Prefeitura, Lions Clube e empresa lançam programa de coleta em Tatuí

Destinação correta envolve resíduos eletroeletrônicos, pilhas e baterias

Reunião técnica de lançamento do programa (Foto: AI Prefeitura)
Da redação

Atualmente, estima-se que o lixo eletrônico é o tipo de resíduo que mais cresce no mundo e que, no ano de 2030, sejam descartadas 74 milhões de toneladas, além de que o volume gerado deve dobrar até 2050.

Isso é o que aponta o relatório “Future E-Waste Scenarios”, da Universidade das Nações Unidas, publicado em conjunto com a ONU (Organização das Nações Unidas) Meio Ambiente.

De acordo com o estudo, somente no ano de 2019, o volume de lixo eletrônico bateu marca histórica de 53,6 milhões de toneladas, representando 7.300 quilos de lixo por pessoa no planeta.

Informando ter o objetivo de melhorar esta logística do descarte de lixo eletrônico no município, a prefeitura municipal – por meio das Secretarias de Agricultura, Meio Ambiente e Bem-Estar Animal e de Serviços Públicos e Zeladoria -, em parceria com o Lions Clube e a empresa Recitek realizaram, anunciaram o início de um programa de coleta em Tatuí.

O evento que definiu a iniciativa aconteceu na sexta-feira da semana passada, 10, no paço municipal, em reunião técnica de lançamento do Programa Municipal de Coleta e Destinação Final de Resíduos Eletroeletrônicos, Pilhas e Baterias.

O programa visa promover a coleta e o descarte adequados do lixo eletrônico junto à população, tendo em vista, também, o atendimento à legislação ambiental vigente, especialmente quanto à Política Nacional de Resíduos Sólidos, instituída pela lei federal 12.305, e pela lei municipal 4.392.

Para tanto, serão implantados, inicialmente, oito pontos de coleta de pilhas e baterias em diversos locais de Tatuí, entre os quais: os cinco ecopontos municipais já existentes, que passarão a receber os resíduos (lista completa, com dias, horários e locais de funcionamento em www2.tatui.sp.gov.br/servicos/ecopontos/); e três pontos em prédios públicos de fácil acesso para a população.

A prefeitura lembra que já existem alguns pontos de coleta em comércios locais. Quanto aos pontos de coleta de resíduos eletroeletrônicos, por se tratar de maior volume, serão implantados oficialmente três pontos de coleta, que passarão a receber esses resíduos.

Um ponto já definido será a sede do Departamento de Meio Ambiente, localizada na praça Aldo Zani, 30, vila Brasil, com atendimento de segunda-feira a sexta-feira, das 8h às 16h. Os outros dois pontos de coleta serão definidos e divulgados em breve, segundo a prefeitura.

Nesses locais, poderão ser depositados materiais como computadores, periféricos, televisores, câmeras fotográficas, impressoras, pilhas, baterias, telefones e eletrodomésticos em geral.

“Vale mencionar que todos esses itens contêm substâncias que podem contaminar seriamente o meio ambiente, representando riscos consideráveis não somente à natureza, como também à saúde humana e, infelizmente, quase a totalidade dessas peças e equipamentos ainda é destinada no lixo comum”, conforme divulgado pela assessoria de comunicação do Executivo.

Os responsáveis pelo programa também informam que ainda estão sendo definidas novas parcerias com secretarias municipais, instituições de ensino e outros interessados, no intuito de promover campanhas de coleta e destinação adequada de resíduos eletroeletrônicos.

A reunião técnica de lançamento do Programa Municipal de Coleta e Destinação Final de Resíduos Eletroeletrônicos, Pilhas e Baterias contou com a participação do secretário da Agricultura, Meio Ambiente e Bem-Estar Animal, Danilo Floriano; da secretária de Serviços Públicos e Zeladoria, Fabiana Grecchi; do governador eleito do Distrito LC-2 de Lions Clube para 2024/2025, Christian Pereira de Camargo; de Alexandre Viana, responsável pela Recitek; além de servidores públicos da equipe técnica do Departamento de Meio Ambiente e de membros do Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente (COMDEMA).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui