Notas policiais

  • Polícia flagra suspeito fugindo após roubar estabelecimento

Um homem de 35 anos acabou preso, na noite de segunda-feira, 9, na área central, por volta das 22h, suspeito de furtar um estabelecimento comercial. Durante a ação, a Polícia Militar recuperou o dinheiro que o acusado acabara de subtrair.

De acordo com a corporação, uma equipe fazia patrulhamento pela avenida Cônego João Clímaco, a Avenida das Mangueiras, quando os agentes observaram o indivíduo correndo. Ao se aproximarem para abordá-lo, o homem se entregou, dizendo “perdi, perdi”.

Ao ser questionado, segundo a PM, o sujeito confessou que havia acabado de roubar R$ 151 de um estabelecimento. Durante busca pessoal, os policiais encontraram o dinheiro e um celular. Ele relatou que havia escondido o aparelho embaixo da blusa para simular, à funcionária da loja, que estava armado.

Conforme o boletim de ocorrência, os agentes entraram em contato com um representante do estabelecimento comercial, o qual reconheceu o suspeito, confirmou o ocorrido e recebeu o dinheiro de volta.

Ainda de acordo com o boletim, o acusado, identificado como Gicélio Aguiar Caires, recebeu voz de prisão e foi encaminhado ao Pronto-Socorro Municipal “Erasmo Peixoto”. Na sequência, foi apresentado na Central de Flagrantes, onde permaneceu à disposição da Justiça.


  • Vítima tem segundo animal furtado em menos de 6 meses

Um bezerro, pertencente a um homem de 41 anos, foi furtado de uma propriedade rural localizada no bairro Caaguaçu. O crime aconteceu no dia 1º, mas a vítima só compareceu à Delegacia Central para informá-lo nesta semana.

Segundo relatado, na manhã do primeiro dia do mês, o proprietário esteve na área urbana do município para resolver assuntos pessoais. Por conta disso, permaneceu ausente da propriedade por cerca de duas horas.

Ao retornar para o sítio, conforme relatado, por volta das 12h, o homem observou algumas pegadas, aparentando que a criação dele teria passado pelo local e, adiante, rastros de pneus. Na sequência, constatou a falta de um bezerro, avaliado em R$ 1.500.

A vítima disse à PC que foi o segundo animal dele furtado em menos de seis meses. Ele informou que, em 15 de dezembro de 2021, uma vaca leiteira, estimada em R$ 5.000, fora subtraída do sítio dele.


  • Polícia prende acusados de coagir idosa a sacar dinheiro

Dois homens, de 28 e 34 anos, foram detidos pela Polícia Militar, na manhã de terça-feira, 10, por volta das 11h10, na região central, acusados de estelionato. Os criminosos teriam obrigado uma idosa de 78 anos a sacar R$ 5.500 da conta dela, além de uma tentativa de retirar mais de R$ 12 mil.

Conforme a PM, uma guarnição foi acionada, via rádio, para atender a uma ocorrência em uma agência bancária, localizada na rua 15 de Novembro. No local, o genro da idosa relatou que estava sendo vítima de estelionato.

O genro, segundo a PM, informou que, no dia anterior, os golpistas haviam sacado R$ 5.500, enquanto, naquela data, haviam tentado sacar mais R$ 12,5 mil.

Contudo, funcionários da agência teriam contatado o genro sobre a nova tentativa de saque, informando que a sogra estava acompanhada de um homem que se identificara como um familiar dela.

De acordo com a corporação, o sujeito que acompanhava a vítima fugiu antes da chegada dos agentes. A idosa informou que outros dois homens estavam na residência dela, esperando-a e ao comparsa deles retornarem do banco.

“De imediato”, segundo o boletim de ocorrência, a dupla saiu correndo da casa antes da chegada da equipe policial. Porém, em patrulhamento pelas proximidades, os policiais abordaram dois sujeitos. Com eles, os agentes encontraram um celular, R$ 124 e seis cartões bancários.

Conforme o boletim, os suspeitos deram versões controversas para explicar o que faziam na casa da vítima. Em relação ao terceiro acusado, que acompanhava a idosa na agência, eles não informaram o nome dele. A vítima confirmou que o trio havia realizado o saque de R$ 5.500 no dia anterior.

Ainda segundo o BO, os acusados, identificados como Diogo Alves de Sousa (34) e Marcos Iago da Silva Segobe (21), receberam voz de prisão. Eles foram encaminhados à Central de Flagrantes, onde ficaram à disposição da Justiça.


  • 2 jovens são vistos pegando produtos de lixo de marcado

Dois adolescentes, de 14 e 17 anos, foram apreendidos, na madrugada de terça-feira, 10, acusados de ato infracional de furto em um supermercado, situado na rua 11 de Agosto. Com eles, a Polícia Militar recuperou dois melões e um pacote de linguiça que já haviam sido descartados no lixo.

Segundo a corporação, à 1h54, uma equipe foi acionada, via rádio, para atender a uma ocorrência de furto no estabelecimento. Lá, eles encontraram os dois adolescentes, os quais tentaram fugir, mas acabaram capturados.

Durante a abordagem, conforme a PM, os policiais encontraram dois melões, de R$ 5 cada, e um pacote de linguiça, avaliada em R$ 80. Ao serem questionados, eles assumiram aos agentes que estavam no local para pegar comida do lixo, descartadas pelo mercado.

De acordo com o boletim de ocorrência, os menores foram apresentados no plantão policial, juntamente com a mãe de um deles e um representante do Conselho Tutelar, antes de serem liberados. Já os produtos recuperados foram entregues a uma representante do estabelecimento.

DEIXE UMA RESPOSTA

entre com sua mensagem
entre com seu nome