Saúde registra novo óbito suspeito por coronavírus

Mulher de 79 estava internada na UTI da Santa Casa

521
Publicidade
Da redação

A Secretaria Municipal de Saúde, por meio da Vigilância Epidemiológica, comunicou, na manhã desta quarta-feira, 17, o registro de mais um óbito suspeito por Covid-19.  Nas últimas 24 horas, o órgão afirmou ter notificado seis casos positivos da doença e 33 novas suspeitas.

De acordo com a VE, a morte com suspeita de coronavírus é de uma mulher de 79 anos. A paciente estava internada na unidade de terapia intensiva da Santa Casa de Misericórdia e foi sepultada no Cemitério Cristo Rei.

Conforme o boletim, os seis novos casos positivos são de três homens e três mulheres. Os pacientes são considerados com quadros estáveis e estão em tratamento domiciliar. Já os casos suspeitos envolvem 11 homens e 22 mulheres, também com quadros estáveis e isolamento domiciliar.

O relatório ainda informa que a ocupação de leitos clínicos de internados por Covid-19 ou suspeitos na Santa Casa de Misericórdia é de 31%; sendo que a ocupação em UTI, por pacientes com Covid-19 ou casos suspeitos, é de 80%.

Estão internados, na Santa Casa, 15 pacientes: oito na UTI, com quadros que inspiram cuidados (sete positivos e um suspeito), e sete no isolamento, com quadros estáveis (quatro positivos e três suspeitos).

Publicidade

No hospital particular, estão internados cinco pacientes: três na UTI, todos positivos para Covid-19, com quadros inspirando cuidados, e dois no isolamento, com quadros estáveis, sendo um confirmado com a doença e o outro, aguardando resultado dos testes.

Até a divulgação do boletim epidemiológico, atualizado por volta das 11h30, Tatuí somava 1.141 notificações pela doença, sendo 21 casos suspeitos aguardando resultados dos testes (inclui um óbito), 821 descartados e 299 positivos.

Dos casos confirmados, 250 pacientes são considerados recuperados, 16 morreram e 33 ainda estão em tratamento, sendo 15 em hospitais e 18 em isolamento domiciliar. Dos casos suspeitos, além do óbito suspeito, 20 estão em tratamento: cinco em hospitais e 15 em tratamento domiciliar.

Publicidade