Tatuí está ‘acima da média’ nacional em segurança e educação, diz estudo

CLP aponta “forte desenvolvimento” na educação e na segurança tatuiana

631
CLP aponta “forte desenvolvimento” na educação e na segurança tatuiana
Publicidade
Da reportagem

O estudo “A Estrada para Crescer”, promovido pela agência Virtù em parceria com a organização suprapartidária CLP (Centro de Liderança Pública) e apoio do Grupo CCR, revelou que Tatuí vive “forte desenvolvimento” em áreas importantes, como segurança e educação.

O levantamento identifica os principais desafios e oportunidades do cenário social, econômico e fiscal de dez municípios paulistas e revela vocações econômicas e vulnerabilidades sociais, financeiras e fiscais com o intuito de sugerir caminhos para a retomada do crescimento.

O estudo da CLP, publicado neste mês, diagnosticou indicadores positivos em diversos setores de Tatuí e “grande potencial” para a melhora do crescimento da cidade, por meio de ações em parceria com a iniciativa privada.

Segurança

Segundo o ranking, Tatuí se destaca como um dos lugares mais seguros para se viver no país; com desempenho acima da média em todos os indicadores de segurança pública do ranking dos municípios do CLP.

Publicidade

A taxa de mortes por causas indeterminadas é de apenas 1,6 (por 100 mil habitantes), enquanto a média nacional é de 5,3. Outro diagnóstico relevante, segundo o “Atlas da Violência” (2019) do Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada), é a taxa de homicídios da cidade – de 15,5 (por 100 habitantes), bem abaixo da média nacional, de 37,6.

O estudo realizado pelo Ipea é um mapeamento das mortes violentas nos municípios brasileiros com população superior a 100 mil residentes, com base nos dados do Sistema de Informação sobre Mortalidade do Ministério da Saúde (SIM/MS).

Para o comandante da 2° Companhia da Polícia Militar de Tatuí, capitão Júlio César da Costa, os indicadores são resultado das operações conjuntas realizadas pela PM, Guarda Municipal e Polícia Civil.

Ele ressalta ter aumentado o número de operação visando à redução dos índices de criminalidade e elenca a “Cavalo de Aço”, que “tem auxiliado a PM a mitigar os crimes de roubos e furto (em geral e de veículos).

“A ação é realizada com frequência e consiste na abordagem de indivíduos em atitudes consideradas suspeitas. Essa operação está ajudando bastante a reduzir os números criminais e, consequentemente, a aumentar a segurança”, afirmou o comandante.

Além disso, o capitão conta estar trabalhando com um mapeamento das áreas com maiores índices de ocorrências, em conjunto com sistema inteligente visando ao direcionamento das forças de segurança em locais específicos no município.

“Nós identificamos as áreas onde os crimes estão ocorrendo com maior frequência e planejamos as ações conforme a necessidade de cada região. Isso também está nos ajudando a manter a segurança na cidade”, ressaltou Costa.

Quanto à redução dos homicídios, o capitão destaca ter realizado diversas ações em bares, inclusive em parceria com fiscais da Vigilância Sanitária. Além das operações Saturação, “que também ajudam a evitar a criminalidade”.

Educação

Tatuí também apresenta resultados animadores em outras áreas sociais. De acordo com o ranking do CLP, 72% das matrículas na educação infantil estão em escolas de tempo integral, muito acima da média nacional, de 28%. Neste indicador, a cidade ocupa a sexta posição entre os municípios paulistas e a 14ª no Brasil.

De acordo com o vice-prefeito e secretário de Educação, Miguel Lopes Cardoso Júnior, o resultado é “fruto de um trabalho realizado com muito carinho, seriedade e planejamento, buscando o melhor para a rede de ensino”.

Cardoso destaca que somente no ano passado ocorreram diversas inaugurações no departamento, aumentando vagas em escolas e creches, além da abertura do novo Complexo Educacional “Professor Acassil José de Oliveira Camargo”, que abriga a ampliação do Projeto Ayrton Senna da Silva.

