São Vicente de Paulo faz os ajustes finais para Festa da Caridade 2018

1856
Ivan Rezende antecipa novidade nos preparativos para a Festa da Caridade (foto: Gabriel Guerra)
Publicidade

Promovida pelo Lar São Vicente de Paulo, a Festa da Caridade completa 89 edições em 2018. Programada para ser realizada no dia 31 de maio, feriado de Corpus Christi, na sede da entidade, a festa é aguardada por toda a cidade e tem expectativa de público de pelo menos 30 mil pessoas.

A grande novidade, para este ano, será que toda a estrutura da festa será aproveitada para a realização de outro evento, o primeiro “Arraiá do Lar São Vicente”, a ser realizado no sábado, 2 de junho, às 16h, com “missa sertaneja”, apresentação de shows musicais, dança e quadrilha. Para esse evento, será cobrada entrada de R$ 2.

Desde janeiro, a direção do Lar São Vicente reúne-se para preparar a organização da Festa da Caridade. No momento, 40 coletivos diferentes se mobilizam para o evento.

Grupos religiosos, de amigos, clubes de serviço, empresas, comércios e a Prefeitura se unem para receber as pessoas e arrecadar recursos para o atendimento aos assistidos.

“Recentemente, reunimos todos os grupos das barracas, buscando melhorar a organização e a necessidade de cada grupo. Discutimos o que cada um vai trazer de doação e o que será necessário para o funcionamento das barracas. Tudo para melhorar a logística e atender a essa estrutura, que é muito grande”, conta o presidente do Lar São Vicente de Paulo, Ivan Rezende Ferreira.

Publicidade

As barracas servirão lanche de pernil e linguiça, produtos do milho-verde, churrasco, bolinho de frango e de bacalhau, hambúrguer, pastel, pizza, bolos, doces, bebidas e café “gourmet”. Durante o período da festa, as escolas da cidade realizam visitas e levam doações de alimentos.

Iniciada pelo romeiro Nicolau Eleutério, que movimentava a zona rural da cidade e recebia romarias, levando alimentosr aos assistidos do Lar, a Festa da Caridade ganhou mais importância e acabou ocupando os 55 mil metros quadrados do local.

“É um dia muito especial para os nossos assistidos, muito esperado por eles. A preparação da festa já traz outro ambiente para a rotina deles, e, no dia, nós recebemos uma multidão de visitantes”, acentuou Ferreira.

A celebração conta com programação religiosa e festiva. As atividades começam já no dia 30, às 18h, quando acontece uma missa, com a celebração do Padre Élcio.

Lar São Vicente de Paulo (foto: Gabriel Guerra)

No dia 31, as atividades se iniciarão às 8h, com missa celebrada pelo padre Praxedes, destinada a assistidos e funcionários.  Na Praça da Matriz, às 9h, haverá missa ao ar livre e, em seguida, procissão do Santíssimo Sacramento em direção ao Lar São Vicente.

Praça de alimentação, parque infantil, quermesse, shows, bazar e brechó estarão à disposição do público, das 8h às 19h. A partir da 13h, será realizado leilão de animais e prendas, que estarão em exposição no recinto do Lar.

“É uma infinidade de atividades e que, a cada ano, vem se aprimorando um pouco mais, sempre tentando dar uma melhor acolhida para a população e aos visitantes, para que tenham uma boa acomodação”, garantiu o presidente da entidade.

Segundo Ferreira, a festa tem significado muito grande para a instituição. A mobilização, solidariedade e o contato das pessoas com os assistidos fazem a diferença. O recurso financeiro gerado na festa é uma das principais fontes de renda, auxiliando diretamente na assistência aos idosos.

“A festa é uma das fontes de renda para a manutenção do Lar e dos assistidos. Ela ajuda a cobrir o nosso déficit mensal, que gira em torno de R$ 25 mil. É importantíssima, pois ajuda a sustentar a instituição quase que o ano inteiro”, esclareceu Ferreira.

O bazar permanente, rodadas de pizza e as doações espontâneas garantem o atendimento aos 80 internos e aos beneficiários do projeto “Bem-Estar no Lar”, realizado no Centro de Convivência do Idoso.

O projeto realiza atividades para os internos da instituição e outros 40 idosos, que participam da horta ocupacional, artesanato, comunicação social, inclusão digital, dança e atividades físicas.

“O Bem-Estar no Lar utiliza um recurso específico, que é a verba do Fundo Municipal do Idoso. O dinheiro vem de doação do Imposto de Renda, de pessoas físicas e jurídicas, que é destinado para esse programa”, completou.

O presidente explica que, por fazer parte do calendário turístico da cidade, a festa atrai pessoas de diversas cidades, como Capela do Alto, Cesário Lange, Guareí, Iperó, Pereiras, Porangaba, Quadra e Torre de Pedra.

Ferreira finalizou dizendo que o Lar está aberto para receber as doações. “Todos os produtos são bem-vindos, ajudarão na realização da festa e nas atividades desenvolvidas pela instituição”, ressaltou.

A festa acontece na rua Professor Francisco Pereira de Almeida, 451. Mais informações pelos telefones (15) 3251-4286 ou 3251-4920.

Publicidade