Tatuador de Tatuí­ vira recordista com 99% do corpo ‘preenchido’

709
Publicidade





RankBrasil

Fernando Franco de Oliveira quer aumentar número de implantes

 

Fernando Franco de Oliveira, de 37 anos, é eleito novo recordista, conforme a empresa RankBrasil. O tatuador de Tatuí tem 99% do corpo “preenchido” por tatuagens, sendo considerado pelo “ranking” como o mais tatuado do país. Além das imagens na pele, ele possui bifurcação da língua, 5 alargadores, 6 piercings e 16 implantes.

A primeira tatuagem feita pelo recordista foi um tribal na perna esquerda em 2004. O desenho acabou coberto por outros, tempo depois. Na época, Oliveira trabalhava como soldador em uma fábrica e, após sofrer um acidente, se aposentou.

Publicidade

Com o tempo, ele “tomou gosto” pela arte na pele e tornou-se tatuador em Tatuí, cidade onde nasceu e vive. “Sempre gostei da etnia tribal e indígena. Não queria deixar morrer essa cultura. Quando comecei com as tatuagens, decidi que seria o mais tatuado do Brasil”, declarou ele para a empresa que registra recordes.

Ao longo de dez anos, Oliveira passou milhares de horas na maca. Tantas que ele afirmou ser impossível calcular quanto tempo levou fazendo as figuras. O recordista possui tatuagens em, praticamente, todo o corpo. Elas estão nas solas dos pés e até na região genital – todas, feitas pelo próprio tatuador.

Em nota, Oliveira disse que fugir do padrão imposto pela sociedade também foi motivação. “No Brasil, ainda existe muito preconceito, mas na Europa, por exemplo, é mais respeitado como arte. Nunca fumei e nem usei drogas. Bebia, mas parei há seis anos. As pessoas veem a gente pela casca, mas não pelo pensamento”.

Apesar de afirmar que há discriminação, o recordista explicou que não leva em conta a opinião alheia. Oliveira declarou que, para realizar a façanha, é preciso ter coragem. Além de “enfrentar a sociedade”, ele disse quem se dispuser a ter o corpo preenchido com mais desenhos que o usual precisa suportar a dor e desembolsar quantia considerável. Oliveira disse que gastou mais de R$ 80 mil.

O tatuador afirmou que a conquista do recorde nacional é “uma alegria enorme”. Antecipou que, como não tem espaço para novas tatuagens, quer fazer “outros implantes”. O objetivo é se diferenciar e levar a modificação corporal ao extremo.


Publicidade