Notas policiais

461
  • Obra de policial sofre furto de R$ 1.700 em equipamentos

Uma policial militar anos teve uma construção, situada no Jardim São Conrado 2, invadida e furtada na madrugada de terça-feira, 28 de setembro. Os itens levados na obra provocaram prejuízo de cerca de R$ 1.700.

Conforme relatado, a PM foi informada pelo pedreiro que trabalha na obra de que, pela manhã, ao chegar na construção, reparou que o cadeado do container estava quebrado e, na sequência, constatou a falta de diversos itens.

Segundo o boletim de ocorrência, o invasor furtou: uma furadeira elétrica, avaliada em R$ 205; um martelo, estimado em R$ 50; um motor de betoneira, de R$ 1000; uma esmerilhadeira, de R$ 250; uma máquina de cortar piso, de R$ 150; e enxada, de R$ 50.


  • Auxiliar cai em golpe ao buscar recompensa por ajudar senhor

Um auxiliar de produção de 26 anos, residente no Jardim Gonzaga, caiu um golpe na área central, na manhã de terça-feira, 28 de setembro. A vítima ajudou um homem desconhecido e acabou enganado quando tentava receber uma suposta recompensa.

Segundo relatado, após deixar uma agência bancária, por volta das 11h30, o auxiliar reparou que um senhor que estava na frente dele teria deixado uma caixa cair no chão. Um outro indivíduo pegou-a e chamou o auxiliar, perguntando se pertencia a ele, que respondeu ser “do senhor à frente”.

O homem que pegara a caixa abriu-a, viu que havia várias notas dentro e teria perguntado se o auxiliar de produção queria dividir o dinheiro. Após o auxiliar negar a divisão e chamar a pessoa que tinha derrubado a caixa, o dono agradeceu e ofereceu uma recompensa a eles.

O proprietário da caixa disse aos “benfeitores” que, para pegarem o dinheiro, teriam de ir até a gráfica em que ele supostamente trabalhava, próxima à praça Manoel Guedes.

O senhor teria pedido à dupla que aguardasse na praça e, posteriormente, retornou com uma promissória, dizendo para eles buscarem o dinheiro na gráfica, pois o patrão dele gostaria de agradecê-los.

O auxiliar ficou aguardando no local enquanto o outro homem foi buscar a parte dele da suposta recompensa. Quando retornou, o sujeito disse que o dono da gráfica havia entregado parte do valor da promissória e que o auxiliar deveria levar a caixa com as notas para receber o restante do dinheiro.

Nesse momento, o senhor que havia derrubado a caixa teria começado a passar mal e o outro indivíduo prontificou-se a ficar lhe fazendo companhia, além de ter pegado os pertences do auxiliar para que “ficasse mais fácil”, levando somente a caixa.

Após não ter encontrado a suposta gráfica, a vítima retornou à praça e percebeu que os sujeitos haviam ido embora, levando o celular e a carteira dela, contendo documentos pessoais e de uma moto, além de R$ 2.054.


  • Indivíduo é detido com crack e afirma ser usuário de maconha

Um desempregado de 23 anos acabou preso, na tarde de terça-feira, 28 de setembro, suspeito de tráfico de drogas no Jardim Thomaz Guedes. Durante a ação, a Guarda Civil Municipal apreendeu papelotes de crack e dinheiro.

Conforme a GCM, às 16h38, uma equipe fazia patrulhamento pelo bairro quando, na rua Antônio Carlos Paes da Silva, os agentes teriam percebido que um indivíduo, ao notar a aproximação da guarnição, jogara algo no chão.

Segundo a corporação, os guardas abordaram o rapaz e, durante busca pessoal, encontraram apenas R$ 89. Entretanto, ao verificarem o que ele descartara no chão, constataram se tratar de 14 pedras de crack. Questionado, o desempregado confessou o crime.

Ainda segundo a GCM, os agentes encaminharam o suspeito à Central de Flagrantes. Porém, em conversas informais, ele passou a negar a posse, o descarte e a dizer que não utiliza entorpecentes. Já durante o interrogatório, teria voltado a afirmar que não comercializa drogas, sustentando ser apenas usuário de maconha.

De acordo com o boletim de ocorrência, o acusado, identificado como Renan Paes de Abreu, recebeu voz de prisão sem possibilidade de fiança, permanecendo à disposição da Justiça.


  • Criminosos roubam celular e chaves da moradia de vítima

Um servidor público municipal de 49 anos foi roubado na noite de sábado, 25 de setembro, por volta das 23h, no bairro São Cristóvão. A vítima dirigiu-se ao plantão policial para registrar o boletim de ocorrência somente na tarde de quinta-feira, 30 de setembro.

Conforme o documento, o servidor estava caminhando pela avenida Vice-Prefeito Pompeo Reali quando dois indivíduos desconhecidos o abordaram e anunciaram o assalto.

Os bandidos exigiram celular e dinheiro, mas como a vítima estava sem notas, fugiram levando o aparelho, avaliado em R$ 800, e as chaves da residência do servidor.

A vítima disse à PC que não sabe se há câmeras de monitoramento no local e que não havia testemunhas. O servidor ainda afirmou não ter conseguido reconhecer os bandidos.


  • Acusado de tráfico entregava drogas em maços de cigarros

Um rapaz de 21 anos foi preso na noite de quinta-feira, 30 de setembro, por volta das 19h20, suspeito de tráfico de entorpecentes no Jardim Santa Rita de Cássia. Com o suspeito, a Guarda Civil Municipal recolheu porções de cocaína e crack, além de um celular e dinheiro.

De acordo com a corporação, uma viatura realizava patrulhamento pelas proximidades quando, pela via Jacó Abrame, os guardas avistaram um sujeito aparentemente entregando algo a um motociclista. A dupla tentou fugir dos agentes, mas somente o indivíduo de moto conseguiu, enquanto o outro foi capturado.

Com ele, segundo a GCM, foram encontrados um celular e R$ 60. No entanto, durante a fuga, os agentes viram o suspeito descartar algo e, posteriormente, constataram que ele havia jogado um maço de cigarros, contendo 24 porções de cocaína e 14 pedras de crack.

Conforme o boletim de ocorrência, o acusado, identificado como Vitor Gabriel Ferreira Mendes, recebeu voz de prisão em flagrante, sem possibilidade de fiança, permanecendo à disposição da Justiça.