Tatuí notifica um caso positivo de dengue em um período de 14 dias

0
Publicidade
Da redação

Conforme relatórios da Vigilância Epidemiológica, pertencente à Secretaria Municipal de Saúde, na semana entre 26 de julho e 1º de agosto, a pasta confirmou apenas um caso de dengue no município.

O caso, confirmado na terça-feira da semana passada, 27 de julho, é o primeiro com exame positivo nos últimos 14 dias. Entre 19 e 25 de julho, a pasta não confirmou nenhum caso da doença.

O número desta semana é o mesmo registrado no período de 12 a 18 de julho (um). Entre os dias 14 e 20 de junho, a VE notificara 29 exames positivos; dos dias 21 a 27 de junho, foram 14; e de 5 a 11 de julho, 4.

De acordo com a VE, no inverno, é comum a queda no número de infecções. Contudo, mesmo com a baixa temperatura, há possibilidade de contaminação pela doença. Até terça-feira, 3, a cidade contabilizava 20.512 moradores contaminados pela dengue em 2021.

Conforme o órgão, a maioria dos casos é autóctone (contraída no município). Até fevereiro, os contágios ocorriam de maneira concentrada na região do Jardim Santa Rita de Cássia. Contudo, a VE informa que os casos positivos não estão mais concentrados no bairro, com registros em toda a cidade.

Publicidade

Este é o ano com maior número de casos autóctones da doença, conforme a Vigilância Epidemiológica, abordando o período de 1992 a 2021.

O índice de casos deste ano já é 65,3 vezes maior que a totalidade de notificações ocorridas em 2020, quando se somaram 314 infectados entre janeiro e dezembro.

A prefeitura reforça o pedido de colaboração de todos os cidadãos quanto à limpeza e manutenção de terrenos e residências. Salienta, ainda, que as denúncias podem ser feitas pelos telefones (15) 3259-8428 ou 3259-8463, ou na ouvidoria virtual pelo endereço: http://tatui.sp.gov.br/ouvidoria.

Campanha

Para orientar a população sobre as medidas de combate ao mosquito Aedes aegypti, a prefeitura, por meio do Setor de Combate à Dengue, da Secretaria Municipal de Saúde, está realizando campanhas de conscientização nas ruas centrais da cidade.

No sábado, 31 de julho, uma equipe esteve na Praça da Matriz distribuindo panfletos aos pedestres e motoristas e orientando a população para manter os quintais limpos e longe dos criadouros do mosquito.

Conforme a coordenadora do Setor de Combate à Dengue, Juliana Camargo da Costa, a intenção é conscientizar os cidadãos durante o período de baixa transmissão para evitar que ocorra surto no próximo período de risco de transmissão – com início em outubro.

“O trabalho realizado aos sábados é um complemento do que já é realizado diariamente pela equipe de combate à dengue”, explicou a coordenadora, acrescentando que, na ação diária, é feita a eliminação dos criadouros e das larvas do mosquito.

Segundo a coordenadora, a campanha de conscientização neste período de baixa transmissão é “muito importante”. “Esse é o momento de eliminarmos qualquer criadouro em potencial, para que, no período de alta transmissão, a doença não prolifere”, diz Juliana.

A coordenadora ainda informou que ações de combate à doença serão unificadas na cidade. “O município continua tendo casos, por isso a atenção deve ser redobrada, para não vivermos um novo surto”, completa a coordenadora.

Publicidade