Notas policiais

395
  • Furto em casa na Dr. Laurindo provoca prejuízo de R$ 12 mil

Um economista de 61 anos, residente em São Caetano do Sul, teve um imóvel dele furtado na vila Doutor Laurindo, em Tatuí. O crime causou prejuízo à vítima de mais de R$ 12 mil. O furto aconteceu no dia 7 de outubro, mas só foi informado no plantão policial na sexta-feira, 15.

Segundo relatado, a residência pertencente ao economista é parcialmente mobiliada. O imóvel estava sendo reformado e o proprietário encontra-se em São Paulo, comprando materiais de construção.

Um vizinho teria ligado para o economista, avisando que o portão e a porta da sala da casa estavam abertos e que havia luzes acesas no local. Posteriormente, ao chegar no imóvel, ele constatou que a invasão e o furto e acionou a Polícia Militar, sendo orientado a registrar boletim de ocorrência.

A vítima disse à PC que as portas da residência foram arrombadas e uma das janelas estava entreaberta. O economista ainda informou que encontrara uma escada no quintal que dá acesso a um imóvel vizinho.

Ainda conforme a vítima, foram subtraídos: um rádio, dois fogões com uma mangueira de inox, cafeteira, micro-ondas, frigobar, aspirador de pó e de água, furadeira, compressor de ar, lavadora de pressão, lixadeira, escada de três metros, DVD-player, treliche de madeira, botijão de gás com o registro, mangueira de borracha, aquecedor, misturador e um mix, além de uma pia de granito de um metro e meio, cerra mármore, bateria de carro e dois pneus.


  • Jovem diz que vendia drogas como complemento de renda

Um ajudante de pintor de 21 anos acabou detido, na tarde de sexta-feira, 15, acusado de tráfico de entorpecentes na vila São Paulo. Durante a ação, a Guarda Civil Municipal recolheu papelotes de maconha.

Conforme a corporação, às 17h45, uma equipe do Canil Municipal fazia patrulhamento quando um cidadão denunciou aos agentes que um indivíduo estaria comercializando drogas em frente a um bar, na rua Emílio Haddad.

O denunciante ainda informou que o sujeito morava ao lado do bar e pegava mais entorpecentes no quintal.

No endereço indicado, segundo a GCM, os agentes abordaram o sujeito e, em um dos bolsos da calça dele, localizaram cinco porções de maconha.

Ainda conforme o boletim de ocorrência, na sequência, com apoio de outra viatura, os guardas encontraram mais 14 papelotes da mesma droga no quintal do imóvel do suspeito, além de uma espingarda antiga,em um quarto.

De acordo com a GCM, ao ser questionado, o ajudante de pintor confessou a comercialização das drogas. Ele alegou aos agentes que traficava havia dois meses para juntar dinheiro, pois ganharia “muito pouco com o trabalho”.

Segundo o boletim de ocorrência, o acusado, identificado como Iuri Iglailton Machado Rodrigues da Costa, recebeu voz de prisão, sendo encaminhado à Central de Flagrantes. Lá, o delegado plantonista ratificou a prisão, em flagrante, deixando-o à disposição da Justiça.


  • Caminhão de transportadora tatuiana tem carga saqueada

Uma transportadora tatuiana, com sede no Parque Industrial, teve parte da carga de um caminhão saqueada na rodovia Fausto Santomauro, próximo a Rio Claro (SP).

O caso aconteceu em 22 de agosto, porém, um representante da empresa registrou o boletim de ocorrência de furto na Delegacia Central na manhã desta segunda-feira, 18.

Conforme relatado pelo motorista da empresa, por volta das 4h30, ele estava transitando pela rodovia quando, na altura do quilômetro 23, perdeu o controle da direção após ter sido fechado por um outro veículo e chocou-se com o canteiro central.

Segundo relatado, devido ao acidente, caixas de leite que estavam sendo transportadas caíram pela rodovia, as quais, na sequência, foram saqueadas por moradores da região.Posteriormente, após levantamento, foi constatado o saque de cerca de 40% da carga, equivalentes a 10 mil litros de leite.


  • Mulher é vítima de golpe ao pagar falsa fatura de R$ 4.500

Uma mulher de 41 anos, residente no bairro Tanquinho, caiu em golpe ao quitar um boleto falso de uma dívida junto à CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano). A vítima comunicou o crime no plantão policial na tarde de segunda-feira, 18.

Conforme o boletim de ocorrência, a mulher recebeu carta de cobrança de uma suposta dívida com a CDHU. Nessa carta, havia o número de telefone e o endereço de e-mail que pertenceriam a uma empresa de advocacia, e a mulher entrou em contato.

Posteriormente, segundo o boletim, ela recebeu um boleto no valor de R$ 4.519,23 e realizou o pagamento. Contudo, pouco depois, descobriu que havia sido vítima de estelionato e ainda recebeu uma mensagem da CDHU confirmando que ela caíra em golpe.


  • Quadrilha foge antes de furtar fiação de imóvel no Pacaembu

Uma residência localizada na rua José Antônio Barros Silveira, no bairro Vida Nova Tatuí, foi invadida na segunda-feira, 18. Uma quadrilha, formada por quatro indivíduos, esteve no local, mas fugiu antes de concluir o crime.

De acordo com a Guarda Civil Municipal, às 16h17, uma guarnição foi acionada para atender à ocorrência de tentativa de furto. Segundo populares, quatro homens teriam descido de um Celta preto e arrombado uma porta para entrar no imóvel.

Quando a equipe chegou no local, segundo a GCM, a quadrilha já havia fugido. Em revista na residência, os agentes constataram que os ladrões haviam tentado retirar a fiação do local, tendo, inclusive, começado a escavar a tubulação para alcançar os fios.

Conforme a GCM, no local, os guardas encontraram dentro de uma mochila: um martelo, uma segueta, um alicate, uma chave “Phillips”, duas enxadas e uma pá, possivelmente utilizadas durante o crime.