Tatuí é classificada para abrir polo de Univesp com 4 cursos

2526
Vereadores do PV reuniram-se com secretário estadual para o pleito (foto: AI Prefeitura)
Publicidade

Engenharia de produção, engenharia da computação, pedagogia e matemática. Esses são os quatro cursos que podem ser oferecidos em Tatuí pela Univesp (Universidade Virtual do Estado de São Paulo). A cidade foi classificada para receber um polo da entidade, após período de inscrição no chamamento público.

Ao todo, 200 vagas devem ser abertas para a modalidade EAD (ensino à distância). Cada um dos cursos terá 50 vagas, com início previsto para fevereiro de 2018.

Tatuí recebeu a notícia da classificação no dia 25 de outubro. Da região, participaram do processo: Cerquilho, Conchas, Laranjal Paulista e Tietê. A indicação junto à Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação foi feita pelo deputado estadual Chico Sardelli (PV).

A prefeita Maria José Vieira de Camargo recebeu a notícia no paço municipal, onde conversou com os vereadores João Éder Alves Miguel, Jairo Martins e Daniel Rezende (ambos do PV). Os políticos atuaram no cadastramento de Tatuí.

O trabalho incluiu participação do ex-prefeito Luiz Gonzaga Vieira de Camargo, que é secretário municipal do Governo. Em julho deste ano, em visita a Sorocaba, ele teve encontro com Márcio França (vice-governador e secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia). Na ocasião, França disse que havia a oportunidade de Tatuí sediar um polo.

Publicidade

A Univesp é uma universidade pública exclusivamente voltada para a educação à distância. Pelo porte da cidade, podem ser autorizados até quatro cursos.

Eles são oferecidos pelo governo do Estado de São Paulo, por intermédio da USP (Universidade de São Paulo), Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), Unesp (Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”), Ceeteps (Centro Estadual de Educação Tecnológica “Paula Souza”) e da Fundação Padre Anchieta.

A cidade receberá, nos próximos dias, orientações para instalação da universidade virtual. Ela deve indicar ao governo o local de funcionamento e os cursos a serem implantados.

O cronograma prevê, ainda, uma vistoria técnica no local em dezembro, para confirmar se a estrutura está compatível com as exigências do MEC (Ministério da Educação). O vestibular para seleção dos alunos acontecerá em janeiro, para início das aulas em fevereiro.

Para o projeto, a Prefeitura recebe apoio da Fatec (Faculdade de Tecnologia) “Professor Wilson Roberto Ribeiro de Camargo”. De acordo com a assessoria de comunicação do Executivo, o diretor da faculdade, Mauro Tomazela, já se posicionou como parceiro.

“Foi uma grande conquista. Uma soma de esforços importantes para Tatuí avançar no ensino superior. Estamos oferecendo novas oportunidades aos nossos jovens”, destacou Maria José.

Em nota, o deputado afirmou que o papel dele como parlamentar é “diminuir a distância entre o governo e as cidades”. Sardelli agradeceu a confiança do secretário estadual e do governador do Estado, Geraldo Alckmin. Ele declarou, ainda, que “o empenho dos prefeitos tem sido muito importante”.

Publicidade