Doses da AstraZeneca aplicadas em Tatuí não estavam vencidas

24
Publicidade
Da redação

A Secretaria Municipal de Saúde divulgou na tarde desta sexta-feira, 2, uma nota à imprensa rebatendo um levantamento baseado no cruzamento de dados oficiais do governo federal que apontara que 13 pessoas poderiam ter recebido doses vencidas da vacina AstraZeneca contra a Covid-19 em Tatuí.

O trabalho dos pesquisadores Sabine Righetti, da Unicamp, e Estêvão Gamba, da Unifesp, foi publicado nesta sexta-feira pelo jornal Folha de S. Paulo. De acordo com o levantamento, foram aplicadas 25.935 doses fora do prazo em pelo menos 1.532 cidades do país, sendo 13 em Tatuí.

Em nota, a prefeitura negou o problema e informou ter verificado, por meio da Vigilância Epidemiológica, todos os lotes descritos pela pesquisa, garantindo que nenhuma dose foi aplicada fora do prazo de validade no município.

“O que ocorreu foram erros de digitação no sistema, no momento do lançamento das doses aplicadas,que já estão sendo corrigidos”, afirma o órgão na nota.

Os dados sobre as vacinas expiradas foram adquiridos a partir de cruzamento entre as informações do Data SUS e do Sage (Sala de Apoio à Gestão Estratégica), pelo número dos lotes do imunizante. Foram consideradas doses aplicadas até 19 de junho.

Publicidade

Até a data, foram aplicadas 25.935 doses vencidas no país. Entre os oito lotes, quatro eram do Instituto Serum, da Índia, e os outros quatro, da Organização Pan-Americana de Saúde, a Opas.

As vacinas foram distribuídas entre janeiro e março pelo governo federal, antes do vencimento. Entre as expiradas, não estão aquelas produzidas pela Fiocruz.

“Se você tomou a vacina e está com alguma dúvida sobre esse caso, entre em contato com a Vigilância Epidemiológica, pelo (15) 3259-853, tendo em mãos a carteirinha de vacinação da Covid-19”, orienta a secretaria.

Publicidade