Torneio de Cururu tem duplas definidas

305





AI Conservatório

Competição disputada  por duplas tem início na sexta-feira, 15,  e tem encerramento no próximo domingo

 

Foram definidas as duplas competidoras do 20o Festival de MPB – 5o Torneio Estadual de Cururu, do Conservatório de Tatuí. As disputas serão realizadas a partir da próxima sexta-feira, 15, estendendo-se nos dias 16 e 17 de novembro.

A disputa foi viabilizada por meio de patrocínio do Ministério da Cultura e Lei Rouanet.

Com coordenação de Jaime Pinheiro, o torneio acontece nas dependências do Conservatório, repetindo estrutura consagrada no ano anterior: ao ar livre e com acesso gratuito.

Participarão duplas de Tatuí, Boituva, Botucatu, Iperó, Conchas, Itapetininga, Pardinho e Guareí. De Tatuí, competem Zé Pinto e Zacarias, acompanhados pelo violeiro Josué, e Buenão e Esmeraldinho, acompanhados pelo violeiro Dorival.

A cidade de Boituva será representada por Romário do Cururu (Paulo Galera) e Cascavel, acompanhados pelo violeiro Mirandinha. De Botucatu, participam Dito Moraes e Valdir Boiadeiro (com o violeiro Josué).

A dupla Zé Antonio e Manezinho Moreira, acompanhada do violeiro Vagner, representa as cidades de Iperó e Conchas. O município de Itapetininga participará pela primeira vez, com a dupla Zé Neves e Celsinho Cururueiro, acompanhada do violeiro Bob Vieira.

Outras duas duplas também competem: João Zarias e Lino Jacinto, acompanhada do violeiro Claudinho Keller, de Pardinho; e Isac de Almeida e Eliarquim Borba, acompanhados do violeiro Geraldo, de Guareí.

As datas e ordem de apresentação das duplas serão definidas por meio de sorteio, que será transmitido ao vivo pela Rádio Notícias AM (sintonizada em 1.530 MhZ), dentro do programa “Helinho Beijo-Frio”. O sorteio será neste sábado, 10, a partir das 14h.

Na sexta-feira, 15, e sábado, 16, o torneio tem início às 16h, contando com participação de cantadores da cidade. No domingo, 17, quando haverá a grande final, começa às 14h.

Haverá participação especial do grupo “Os Tropeirinhos do Rancho”, formado por crianças da zona rural de Tatuí que preservam a dança folclórica catira. Ao final da noite, acontece premiação dos grandes vencedores.

Neste ano, o torneio terá como jurados três grandes pesquisadores e admiradores do cururu: o professor-doutor Alberto Ikeda (etnomusicólogo, estudioso das culturas populares do Brasil e professor e pesquisador da Unesp – Universidade Estadual Paulista), Carlos Cavalheiro (licenciado em história e pedagogia, bacharel em teologia e pesquisador da história e do folclore da região do médio Tietê) e Sérgio Santa Rosa (jornalista e mestre em comunicação midiática pela Unesp).

Todos os jurados têm livros publicados sobre o tema e já atuaram no julgamento do torneio em edições anteriores. A apresentação estará a cargo de Nerci “Falinha”.

Neste ano, também participam do evento o Alambique Ramos, o Santuário Paróquia Nossa Senhora da Conceição e a Associação de Turismo Rural.

O Torneio Estadual de Cururu tem por objetivo “apresentar a tradição aos que ainda não a conhecem, festejar o cururu entre os conscientes de sua importância e preencher uma lacuna no interior do Estado de São Paulo, que é a falta de eventos voltados ao gênero raiz”.

A premiação será em dinheiro para os vencedores, sendo R$ 1.000 para a dupla primeira colocada, R$ 800 para a segunda, R$ 600 para a terceira e R$ 400 para a quarta. Além disso, as finalistas recebem ajuda de custo no valor de R$ 500.

Nesta edição, os três melhores violeiros também serão premiados. “Com o objetivo de premiar a importante atuação dos violeiros que acompanham as duplas de cururueiros, instituímos premiação especial aos três melhores violeiros do torneio, independentemente da classificação e/ou colocação da dupla com o qual participou”, disse, por meio de assessoria, o diretor executivo da escola, Henrique Autran Dourado.

Os violeiros selecionados pelo júri serão classificados de primeiro a terceiro lugar e receberão, cada um, uma das três violas vencedoras do concurso de luteria de viola caipira, certame realizado em 2012.

Será conferido, ainda, troféu de destaque individual, o “Prêmio João Davi” – nome dado em homenagem a importante cururueiro. A cessão do troféu ocorrerá de acordo com determinação da comissão julgadora.

O torneio é realizado em três fases distintas, sendo duas semifinais e uma final. Nas semifinais, as oito duplas pré-selecionadas concorrem entre si e quatro são classificadas para a fase final.

Cada cururueiro terá sete minutos para desenvolver cada uma das duas carreiras, sendo permitido até, no máximo, um minuto de tolerância em cada uma.

A final acontece no domingo, 17, a partir das 14h, com tempo cronometrado de 42 minutos para cada dupla, totalizando quatro pares, sobre tema e carreira a serem sorteados.

O júri avaliará itens como abertura (baixão), interpretação, afinação, ritmo/entrosamento com o violeiro e presteza na resposta e na sequência do tema sorteado/respeito ao tempo delimitado.

“Em Tatuí, as rodas de cururu são semanais, com transmissão radiofônica. Em 2009, o Torneio Estadual de Cururu do Conservatório de Tatuí entrou em cena, para valorizar ainda mais os cantadores e violeiros”, afirma o coordenador Jaime Pinheiro.

Concurso de luteria

Além dos vencedores do Torneio Estadual do Cururu, no domingo, 17, serão conhecidos os vencedores do 5o Concurso Nacional de Luteria do Conservatório de Tatuí “Enzo Bertelli”, na modalidade violão. Foram recebidas 19 inscrições, de diferentes Estados brasileiros.

Todos os instrumentos serão avaliados por grupo de jurados especializado, formado por violonistas e luthiers reconhecidos.

A premiação será de, respectivamente, R$ 8.000, R$ 6.000 e R$ 4.000, para o primeiro, segundo e terceiro lugares.