A Voz do Silêncio

58
Raymundo Farias de Oliveira

A vida me ensinou

que a tristeza

se manifesta

em várias tonalidades…

às vezes

se revela na voz do silêncio

– voz soturna

carregada de pungência

que invade

a delicadeza de nosso ouvido

como dói!