Tatuí confirma mais de 800 exames positivos de Covid em uma semana

Número representa novo ‘pico de infecções’ da doença; mortes têm alta

247
Publicidade
Da redação

Tatuí registrou pela segunda semana seguida um novo pico de contaminações pela Covid-19. O balanço semanal da doença no município está apresentando crescimento de casos confirmados há quatro semanas consecutivas.

No atual período, correspondente a sábado, 22, e esta sexta-feira, 21, conforme boletim diários da Vigilância Epidemiológica, pertencente à Secretaria Municipal de Saúde, foram contabilizados 803 exames positivos da doença.

Em comparação às duas semanas anteriores, de 15 a 21 e de 8 a 14 deste mês, os crescimentos são de 4,56% e 49,81%, respectivamente. Na semana anterior, o órgão municipal havia notificado 768 novos testes positivos (até então, o pico de contaminações), enquanto, na semana retrasada, as confirmações somaram 536 casos.

A média de diagnósticos da doença, entre sábado e esta sexta-feira, foi de 114,71 infectados por dia, equivalentes a 4,78 por hora. Durante o período, o município recebeu 2.511 novas notificações da doença, confirmou 803 e descartou 1.710.

De forma paralela, o número de mortes em decorrência da doença, nesta semana, demonstrou alta de 14,28% se comparado à semana anterior. No atual período, o órgão municipal informou 16 mortes, duas vítimas fatais a mais que no período anterior.

Publicidade

Já em comparação à semana com o maior número de falecimentos desde o início da pandemia, em março de 2020, entre os dias 3 e 9 de abril, quando houve 34 mortes, a redução é de 52,94%.

Até terça-feira, 25 (data de fechamento da edição anterior), a cidade possuía 313 mortes causadas pelo novo coronavírus, com a doença ainda matando mais homens que mulheres.

Ao todo, 139 mulheres (103 na faixa dos 60 anos e 36 entre 29 e 59 anos) e 174 homens (123 acima dos 60 anos e 51 entre 29 e 59 anos) haviam falecido.

A VE informou, na quarta-feira, 26, cinco mortes pela doença, sendo que uma delas já estava registrada como óbito suspeito. Trata-se de um homem de 70 anos, que estava internado na unidade de terapia intensiva do hospital público, e faleceu na segunda-feira, 24, antes de o órgão receber o resultado do exame dele.

Três dos óbitos informados ocorreram na terça-feira, 25: uma mulher de 45 anos, que estava internada na UTI da Santa Casa; uma mulher de 48 anos, que chegou a ser atendida na emergência da UPA; e um idoso de 84 anos, durante internação na Clínica Covid do hospital público.

Um paciente de 84 anos também morreu na Clínica Covid do hospital público, porém, na madrugada do dia seguinte.

O relatório de quinta-feira, 27, registrou mais quatro falecimentos, todos ocorridos no dia anterior: dois homens, de 57 e 66 anos, faleceram na UTI do hospital público; um idoso de 85 anos morreu no hospital particular; e uma mulher de 59 anos, durante internação na Clínica Covid da Santa Casa.

O óbito mais recente em decorrência do novo coronavírus foi notificado nesta sexta-feira, 28, de uma idosa de 89 ano, durante internação na Clínica Covid da Santa Casa, no dia anterior.

Com os novos falecimentos ocorridos nos três dias mais recentes, Tatuí atingiu, até esta sexta-feira, 323 vítimas fatais da Covid-19, sendo 143 mulheres (105 na faixa dos 60 anos e 38 entre 29 e 59 anos) e 180 homens (128 acima dos 60 anos e 52 entre 29 e 59 anos).

Os números representam taxa de 2,43% de letalidade – índice calculado pelo número de óbitos em comparação à quantidade total de casos confirmados de infecção.

A cidade havia registrado, até terça-feira, 25, 49.206 notificações da doença, sendo 15 casos suspeitos ainda aguardando resultado de exames, 36.332 descartados e 12.859 positivos.

Além dos óbitos, na quarta-feira, 26, foram confirmados 143 novos casos positivos, além de 440 suspeitas e 302 descartes. No dia seguinte, 114 testes positivos, 368 suspeitos e 245 descartados foram registrados. E nesta sexta-feira, a VE informou mais 180 casos confirmados, além de 516 suspeitos e 344 descartados.

De acordo com o boletim epidemiológico mais recente, atualizado na manhã de sexta-feira, o município já havia contabilizado 50.530 notificações da doença, sendo 11 casos suspeitos aguardando resultado dos testes, 37.223 descartados e 13.296 positivos.

Dos confirmados, 12.457 pacientes já estavam recuperados e 517 ainda permaneciam em tratamento: 80 em hospitais e 437 em isolamento domiciliar. Dos 11 casos suspeitos, seguiam em tratamento um em hospitais e dez em casa.

Como agravante, a ocupação dos leitos da unidade de terapia intensiva, destinados ao tratamento de pacientes com Covid-19 ou suspeita da doença, mantinha-se com lotação acima de 100% desde o dia 3 de março – ou seja, por 87 dias consecutivos.

Conforme a pasta da Saúde, a situação era a mesma na ala clínica reservada aos pacientes com Covid-19. No espaço, os leitos estavam com lotação máxima desde 6 de maio – por 23 dias seguidos.

O órgão afirma que a Santa Casa tem capacidade para dez leitos de UTI, no entanto, devido à ampliação de atendimento, estavam internados 16 pacientes com Covid-19 na unidade (taxa de ocupação de 160%).

A VE ainda informa que os leitos clínicos para tratamento de Covid-19 no hospital público comportam 22 pacientes. Porém, em virtude da ampliação de leitos, estavam internados 35 pacientes, culminando em taxa de ocupação de 160%.

No hospital particular, estavam internados 30 pacientes, sendo oito na UTI, com quadros que inspiravam cuidados, e 22 no isolamento, com quadros estáveis.

Publicidade