Força Tática recolhe pés de maconha de quase ‘2m’ no Lagoa Vermelha

130
Pés de maconha apreendidos em chácara foram apresentados no plantão policial (foto: divulgação/PM)
Da redação

Um estudante de 25 anos acabou detido em flagrante, na noite de quinta-feira, 18, suspeito de tráfico de entorpecentes no bairro Lagoa Vermelha. Entre as drogas apreendidas, a Polícia Militar recolheu dois pés de maconha de 1,80 metro de altura cada.

De acordo com a PM, por volta das 20h10, uma equipe da Força Tática fazia patrulhamento pelo bairro rural quando os agentes receberam uma denúncia anônima, informando que o indivíduo armazenava drogas em uma chácara, situada na estrada que liga Tatuí a Laranjal Paulista, para vendê-las.

Na propriedade, segundo a PM, os agentes foram atendidos pelo estudante. Ao ser questionado sobre a denúncia, o rapaz afirmou que possuía drogas e apontou uma cômoda do quarto onde estava uma porção de maconha, além de um celular.

Conforme a PM, o suspeito, “com receio de que mais entorpecentes fossem encontrados”, indicou haver mais porções de maconha sob um capacete, na área externa da chácara, onde os policiais localizaram 15 porções semelhantes da mesma droga.

Na sequência, conforme o boletim de ocorrência, o estudante informou haver papelotes de cocaína sob um liquidificador e na pia do banheiro. Os agentes encontraram seis “kits” de cocaína, sendo um com 18 porções e cinco com 20 papelotes cada.

Segundo o boletim, o suspeito também apontou aos policiais onde estavam os dois pés de maconha, ambos de 1,80 metro de altura, plantados no quintal da chácara. Dentro de um freezer, os agentes ainda encontraram uma porção a granel de maconha.

De acordo com a corporação, o estudante admitiu que vendia cada porção de maconha por R$ 50, enquanto os papelotes de cocaína eram comercializados por R$ 25. Desta forma, os policiais recolheram o equivalente a R$ 800 de maconha – sem contabilizar a porção a granel e os dois pés apreendidos -, além dos papelotes de cocaína, que poderiam render até R$ 3.450.

O suspeito, conforme o boletim, ainda disse aos agentes da Força Tática que produzia a maconha, enquanto a cocaína era adquirida com um caminhoneiro (o qual não informou o nome), atrás de uma cerâmica, localizada na mesma estrada da chácara onde reside, aos domingos.

Ainda segundo o BO, o acusado, identificado como Felipe Augusto Carneiro Fragoso, recebeu voz de prisão, sendo conduzido ao Pronto-Socorro Municipal “Erasmo Peixoto” e, na sequência, ao plantão policial. Lá, o delegado ratificou a prisão do estudante, colocando-o à disposição da Justiça.