Reunião da Câmara é suspensa por morte de pai de vereador

10
Foto: Arquivo O Progresso
Publicidade
Da redação

Pela terceira vez em pouco mais de dois meses, uma sessão ordinária a ser realizada no plenário da Câmara Municipal acabou suspensa em decorrência do falecimento do pai de um parlamentar.

A reunião que aconteceria na noite de segunda-feira, 28, acabou não sendo promovida após a morte de Mário Luiz de Abreu, pai do presidente do Legislativo, Antonio Marcos de Abreu (PSDB).

Desta forma, todas as matérias, incluindo 16 indicações, 77 requerimentos e 23 moções, protocoladas para a 22ª sessão ordinária, serão apreciadas na reunião seguinte, segunda-feira, 5 de julho.

Anteriormente, os vereadores foram dispensados da 18ª sessão ordinária, que seria realizada em 31 de maio, devido aos falecimentos de Gérson Mendes e Ângelo Cortez, pais de Gabriela Xavier Mendes Coito (Podemos) e Renan Cortez (MDB), respectivamente.

Os 17 vereadores já haviam sido liberados da 12ª sessão ordinária do mandato, agendada para 19 de abril, após o falecimento de Hélio dos Santos, pai do parlamentar Cláudio dos Santos (PSL), horas antes.

Publicidade

No mês anterior, um dia antes da sessão do dia 8 de março, Lauro Segundo Gibin, pai da vereadora Micheli Cristina Tosta Gibin Vaz (PP), havia sido sepultado na cidade de Gaúcha (PR).

Publicidade