Tatuí começa a vacinar idosos acima dos 69 anos nesta quinta-feira

348
Para atender à demanda, o município recebeu 3.460 doses da Coronavac
Publicidade
Da redação

A Secretaria Municipal de Saúde anunciou na tarde desta quarta-feira, 24, a antecipação do início da imunização de idosos acima dos 69 anos contra a Covid-19. A vacinação do grupo começa já nesta quinta-feira, 19.

De acordo com a Vigilância Epidemiológica, a abrangência da população local nessa faixa etária será possível devido à chegada de um novo lote de vacinas, recebido na manhã de hoje pelo órgão municipal.

Para atender à demanda, o município recebeu 3.460 doses da Coronavac, produzida em parceria entre o Instituto Butantan e a farmacêutica chinesa Sinovac Life Science, do grupo Sinovac Biotech.

Do total, 1.170 vacinas serão destinadas à aplicação da segunda dose do público 77 a 79 anos, 1.480, para a primeira dose no público de 70 a 71 anos e outras 810 para dar início à imunização dos idosos acima de 69 anos.

Mais uma vez, as ampolas foram retiradas em Sorocaba, na sede do Grupo de Vigilância Epidemiológica, e trazidas até o município por um funcionário da VE tatuiana, sendo entregues por volta das 11h30.

Publicidade

Este foi o 11º lote de vacinas contra a Covid-19 recebido pela cidade. Com esta remessa, somam-se nove lotes da Coronavac e dois da AstraZeneca, produzida junto à Universidade de Oxford e que, no Brasil, é distribuída pela Fundação Osvaldo Cruz (Fiocruz).

A partir desta quinta-feira, as vacinas serão aplicadas na UBS “Dr. Almiro dos Reis”, na vila Doutor Laurindo, na ESF “Othoniel Cerqueira Luz”, na CDHU, e na ESF “Roseli de Oliveira Camargo”, no Jardim Santa Rita de Cássia, das 8h às 16h, e na UBS central, das 8h às 18h.

Profissionais de saúde e idosos acima de 77 anos que já receberam a primeira dose do imunizante também devem procurar as unidades para completar a cobertura vacinal com a segunda dose.

Os idosos acamados, a partir dessa faixa etária, cadastrados no Sad (Serviço de Atenção Domiciliar) e nas unidades identificadas como ESF (Estratégia de Saúde da Família), são vacinados nas respectivas residências.

A prefeitura orienta que pacientes que estiverem apresentando qualquer tipo de doença aguda febril, moderada ou grave, devem adiar o recebimento da vacina contra a Covid-419 até a resolução do quadro clínico.

Para o paciente já diagnosticado com Covid-19, a recomendação é adiar o recebimento do imunizante por pelo menos quatro semanas, para se evitar confusão com outros diagnósticos diferenciais.

“Como a piora clínica pode ocorrer até duas semanas após a infecção, idealmente a vacinação deve ser adiada até a recuperação clínica total e pelo menos quatro semanas após o início dos sintomas”, orienta a secretária da Saúde.

Publicidade