Curva de contaminação de Covid-19 tem queda, mas mortes aumentam

64
Publicidade
Da redação

A curva de moradores contaminados pelo novo coronavírus apresentou nova redução no início desta semana em Tatuí. Entre sábado, 30 de janeiro, e esta terça-feira, 2 (data de fechamento desta edição), a Secretaria Municipal de Saúde registrou 96 novos casos da doença.

De acordo com relatórios da Vigilância Epidemiológica, a queda foi de 23,2% em comparação ao início da semana anterior, entre os dias 23 e 26 de janeiro, quando 125 casos foram notificados. Entre 16 e 19 de janeiro, a VE confirmou 163 casos positivos.

Em contrapartida, o registro de mortes pela doença subiu no mesmo período. Em percentual, o crescimento foi de 200%, com três mortes nas 96 horas recentes, contra uma notificação de vítima fatal no início da semana anterior (de 23 a 26 de janeiro).

A morte mais recente foi divulgada no boletim desta terça-feira, referente a uma mulher de 65 anos, falecida na segunda-feira, 1º, na unidade de terapia intensiva da Santa Casa de Misericórdia.

No mesmo boletim, a VE ainda confirmou a doença no exame de uma paciente de 54 anos, que falecera no dia 30 de janeiro, na emergência do Pronto-Socorro Municipal “Erasmo Peixoto”.

Publicidade

Na segunda-feira, 1º, a VE já havia informado a morte de um homem de 84 anos, que estava internado na UTI da Santa Casa. Além disso, a Saúde aguardava o resultado do exame de um óbito suspeito referente a uma mulher de 59 anos, que estava internada na UTI do hospital público e falecera na sexta-feira, 29 de janeiro.

Com os novos óbitos, a cidade somava, até esta terça-feira, 2, 122 vítimas fatais do novo coronavírus, sendo 58 mulheres (42 na faixa dos 60 anos e 16 entre 39 e 59 anos) e 64 homens (53 acima dos 60 anos e 11 entre 39 e 59 anos).

Os números representam taxa de 1,9% de letalidade – índice calculado pelo número de óbitos em comparação à quantidade total de casos confirmados de infecção pelo novo coronavírus.

A média de diagnósticos, até ontem, era de 24 infectados por dia, ou seja, uma confirmação por hora. No período, o município registrou 423 novas notificações da doença, confirmou 96 e descartou 338.

Até sexta-feira da semana passada, 29 de janeiro, o município havia registrado 27.453 notificações, sendo 56 casos suspeitos aguardando resultado dos testes, 21.087 descartados e 6.310 positivos, com 119 óbitos.

No sábado, 30 de janeiro, além da morte suspeita, a Secretaria de Saúde registrou 25 novos casos positivos (sete homens e 18 mulheres), 109 suspeitos (46 homens e 63 mulheres) e 89 descartados (38 homens e 51 mulheres).

No domingo, 31 de janeiro, o boletim epidemiológico apontou a confirmação de outros 13 casos positivos (quatro homens e nove mulheres), 82 suspeitos (43 homens e 39 mulheres) e 58 descartados (34 homens e 24 mulheres).

Na segunda-feira, 1º, além dos óbitos (confirmado e suspeito),o órgão comunicou mais oito casos positivos (três homens e cinco mulheres), 64 suspeitos (32 homens e 32 mulheres) e 53 descartados (27 homens e 26 mulheres).

Já nesta terça, além das duas mortes, o órgão registrou 50 novos casos positivos (15 homens e 35 mulheres), 168 suspeitos (73 homens e 95 homens) e 138 descartados (69 homens e 69 mulheres).

De acordo com o boletim epidemiológico mais recente, divulgado por volta das 11h30 de terça-feira, a cidade apresentava 27.876 notificações da doença, sendo 123 casos suspeitos aguardando resultado dos testes, 21.425 descartados e 6.406 positivos.

Dos confirmados, 6.212 já estavam recuperados (96,2%) e 72 ainda seguiam em tratamento: 18 em hospitais e 54 em isolamento domiciliar. Dos casos suspeitos, além do óbito, 44 estavam em tratamento: 17 em hospitais e 27 em casa.

De acordo com a VE, a ocupação de leitos clínicos de internados por Covid-19 ou suspeitos na Santa Casa era de 81% e a ocupação da unidade de terapia intensiva, por pacientes com coronavírus ou casos suspeitos, de 81%.

Estavam internados, na Santa Casa, 29 pacientes, sendo 11 na UTI (seis casos positivos e cinco suspeitos), com quadros que inspiravam cuidados, e 18 no isolamento (oito positivos e dez suspeitos), com quadros estáveis.

No hospital particular, estavam internados seis pacientes, sendo dois positivos na UTI, com quadros que inspiravam cuidados, e quatro no isolamento (dois positivos e dois suspeitos), com quadros estáveis.

Vacinação

O órgão municipal ainda informou ter vacinado, até às 9h de terça-feira, 2.589 profissionais da Saúde. Eles receberam doses dos imunizantes do Butantan e da Oxford/Astrazeca.

No mesmo dia, não houve vacinação nos postos de saúde. A campanha atendia os internos do Lar São Vicente de Paulo e da Casa de Apoio ao Irmão de Rua São José.

Nesta quarta-feira, 3, a vacinação ocorre nas ESFs “Othoniel Cerqueira Luz”, na CDHU; “Roseli de Oliveira Camargo”, Jardim Santa Rita de Cássia; “Mesquita Tibellio Mota”, Jardins de Tatuí; na UBS “Dr. Almiro dos Reis”, vila Dr. Laurindo, das 14h às 16h; e na UBS “Dr. Aniz Boneder”, centro, das 14h às 20h.

Na data, recebem a vacina contra a Covid-19 os seguintes profissionais de saúde: nutricionistas, fonoaudiólogos, terapeutas ocupacionais, psicólogos, cuidadores, enfermeiros, biomédicos e farmacêuticos.

Também entram na lista os educadores físicos e biólogos (que atuem em estabelecimentos de saúde) e os respectivos técnicos e auxiliares desses profissionais.

Além deles, os que atuam em ambulatório de medicina do trabalho (empresas que pertençam ao município), drogarias, farmácias e clínicas veterinárias.

Na quinta-feira, 4, e na sexta-feira, 5, os polos dos bairros funcionarão das 8h às 16h e a UBS do centro, das 8h às 20h, e no sábado, 6, somente na UBS central, das 8h às 12h, ainda tendo como público-alvo os profissionais de saúde listados.

Publicidade