Outros avanços elencados pelo secretário foram a entrega dos kits escolares e dos uniformes para os alunos da rede municipal, além das mudanças realizadas pela Secretaria de Educação, no período de pandemia, para manter as atividades da rede de ensino.

Cardoso ainda enfatiza que os professores e coordenadores receberam cursos de formação por videoconferências e que, para não atrasar o desenvolvimento dos alunos, as aulas foram postadas pelos professores em uma plataforma virtual da Educação.

“Enfrentamos desafios, mas muita coisa positiva aconteceu. Tudo isso é resultado do empenho da nossa equipe gestora e de todos os professores, coordenadores, diretos e funcionários que buscam o melhor para a rede de ensino”, acrescenta o secretário.

Outros setores

No saneamento básico, 93,25% das residências estão ligadas à rede de esgoto e 77% dos dejetos são tratados, superando a média brasileira de 46,5%. No quesito conexão rápida de internet, verificou-se que 71% dos acessos de banda larga são realizados via fibra ótica, acima da média, de 37%.

Segundo a pesquisa, a realização de novos investimentos em infraestrutura é uma das formas de gerar mais desenvolvimento socioeconômico, contribuindo para a superação de obstáculos que dificultam o progresso da cidade.

Conforme o estudo, o desenvolvimento de Tatuí sempre esteve ligado aos avanços na infraestrutura da cidade, que facilitaram o “vai e vem” na região. Atualmente, a região cresce ao redor de quatro rodovias: Castello Branco, Prefeito Antônio Romano Schincariol, Senador Laurindo Dias Minhoto e Gladys Bernardes Minhoto.

O estudo acentua que a localização estratégica de Tatuí tem despertado a atenção de companhias nacionais e internacionais, citando marcas como BRF, multinacional brasileira no ramo alimentar, e a americana Bunge, do setor do agronegócio, instaladas no município.

“Assim como elas, outras empresas se instalaram na cidade, contribuindo para o crescimento na oferta de oportunidades de trabalho, com salários mais competitivos”, conforme o estudo. A renda média dos tatuianos é de 2,6 salários-mínimos.

Outra empresa citada é a CCR SPVias, instalada em Tatuí no ano 2000. Segundo o estudo, a concessionária vem investindo na revitalização das vias, construindo passarelas e pontos de ônibus, com projetos para melhorias do refúgio no canteiro central e remodelação do dispositivo de acesso (trevo) no quilômetro 110 da SP-127.

“Esses avanços podem ampliar a acessibilidade para 370 mil moradores da região, aumentando a segurança no tráfego e gerando impactos positivos para a economia de Tatuí”, destaca o grupo CCR.

De acordo com observadores do estudo, além dos investimentos para melhorar a infraestrutura urbana, há espaço para que a iniciativa privada continue a tocar projetos que podem contribuir com o cenário dos serviços de saúde da cidade.

Além de destacar os aspectos positivos, a pesquisa pontua a situação fiscal como “um desafio que precisa ser enfrentado pelos tatuianos”. Segundo o ranking, mesmo com um endividamento controlado, os compromissos financeiros da cidade correspondem a 316% da receita.

Isso faz com que Tatuí seja classificada com a nota C no índice Capag (Capacidade de Pagamento), do Tesouro Nacional, que mede a capacidade dos municípios de pagarem seus empréstimos.

Outra preocupação diz respeito à área da Saúde. A pesquisa revelou que apenas 48% da população têm acesso ao atendimento básico, enquanto a média nacional do ranking é de 71,4%.

No site do estudo “A Estrada para Crescer”, também é possível acompanhar qual a porcentagem da população da cidade já está vacinada contra a Covid-19, com atualização diária. Assim como a estimativa de quando a campanha deve se encerrar no município.

Pode-se acompanhar a série “A Estrada para Crescer” no site do estudo, pelo https://estradaparacrescer.grupoccr.com.br/.

Publicidade