Curva de contaminação da Covid-19 tem alta de 50% em apenas 4 dias

135
Publicidade
Da redação

Mais uma vez, a curva de contaminação pelo novo coronavírus voltou a registrar aumento no início de semana no município. No período de sábado, 13, a terça-feira, 16, a Secretaria Municipal de Saúde identificou, por meio de exames laboratoriais, 191 novos casos confirmados da doença.

Com base nos boletins diários da Vigilância Epidemiológica, esse número representa aumento de 50,39% em comparação ao início da semana anterior (entre os dias 6 e 9), quando houve 127testes positivos.

Entretanto, aconteceu queda no registro de mortes em decorrência da doença, visto que não houve nenhum óbito confirmado. No início da semana anterior, o órgão municipal havia confirmado duas mortes.

Neste período, a VE informou, na manhã de domingo, 14, uma morte com suspeita da doença em Tatuí. Trata-se de um homem de 85 anos, que estava internado na ala clínica da Santa Casa de Misericórdia. O órgão aguarda o resultado do exame do idoso.

Até esta terça-feira, o município somava 145 vítimas fatais do novo coronavírus, sendo 72 mulheres (52 na faixa dos 60 anos e 20 entre 29 e 59 anos) e 73 homens (60 acima dos 60 anos e 13 entre 29 e 59 anos).

Publicidade

Os números representam taxa de 1,88% de letalidade – índice calculado pelo número de óbitos em comparação à quantidade total de casos confirmados de infecção pelo novo coronavírus.

Com o balanço, a média de diagnósticos, entre sábado e terça-feira, era de 47,75 infectados por dia. No período, o município registrou 674 novas notificações da doença, confirmou 191 (28,34%) e descartou 450 casos suspeitos (66,76%).

Até sexta-feira, 12 (data de fechamento da edição anterior), a cidade possuía32.468 notificações da doença, sendo 106 casos suspeitos aguardando resultado dos testes, 24.861 descartados e 7.501 positivos, com 145 óbitos confirmados e um suspeito.

No sábado, 13, o órgão municipal divulgou ter notificado 46 novos casos positivos da doença (20 homens e 26 mulheres), 168 suspeitos (75 homens e 93 mulheres) e 125 descartados (44 homens e 81 mulheres).

No dia seguinte, domingo, 14, além do óbito suspeito, a pasta indicou ter confirmado 22 casos positivos de Covid-19 (12 homens e dez mulheres), 95 suspeitos (44 homens e 51 mulheres) e 37 descartados (20 homens e 17 mulheres).

Na segunda-feira, 15, o relatório epidemiológico comunicou 14 casos positivos (oito homens e seis mulheres), 92 suspeitos (48 homens e 44 mulheres) e 60 descartados (25 homens e 35 mulheres).

Já nesta terça-feira, 16, a VE registrou outros 109 casos positivos (44 homens e 65 mulheres), 319 suspeitos (162 homens e 157 mulheres) e 228 descartados (129 homens e 99 mulheres).

De acordo com o boletim mais recente, atualizado por volta das 11h, Tatuí havia somado 33.142 notificações da doença, sendo 139 casos suspeitos aguardando resultado dos testes, 25.311 descartados e 7.692 positivos.

Dos confirmados, 7.438 pacientes já estavam recuperados (96,6%), 145 morreram e 109 ainda permaneciam em tratamento: 34 em hospitais e 75 em isolamento domiciliar. Entre os casos suspeitos, havia dois óbitos e 137 seguiam em tratamento: 26 em hospitais e 113 em casa.

Vacinação em Tatuí

O órgão da Secretaria de Saúde ainda informou ter aplicado, até às 9h desta terça-feira, 16, 12.368 doses das vacinas Coronavac e da Oxford/AstraZeneca, das quais 8.792 são referentes à primeira dose e 3.576, à segunda.

A campanha de vacinação segue nesta semana na ESFs “Othoniel Cerqueira Luz”, na CDHU; “Roseli de Oliveira Camargo”, Jardim Santa Rita de Cássia; e na UBS “Dr. Almiro dos Reis”, vila Dr. Laurindo, das 8h às 14h; e na UBS “Dr. Aniz Boneder”, centro, das 8h às 18h.

A campanha, no momento, é voltada aos idosos de 75 e 76 anos (primeira dose da Coronavac), profissionais de saúde (segunda dose) e idosos acima dos 85 anos (segunda dose).

Os locais oferecem sistema “drive-trhu” para as pessoas, a partir de 75 anos, com dificuldade de locomoção.Os idosos, dessa faixa etária, acamados do SAD (Serviço de Atenção Domiciliar) e das unidades ESFs (Estratégia de Saúde da Família), podem ser vacinados nas respectivas residências.

Publicidade