletim, no bolso da estudante, foram encontradas uma pulseira e uma corrente de prata, além de uma pulseira dourada no pulso do filho da acusada.

Em busca pelo quarto dela, os agentes localizaram, escondidos em uma camiseta dentro do colchão, quatro correntes e quatro pulseiras douradas, além de 93 correntes e sete pulseiras, todas de prata.

Segundo o BO, o adolescente de 15 anos estava com uma pulseira prateada, porém, na cama dele, foram encontrados: 24 correntes, duas pulseiras e um anel de prata, oito correntes, 17 pulseiras e dois anéis dourados e três pingentes.

Ainda conforme o BO, nada foi localizado com os outros dois adolescentes. Contudo, o menino de 13 anos confessou ter furtado os produtos, indicando a participação de um outro adolescente, de 17 anos, que ficara do lado de fora.

O indivíduo foi encontrado por uma equipe do Canil, mas não foram encontradas joias com ele ou na residência.

A mulher, identificada como Lucimara Francisca dos Santos, recebeu voz de prisão, e os quatro garotos, de apreensão, sendo conduzidos à Central de Flagrantes. A estudante responderá por receptação e, mesmo com possibilidade de fiança de R$ 1.500, permaneceu à disposição da Justiça.

O garoto de 15 anos responderá ato infracional por receptação e os outros três adolescentes, por furto qualificado. Os quatro foram liberados aos respectivos responsáveis. Os celulares dos envolvidos ficaram apreendidos, enquanto os produtos furtados foram devolvidos ao proprietário da joalheria.